Ultimas

Os 10 melhores combates de sempre do Slammiversary

Slammiversary teve primeira edição em 2002
Realizado anualmente em junho ou julho desde 2002, o Slammiversary é o pay-per-view que assinala o aniversário do Impact Wrestling (antiga TNA).
 
Altamente promovido durante as semanas que o antecedem, o PPV teve como main-event entre 2004 e 2010 um King of the Mountain match, um combate de escadote invertido, entre cinco lutadores, em que normalmente estava em jogo o NWA World Heavyweight Championship ou o seu sucessor, o TNA World Heavyweight Championship. Após alguns anos de hiato, o gimmick match regressou em 2015, mas não voltou a realizar-se.
 
Em 2018 o evento realizou-se pela primeira vez fora dos Estados Unidos, em Toronto, no Canadá.
 
Vale por isso a pena conhecer a nossa lista dos dez melhores combates de sempre do Slammiversary, por ordem cronológica.
 
 
King of the Mountain match pelo TNA World Heavyweight Championship vago: 
Kurt Angle vs. Samoa Joe vs. AJ Styles vs. Christian Cage vs. Chris Harris
No Sacrifice, em maio, Kurt Angle venceu Sting e Christian Cage para se sagrar campeão, ao fazer Sting desistir… enquanto este fazia um assentamento em Cage.
O controverso final de combate levou a que Cage e Sting reclamassem o título e que o diretor Jim Cornette retirasse o cinturão a Angle.
Para apurar o novo detentor do TNA World Heavyweight Championship, Cornette anunciou que seria disputado um King of the Mountain match no Slammiversary. Os cinco participantes foram determinados em combates de qualificação: Angle bateu Rhino, Samoa Joe venceu Sting, AJ Styles derrotou Tomko e Christian Cage levou a melhor sobre Abyss. Chris Harris, que não tinha ido além de uma dupla desqualificação numa contenda frente a James Storm, foi escolhido por Cornette para participar no title match.
 
 
 
Slammiversary VIII (2010)
Kurt Angle vs. Kazarian
De regresso ao Impact! a 20 de maio após mais de um mês de ausência, Kurt Angle iniciou a sua corrida ao título mundial ao lutar em vários combates a contar para um ranking que haveria de determinar o candidato principal ao cinturão no Bound For Glory.
E o primeiro adversário de Angle foi precisamente Kazarian, no Slammiversary VIII.
 
 
 
Last Man Standing match: 
Bully Ray vs. AJ Styles
Durante um four-way match no programa semanal do Impact Wrestling, Bully Ray aplicou um Powerbomb em AJ Styles a partir do palco para cima de um conjunto de mesas, o que lesionou o Phenomenal One com alguma gravidade.
A fação Fortune, liderada por Styles, recrutou então a ajuda de um velho amigo do seu líder, Christopher Daniels, para o substituir no Lockdown num Lethal Lockdown match frente aos Immortal.  E os Fortune (Christopher Daniels, James Storm, Kazarian e Robert Roode) acabaram por derrotar os Immortal (Abyss, Bully Ray, Matt Hardy e Ric Flair) com a ajuda de Styles, que regressou para atacar Bully Ray.
Entretanto, a rivalidade entre Styles e Ray continuou, com Tommy Dreamer também a envolver-se, aplicando um Piledriver que voltou a lesionar o pescoço de Styles. Styles e Dreamer enfrentaram-se no Sacrifice, num No Holds Barred match que o Phenomenal One esteve bastante perto de vencer, mas que acabou por perder após a interferência de Bully Ray, que plantou Styles sobre uma mesa.
Styles vingou-se ao vencer, juntamente com Christopher Daniels, uma Street Fight frente à equipa de Dreamer e Ray.
No entanto, a guerra de palavras entre Styles e Ray continuou, com ambos a decidirem enfrentar-se num Last Man Standing no Slammiversary.
 
 
 
TNA World Tag Team Championship: 
Bad Influence (Christopher Daniels e Kazarian) (c) vs. AJ Styles e Kurt Angle
Em abril, Daniels e Kazarian começaram a ameaçar que iam expor um segredo de Styles caso ele não o revelasse. No mês seguinte, e uma vez que Styles nada disse, Kazarian e Daniels revelaram um alegado relacionamento amoroso entre o Phenomenal One e a presidente da TNA, Dixie Carter, através da utilização de filmagens e fotografias privadas.
No Sacrifice, Styles foi derrotado por Kurt Angle via submissão e após o combate foi atacado por Kazarian e Daniels. Contudo, Angle salvou Styles.
No episódio de 17 de maio do Impact Wrestling, Styles venceu a Open Fight Night Qualifier Battle Royal que lhe deu o direito de lutar por um título à sua escolha. Após o combate, Styles declarou que o seu relacionamento com Dixie era estritamente profissional e que cada um tinha o seu casamento, mas Daniels interveio e afirmou que o relacionamento entre os dois excedia a relação profissional, uma vez que um vídeo mostrou ambos juntos num hotel.
Na semana seguinte, Styles desafiou Bobby Roode pelo TNA World Heavyweight Championship, mas não esteve focado e saiu derrotado.
Uma semana depois, Styles venceu Daniels, mas após a luta foi atacado por Daniels e Kazarian. Contudo, Angle voltou a salvar o Phenomenal One, tendo sido anunciado que os quatro iam defrontar-se num combate pelos títulos de tag team no Slammiversary.
 
 
 
AJ Styles vs. Kurt Angle
Em março de 2013, AJ Styles regressou à TNA após um hiato de três meses e revelou uma personalidade mais sombria, silenciosa e solitária após alguns dissabores no passado.
Alguns lutadores, entre os quais os elementos dos Aces & Eights, James Storm, Bad Influence, Hulk Hogan, Sting e Kurt Angle procuraram dar-me a mão, mas sem sucesso. No entanto, Angle mostrou-se irritado pelo comportamento de Styles, que não escolheu apoiar uma das partes na guerra entre TNA e a fação Aces & Eights, o que levou a uma brawl entre os dois.
Hulk Hogan desistiu então de chamar Styles à razão e colocou-o a competir num combate frente a Kurt Angle no Slammiversary.
 
 
 
5150 Street Fight pelo Impact World Tag Team Championship:
The Latin American Xchange (Santana e Ortiz) vs. The OGz (Hernandez e Homicide)
Em março de 2017, os LAX foram reformados, com a fação a ser composta por Homicide, Santana, Ortiz, Diamante e o manager Konnan.
Em maio de 2018, King tornou-se o mais recente membro do grupo e assumiu mesmo a liderança do mesmo numa altura em que Homicide, Diamante e Konnan estavam fora de ação. Enquanto foi líder, ajudou Ortiz e Santana a sagrarem-se campeões de tag team.
Em junho, Konnan e Diamante voltaram à ação, mas mostraram suspeição relativamente às intenções de King. No episódio de 5 de julho do Impact, King admitiu que tinha sido ele a atacar Konnan para assumir o controlo da fação.  King ainda tentou que Ortiz e Santana o reconhecessem como líder do grupo, mas estes rejeitaram e mantiveram-se do lado de Konnan.
No entanto, os membros dos LAX originais, Hernandez e Homicide, regressaram ao Impact Wrestling e atacaram Konnan, Ortiz e Santana, juntando-se assim a King e formando os The OGz.
 
 
 
Mask vs. Hair match:
Pentagon Jr. (máscara) vs. Sami Callihan (cabelo)
Durante a primavera e o verão de 2018, os dois velhos conhecidos Pentagón Jr. e Sami Callihan, que já se tinham defrontado inúmeras vezes em várias promotoras, entraram em conflito no Impact Wrestling, numa altura em que os seus grupos Ohio Versus Everything (de Callihan) e The Lucha Brothers (Pentagón Jr.) estavam também envolvidos numa rivalidade, e decidiram digladiar-se com uma estipulação diferente: mask vs. hair.  
 
 
 
Impact World Championship:
Austin Aries (c) vs. Moose
No evento Under Pressure, transmitido a 31 de maio, Austin Aries virou heel pela primeira vez em dois anos e utilizou um golpe baixo para derrotar Pentagón Jr. e sagrar-se campeão mundial do Impact pela terceira vez.
Entretanto, Moose bateu Eli Drake no evento House of Hardcore 43 e tornou-se no candidato principal ao título.
 
 
 

Impact World Championship: 
Brian Cage (c) vs. Michael Elgin
No episódio de 3 de maio do Impact, numa altura em que Cage ainda se encontrava a recuperar do ataque de que tinha sido alvo, Elgin derrotou Johnny Impact e Pentagón Jr. para se tornar no candidato principal ao título.
 
 
 
Intergender match: 
Sami Callihan vs. Tessa Blanchard
Durante os primeiros meses de 2019, Tessa Blanchard começou a envolver-se em algumas combates intergénero, tendo defrontado, por exemplo, Joey Ryan.
Depois de os oVe (Dave e Jake Crist) terem derrotado Scarlett Bordeaux e Fallah Bahh no episódio do Impact de 7 de junho, os irmãos Crist continuaram a atacar as duas mulheres, mas Tessa Blanchard foi ao ringue fazer o save perante o olhar atento de Sami Callihan.
A partir daí, Callihan passou a perseguir Blanchard e ambos envolveram-se em confrontos verbais e físicos, o que levou a que fosse marcado um combate entre os dois para o Slammiversary XVII.
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.