Ultimas

Os 10 melhores combates de Chris Jericho na WWE

Chris Jericho é recordista de conquistas do título intercontinental
O primeiro Undisputed Champion da história da WWE ao bater The Rock (pelo WCW World Championship) e Stone Cold Steve Austin (pelo WWF Championship, no combate de unificação) na mesma noite, Chris Jericho é considerado um dos melhores wrestlers de todos os tempos.
 
Filho de canadianos, mas nascido em Manhasset, no estado de Nova Iorque, embora tivesse crescido na cidade de Winnipeg, no Canadá, Christopher Keith Irvine debutou nos ringues a 2 de outubro de 1990, na Hart Brothers School of Wrestling, quando tinha apenas 19 anos.
 
Após passar por promotoras japonesas e mexicanas, Jericho teve uma curta passagem pela ECW em 1996, ano em que haveria de assinar pela WCW. Em agosto de 1999 estreou-se na então designada por WWF, companhia em que haveria de atuar até à sua saída no verão de 2005, tendo regressado entre 2007 e 2010, entre 2012 e 2013 e entre 2014 e 2018. Pelo meio, foi fazendo alguns hiatos para se dedicar à sua banda de heavy metal, os Fozzy.
 
Na promotora da família McMahon foi também recordista de conquistas do título intercontinental (nove) e sagrou-se ainda campeão mundial por seis vezes, tendo ainda no palmarés o United States Championship (duas vezes), o European Championship (uma), o Hardcore Championship (uma), o WWF/World Tag Team Championship (cinco) e o WWE Tag Team Championship (duas).

Vale por isso a pena conferir a nossa lista dos dez melhores combates de Chris Jericho na WWE, por ordem cronológica.
 
Judgment Day 2000
Submission match pelo WWF Intercontinental Championship:
Chris Benoit (c) vs. Chris Jericho
A rivalidade entre os dois começou a caminho da Wrestlemania 2000, quando Chris Benoit e Chris Jericho desafiaram Kurt Angle pelos dois títulos que este detinha, o intercontinental e o europeu, num combate a duas falls. Benoit derrotou Jericho pelo título intercontinental e Jericho retribuiu o favor para conquistar o cinturão europeu.
Jericho perdeu o European Championship para Eddie Guerrero na noite seguinte, no Raw is War, depois de Chyna o ter traído e aliar-se com Guerrero.
No Backlash, Benoit bateu Chris Jericho por desqualificação depois de Y2J ter utilizado o cinturão para se defender do Diving Headbutt do campeão intercontinental, o que permitiu ao Rabid Wolverine reter o título.
Ambos voltaram a defrontar-se no episódio de 4 de maio do Smackdown!, com Jericho a sagrar-se campeão após atingir Benoit com o cinturão sem que o árbitro visse, antes de concluir a ofensiva com um Lionsault.
Quatro dias depois, após ajudar The Rock frente à fação McMahon-Helmsley, Jericho foi forçado a defender o Intercontinental Championship no Raw is War. Primeiro reteve o título frente a Kurt Angle e Big Show, mas depois perdeu-o para Benoit, que contou com a ajuda do special guest referee Triple H, que atribuiu a vitória ao Rabid Wolverine quando este estava a prender Jericho num Crippler Crossface, apesar de Y2J não ter desistido.
Mais tarde, Benoit anunciou que ia dar a Jericho uma desforra pelo Intercontinental Championship no Judgment Day, num submission match.
 
 
 
Fully Loaded 2000
Last Man Standing match:
No PPV anterior, o King of the Ring, Jericho beijou a mulher de Triple H, Stephanie McMahon-Helmsley, embora a interferência de Stephanie tenha custado a Y2J a derrota às mãos de Kurt Angle nos quartos de final do torneio King of the Ring.
Na noite seguinte, no episódio de 26 de junho do Raw is War, Jericho foi derrotado por X-Pac após interferência de Stephanie e Road Dogg. Após o combate, Stephanie vingou-se e humilhou Jericho, dando-lhe uma chapada no rosto e um pontapé na zona genital. Ainda no mesmo programa, Y2J retaliou, ao custar a Triple H a derrota num combate de ameaça tripla frente a The Rock e Kurt Angle.
Três dias depois, no SmackDown!Triple H exigiu que o comissário Mick Foley marcasse um combate entre ele e Jericho naquela noite, mas Foley preferiu marcar um six-man tag team match entre os DX (Triple H, Road Dogg e X-Pac) e uma equipa composta por Jericho e os Dudley Boyz, tendo os DX levado a melhor.
No Raw de 3 de julho, Foley anunciou que JerichoTriple H iriam defrontar-se no pay-per-view Fully Loaded. E duas semanas depois, Foley aceitou uma proposta de Y2J e tornou o combate num Last Man Standing match.
 
 
 
Chris Benoit (c) vs. Chris Jericho
Depois da WrestleMania 2000, Chris Benoit conseguiu três vitórias consecutivas em pay-per-views sobre Y2J, incluindo uma num combate à melhor de três no SummerSlam.
Na edição de 4 de janeiro do SmackDown!, Benoit defendeu o título intercontinental frente a Jericho, mas a interferência de Perry Saturn e Dean Malenko, membros do grupo The Radicalz, deu a vitória por desqualificação a Y2J.
Quatro dias depois, no Raw Is War, Jericho uniu forças com os The Hardy Boyz para vencer os The Radicalz, ao conseguir o assentamento vitorioso em Benoit. Embalado por esta vitória, Jericho exigiu um combate pelo título no Royal Rumble, com Benoit a aceitar e a dar a oportunidade a Jericho para escolher a estipulação, com Y2J a optar por um combate de escadote.
 
 
 
No Mercy 2001
WCW Championship:
No SummerSlam 2001, The Rock derrotou Booker T para conquistar o WCW Championship, numa altura em que decorria a storyline que ficou conhecida como The Invasion, em que uma fação de lutadores em representação da WCW e da ECW fez frente a uma fação representativa da WWF, depois de a WWF ter adquirido a WCW e a ECW em março e abril de 2001, respetivamente.
Entretanto, The Rock defendeu o título diante de Rhyno no Raw is War de 27 de agosto e de Booker T e Shane McMahon num handicap match no Unforgiven.
Na edição de 8 de outubro do Raw, Shane McMahon, que era o proprietário da WCW, anunciou que ia formar equipa com Rob Van Dam frente a Chris JerichoThe Rock. McMahon e Van Dam venceram o combate após RVD fazer o assentamento em The Rock, que foi atingido acidentalmente por uma cadeirada de Jericho. Após a contenda, The Rock confrontou Y2J no backstage, mas foi atacado por Jericho.
Três dias depois, no SmackDown!, Jericho bateu Rob Van Dam para se tornar no candidato principal ao WCW Championship no pay-per-view No Mercy.
 
 
 
Durante a storyline Invasion, que decorreu durante o ano de 2001, The Rock conquistou o WCW Championship por duas vezes e Chris Jericho tirou-o em ambas, a segunda delas no Vengeance, em dezembro, quando Y2J se tornou o primeiro campeão unificado.
Jericho teve um primeiro mês muito ativo como campeão, tendo defendido o cinturão ante Stone Cold Steve Austin num Steel Cage match e diante de Rob Van Dam, The Big Show e Kurt Angle.
Entretanto, The Rock bateu Booker T para se tornar no candidato principal e fez Jericho desistir com um Sharpshooter durante um combate de equipas em que teve Rob Van Dam como parceiro, enquanto Y2J atuou ao lado de Test.
 
 
 
Após Shawn Michaels perder o World Heavyweight Championship para Triple H no Armageddon 2002, HBK apareceu num segmento em ringue com Jericho, durante o qual Y2J gozou com Michaels e ameaçou ataca-lo. No entanto, acabou por ficar estendido no chão após sofrer um Superkick de Michaels.
Num tom diferente, no mês seguinte Michaels foi convidado para o The Highlight Reel e Jericho disse durante o segmento que idolatrava HBK e que este era uma inspiração para ele quando era mais jovem.
No Royal Rumble 2003, Shawn Michaels entrou em primeiro lugar no Royal Rumble match. Sabendo isso, Jericho quis entrar na segunda posição, depois de vencer uma battle royal que lhe dava o direito de escolher em que posição ia entrar. Jericho acabou por eliminar Shawn Michaels, mas Michaels vingou-se pouco depois ao atacar Jericho, contribuindo assim para a eliminação de Y2J.
Posto isto, ambos acordaram defrontar-se na WrestleMania XIX.
 
 
 
Unforgiven 2008
Unsanctioned match:
Após ter vencido e consequentemente encerrado a carreira de Ric Flair na WrestleMania XXIV, Shawn Michaels foi confrontado em dias diferentes por Batista e Chris Jericho, que acusaram HBK de egoísmo. 
Foi então marcado um combate entre Michaels e Batista para o Backlash, mas no Monday Night Raw de 14 de abril HBK e Jericho voltaram a confrontar-se. Y2J disse que não seria surpreendente se tivesse sido Michaels a sugerir a Vince McMahon a ideia de Ric Flair se retirar, e aí Michaels explodiu e aplicou-lhe um Superkick. Frustrado, Jericho pediu a Regal para ser incluído no combate do Backlash e o britânico atribuiu-lhe o cargo de árbitro convidado.
No Backlash, Michaels derrotou Batista, mas a dada altura aparentou sofrer uma lesão no joelho esquerdo. No Raw de 28 de abril, Jericho acusou Michaels de ter fingido a lesão para apanhar Batista desprevenido e vencê-lo, algo que HBK negou.
Na semana seguinte, foi marcado um duelo entre Jericho e Michaels para o Judgment Day. No Raw de 12 de maio Y2J pediu desculpas a HBK por tê-lo acusado de sofrer uma lesão e deu-lhe a possibilidade de desistir do combate, mas Michaels revelou que realmente fingiu a lesão no joelho. No Judgment Day, Michaels venceu e depois ambos apertaram as mãos.
Entretanto, Shawn Michaels voltou a envolver-se numa rivalidade com Batista, que o venceu num Stretcher match no One Night Stand. Mais tarde, a 9 de junho, Chris Jericho convidou Michaels para o seu talk show, o The Highlight Reel, salientou que os fãs continuavam a apoiar HBK e a vaiar Jericho apesar de este ter feito o que era certo e depois atirou Michaels contra um ecrã televisivo, causando danos no olho do rival.
Na altura, Chris Jericho era o campeão intercontinental e defendeu o título no Night Of Champions frente a Kofi Kingston, tendo saído derrotado após Shawn Michaels lhe ter causado uma distração.
Isto levou a mais um combate entre Jericho e Michaels, desta vez no The Great American Bash. Y2J desde o início do duelo que procurou causar estragos no olho do adversário, beneficiando da ajuda de Lance Cade, o que a dada altura fez com que o árbitro considerasse Michaels incapaz de continuar declarando Chris Jericho como vencedor.
Após várias semanas ausente, Shawn Michaels foi ao ringue durante o SummerSlam e, juntamente, com a sua mulher, Rebecca, anunciou a retirada. Jericho interrompeu-o e, ao tentar atingir Michaels a soco, acidentalmente acabou por acertar em Rebecca. Uma semana depois, no Monday Night Raw, Michaels anunciou que já não se ia retirar e desafiou Jericho para um Unsanctioned match no Unforgiven.
 
 
 
No Mercy 2008
Ladder match pelo World Heavyweight Championship:
No Unforgiven, Shawn Michaels levou a melhor após o árbitro declarar que Chris Jericho já não tinha hipóteses de se defender. Porém, essa noite ainda não tinha acabado para Y2J, que foi convidado a substituir o CM Punk – que tinha sido atacado por Randy Orton - no Scramble match pelo World Heavyweight Championship e acabou por vencer o combate, sagrando-se campeão mundial.
Uma semana depois, no Monday Night Raw de 15 de setembro, foi anunciado que Chris Jericho iria defender o título frente a Shawn Michaels num ladder match no No Mercy.
 
 
 
The Bash (2009)
Title vs. Mask match pelo WWE Intercontinental Championship:
Chris Jericho (c) vs. Rey Mysterio
Após perderem para Jeff Hardy num combate para determinar o candidato principal ao World Heavyweight Championship no episódio de 1 de maio do SmackDown, na semana seguinte o campeão intercontinental Rey Mysterio lançou um desafio aberto a quem quisesse entrar no ringue com ele e Chris Jericho respondeu afirmativamente.
O combate entre os dois teve lugar no Judgment Day, com Mysterio a sair vitorioso.
Porém, Y2J continuou a perseguir Mysterio, acusando-o de ser desonesto com os fãs ao usar uma máscara e não mostrar o rosto, tendo-o ainda atacado depois de se ter mascarado com uma das máscaras de Mysterio e de ter fingindo que era um fã na plateia.
Isto levou a mais um combate entre os dois no Extreme Rules, com Jericho a conquistar o título num No Holds Barred match após ter tirado a máscara a Mysterio.
No episódio de 15 de junho do Raw, Mysterio teve direito a uma desforra, mas não conseguiu sair vitorioso. No entanto, quatro dias depois, no SmackDown, foi anunciado que ambos se iriam defrontar no The Bash num combate em que estaria em jogo o título de Jericho e a máscara de Mysterio.
 
 
 
CM Punk vs. Chris Jericho
No episódio de 27 de maio de 2013 do Raw, Chris Jericho apresentou o The Highlight Reel e convidou Paul Heyman, que foi questionado sobre a ausência de CM Punk da programação, num segmento muito parecido ao que marcou o arranque da feud entre Y2J e Punk no ano anterior, marcada pela discussão sobre qual dos dois era o “melhor do mundo”. Jericho desafiou CM Punk para um combate no Payback e Heyman aceitou em nome de Punk. Na semana seguinte, Jericho e Heyman assinaram o contrato do combate.
No episódio de 7 de junho do SmackDown, Curtis Axel bateu Chris Jericho depois de Heyman, que era o manager de Axel, ter distraído Y2J ao fazer soar a theme song de CM Punk. Após esse combate, Jericho aplicou um Codebreaker em Curtis Axel.
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.