Ultimas

PPV Review - WWE WrestleMania 37


Data: 10 e 11 de abril de 2021
Arena: Raymond James Stadium
Localidade: Tampa, Flórida
 

Noite 1

 
WWE Championship:
Bobby Lashley (c) vs. Drew McIntyre

Combate entre dois bois, como disse um dos comentadores logo no começo do duelo.
Embora sejam ambos dois lutadores fisicamente poderosos, foi Bobby Lashley que sobressaiu através da força, projetando McIntyre como se um cruiserweight se tratasse. No entanto, o escocês respondeu com uma intensidade impressionante.
A dada altura, McIntyre aplicou três Future Shock DDT consecutivos (dois deles com uma execução deficiente) e avançou para o assentamento, mas Lashley fez o kick out.
Não faltaram também submissões, tentativas de finishers e near falls que deram bastante emoção à contenda. Lashley acabou por vencer por submissão, através de um Hurt Lock, mas McIntyre não desistiu, tendo antes desfalecido.
As minhas expetativas para este combate eram muito baixas, até porque estamos a falar de dois lutadores que raramente – para não dizer nunca… – têm combates seus candidatos a melhor do ano, por exemplo, mas a intensidade e o storytelling estiveram em níveis bastante elevados.
Vencedor: Bobby Lashley
Nota: 8/10
 
 
Tag Team Turmoil para determinar as candidatas principais ao WWE Women's Tag Team Championship na noite 2:
Lana e Naomi vs. Dana Brooke e Mandy Rose vs. The Riott Squad (Liv Morgan e Ruby Riott) vs. Natalya e Tamina vs. Carmella e Billie Kay

As equipas de Lana & Naomi e de Carmella e Billie Kay abriram as hostilidades, com Billie Kay a conseguir surpreender Naomi com um roll-up.
Seguiram-se as The Riott Squad. Carmella e Billie Kay tentaram repetir a estratégia do combate anterior, com Carmella a utilizar as cordas para ajudar Kay a fazer um roll-up numa adversária, mas o árbitro mostrou-se atento. Falhada essa estratégia, as The Riott Squad eliminaram Carmella e Kay depois de um double team.
Seguiram-se Dana Brooke e Mandy Rose, que estiveram perto do triunfo após um Swanton Bomb de Dana Brooke em Liv Morgan, mas esta conseguiu surpreender Dana com um Inside Cradle.
As poderosas Natalya e Tamina foram as senhoras que se seguiram, mas mesmo muito mais frescas do que as adversárias encontraram dificuldades. Contudo, Natalya e Tamina alcançaram a vitória após um Superfly Splash de Tamina em Morgan.
Vencedoras: Natalya e Tamina
Nota: 6/10
 
 
Cesaro vs. Seth Rollins
Cesaro entrou a todo o gás, com um repentino Uppercut e o seu característico Big Swing.  No entanto, encontrou pela frente um Seth Rollins combativo e com vontade de brilhar.
A dada altura, Cesaro aplicou um Neutralizer, mas não conseguiu chegar à vitória. Na resposta, Rollins executou um Pedigree cujos efeitos também não passaram da near fall.
Pouco depois, Cesaro voltou à carga com um Airplane Spin, um Big Swing e um Neutralizer de seguida, uma sequência que só terminou com o assentamento vitorioso.
Vencedor: Cesaro
Nota: 7,5/10
 
 
WWE Raw Tag Team Championship:
The New Day (Kofi Kingston e Xavier Woods) (c) vs. AJ Styles e Omos

A estratégia dos New Day passou por convencer o elemento fisicamente menos poderoso da equipa adversária, AJ Styles, a iniciar o combate, isolando-o junto ao canto dos campeões em seguida.
A dada altura, Styles ficou desesperado em fazer o tag, mas os New Day estavam a conseguir a mantê-lo longe de Omos. Entretanto, Styles lá conseguiu efetuar o tag, num bom exemplo de storytelling que só pecou por fazer de um lutador com a qualidade, carisma e currículo do Phenomenal One alguém tão pequenino.
Omos, um autêntico objeto inamovível, deu a vitória à sua equipa após destruir os dois membros dos The New Day.
Vencedores: AJ Styles e Omos (novos campeões)
Nota: 5,5/10
 
 
Steel Cage match:
Braun Strowman vs. Shane McMahon
Os comentadores questionavam o que levava Shane McMahon a trancar-se num Steel Cage com Strowman, e este respondeu ao beneficiar da ajuda de Elias e utilizar uma cadeira para, de alguma forma, igualar as forças.
Quando ficou sem a cadeira, Shane teve de recorrer à imaginação (e também a uma caixa de ferramentas) para manter Strowman no tapete.
Após atingir o adversário com uma caixa de ferramentas, Shane teve a vitória praticamente no bolso, estando já a descer a jaula do lado de fora quando foi intercetado por Strowman, que o atirou desde o topo da jaula para o tapete. Depois concluiu a ofensiva com um Running Powerslam e o assentamento vitorioso.
Vencedor: Braun Strowman
Nota: 6/10
 
 
Bad Bunny e Damian Priest vs. The Miz & John Morrison

Este ano, calhou ser Bad Bunny (que eu não conhecia…) a celebridade escolhida para participar na WrestleMania. À exceção de um Head Scissors, acabou por ser o saco de pancada de The Miz e Morrison.
A entrada de Damian Priest mudou o rumo dos acontecimentos, um pouco à imagem do que aconteceu no combate entre os The New Day e Styles & Omos, com as diferenças de Priest e Bunny serem faces e de Priest vender os golpes.
Paralelamente, Bunny chocou aos fãs ao aplicar um Canadian Destroyer em Morrison fora do ringue antes de dar a vitória à sua equipa após um Diving Cross Body em The Miz.
Vencedores: Bad Bunny e Damian Priest
Nota: 6,5/10
 
 
WWE SmackDown Women's Championship:
Sasha Banks (c) vs. Bianca Belair

Ainda antes do combate iniciar, ambas não evitaram a lágrima no canto do olho. Afinal, era a primeira vez que duas mulheres negras lutavam entre elas no main-event da WrestleMania (ainda que na primeira de duas noites).
Bianca Belair fez da força a sua principal arma, enquanto Sasha Banks procurou utilizar a sua experiência e matreirice para engenhar uma forma de agredir a adversária.
Depois de uma sucessão de reverses, Bianca Belair aplicou o K.O.D., alcançou a vitória e conquistou o título.
Vencedora: Bianca Belair
Nota: 7/10
 
 
 

Noite 2

 
The Fiend vs. Randy Orton
The Fiend ainda fazia a sua entrada quando atacou Randy Orton, surpreendendo-o e conseguindo uma vantagem inicial. Orton lá conseguiu responder, mas tudo o que fazia parecer insuficiente para manter The Fiend no tapete por algum tempo.
No entanto, uma distração causada por Alexa Bliss, a deitar um líquido negro da cabeça, custou uma distração a The Fiend que permitiu a Orton aplicar o RKO e alcançar a vitória.
Vencedor: Randy Orton
Nota: 4,5/10
 
 
WWE Women's Tag Team Championship:
Nia Jax e Shayna Baszler (c) vs. Natalya e Tamina

Quatro das mais poderosas mulheres da WWE neste combate. O duelo foi equilibrado, com Natalya e Tamina a superiorizarem-se numa primeira frase e as campeãs a ripostarem depois.
Os minutos finais do combate ficaram marcados pelo equilíbrio, com momentos de algum brilho para ambas as equipas.
A dada altura Tamina impressionou ao aplicar um Body Slam em Nia Jax, mas esta conseguiu fazer o kick out no assentamento que se seguiu.
Depois foi a vez de Natalya ter estado perto do triunfo ao prender Nia Jax num Sharpshooter, mas Shayna Baszler entrou em cena e fez Natalya desistir com um Sleeper Hold.
Vencedoras: Nia Jax e Shayna Baszler
Nota: 4,5/10
 
 
Kevin Owens vs. Sami Zayn
Kevin Owens entrou no combate a todo o gás e até parecia encaminhar-se para uma vitória fácil, como se de um squash match se tratasse, mas Sami Zayn conseguiu ganhar algum fulgor depois de um Suplex na borda do ringue.
A partir daí o duelo tornou-se bastante intenso e dividido, com momentos de brilho e golpes impactantes para cada lado. Depois de falhar um segundo Helluva Kick consecutivo, Zayn sofreu dois Super Kicks consecutivos e um Stunner, mais do que suficiente para Owens avançar para o assentamento vitorioso.
Vencedor: Kevin Owens
Nota: 6,5/10
 
 
WWE United States Championship:
Riddle (c) vs. Sheamus

Combate muito físico, com muitos strikes, nomeadamente socos.
A dada altura, Riddle aplicou um Jackhammer cujos efeitos não passaram da near fall, mas Sheamus respondeu com um violento High Knee e um Alabama Slam. Contudo, Riddle resistiu.
Minutos depois, Riddle procurou um Moonsault, mas foi intersetado por um brutal Brogue Kick que deu a vitória a Sheamus.
Um combate sólido, mas com alguns golpes arriscados que acabaram por não sair esteticamente conforme desejado.
Vencedor: Sheamus (novo campeão)
Nota: 6/10
 
 
Nigerian Drum Fight pelo WWE Intercontinental Championship:
Big E (c) vs.
Apollo Crews
Basicamente, um No Holds Barred match com objetos como kendo sticks, tambores e mesas ali à mão.
A dada altura, Apollo Crews tentou aplicar um Diving Splash, mas acabou por mergulhar em cima de uma mesa, partindo-a. Big E tentou capitalizar ao aplicar um Big Ending, mas um sujeito gigante interferiu para atacar Big E e colocar Apollo a fazer o assentamento vitorioso.
Vencedor: Apollo Crews
Nota: 5/10
 
 
WWE Raw Women's Championship:
Asuka (c) vs. Rhea Ripley

Combate bastante físico, com muitos strikes, nomeadamente pontapés.
Numa altura em que o equilíbrio era a nota dominante, Asuka aplicou um DDT desde a borda do ringue para o exterior do squared circle, o que quase deu à campeã uma vitória por countout.
Ainda assim, foi Ripley a alcançar a vitória e a conquistar o título, após um Riptide.
Vencedora: Rhea Ripley
Nota: 5/10
 
 
WWE Universal Championship:
Roman Reigns (c) vs. Edge vs. Daniel Bryan
Num combate sem desqualificações, o campeão Roman Reigns contou com o apoio do primo Jey Uso, que pontapeou Daniel Bryan e Edge fora do ringue. Os dois candidatos ao título tiveram, por isso, de fazer frente a um adversário-extra nos primeiros minutos da contenda.
A dada altura, Bryan ficou fora de cena e Reigns e Edge digladiaram-se no interior do ringue, tendo ambos ficado estendidos no tapete após chocarem um no outro ao tentarem Spears.
Depois, Bryan recuperou e aplicou um Running Knee em Edge, um Yes Lock em Reigns e outro em Edge, mas não conseguiu chegar à vitória.
Após ter dado um ar de sua graça, Bryan foi plantado numa mesa de comentadores, que partiu. E logo a seguir Edge atingiu Reigns com um Spear no exterior do ringue.
No regresso ao ringue, Edge prendeu Reigns num Crossface, utilizando um pedaço de metal para infligir ainda mais dor, mas Bryan conseguiu impedir que Reigns desistisse.
Entretanto, Edge atingiu Reigns com um Spear. E quando se preparava para alcançar o triunfo, Daniel Bryan puxou a perna do árbitro, impedindo-o de contar o assentamento até final.
Frustrado, Edge procurou atingir ambos os adversários com o Conchairto. Fê-lo com Bryan, mas quando procurou fazê-lo com Reigns foi atacado por Jey Uso. Roman Reigns aproveitou para aplicar um Spear e um Conchairto em Edge antes de fazer o assentamento em ambos os adversários em simultâneo.
Vencedor: Roman Reigns
Nota: 8/10


Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.