Ultimas

Os 10 melhores combates da carreira de John Cena

John Cena foi campeão mundial por 16 vezes
Um dos nomes mais incontornáveis da história da WWE, o 16 vezes campeão mundial John Cena fez a sua estreia televisiva na companhia a 27 de junho de 2002, ao responder a um open challenge de Kurt Angle. Daí ao estrelato foi um ápice, tendo conquistado pela primeira vez o WWE Championship menos de três anos depois, ao derrotar JBL na Wrestlemania 21.
 
Sem dúvida alguma o principal rosto da empresa durante cerca de uma década, Cena despertou todos os tipos de sentimentos aos fãs, virando grande ídolo de grande parte dos mais jovens e ódio de estimação por parte de alguns dos mais velhos, críticos do move-set limitado e dos longos reinados do Marine.
 
Numa fase em que John Cena se dedicou aos encantos do cinema e dificilmente poderá voltar a somar presenças regulares na WWE, vale a pena recordar os dez melhores combates da carreira dele.
 
 
Backlash 2009
Last Man Standing match pelo World Heavyweight Championship:
John Cena (c) vs. Edge
Em fevereiro de 2009, no pay-per view No Way Out, Edge perdeu o seu WWE Championship no combate inaugural, então decidiu atacar Kofi Kingston, que devia competir num Elimination Chamber match pelo World Heavyweight Championship de John Cena, e não só ocupou o lugar do ganês como conquistou o título ao eliminar Rey Mysterio em último.
Semanas depois, a General Manager do Smackdown, Vickie Guerrero, anunciou que o marido Edge iria defender o cinturão frente a Big Show na WrestleMania XXV. Porém, quando ambos os lutadores se preparavam para assinar o contrato do combate, John Cena surgiu e sussurrou ao ouvido que o duelo deveria ser cancelado.
Na semana seguinte, no Raw, Vickie anunciou para surpresa de Edge e Big Show que Cena seria adicionado ao combate e mais tarde foi revelado que a adição de Cena estava relacionada numa chantagem a Vickie com imagens dela a trair Edge com Big Show.
Na Wrestlemania XXV, Cena reconquistou o título e, no Raw do dia seguinte, Vickie Guerrero anunciou que o novo campeão iria defender o seu World Heavyweight Championship frente a Edge num Last Man Standing match no Backlash.
 
 
 
John Cena (c) vs. CM Punk
(Se Cena não retivesse o título, seria despedido)
No episódio de 13 de junho do Raw, CM Punk beneficiou de uma distração causada por R-Truth para vencer o campeão John Cena num combate sem o título em jogo.
Uma semana depois, Punk tornou-se no candidato principal ao WWE Championship ao bater Alberto Del Rio e Rey Mysterio num Falls Count Anywhere match. Depois do combate, Punk revelou que o seu contrato expiraria na meia-noite de 17 de julho, imediatamente após o pay-per-view Money in the Bank terminar, e prometeu ganhar o título e deixar a companhia com o cinturão.
No episódio seguinte do Monday Night Raw, Punk ajudou R-Truth a vencer Cena num Tables match e fez uma das mais famosas promos de sempre da WWE, autoproclamando-se o melhor do mundo [Best in the World], tecendo duras críticas a John Cena, Vince McMahon e a toda administração da companhia e prometendo defender o WWE Championship noutras companhias, como a Ring of Honor e a New Japan Pro Wrestling.
Como resultado, Punk foi suspenso e viu ser-lhe retirada a oportunidade de lutar pelo título. No entanto, Cena confrontou Vince McMahon e ameaçou deixar a companhia e devolver-lhe o WWE Championship caso Punk não fosse reintegrado. Vince McMahon cedeu, mas com uma condição: se Cena perdesse o título, seria despedido.
No episódio de 11 de julho do Monday Night Raw, Mr. McMahon tentou que CM Punk renovasse contrato para ter a certeza de que o WWE Championship ficava na WWE. O presidente da companhia concordou com todas as exigências de Punk e pediu-lhe desculpas, mas Cena interrompeu-os e atacou Punk. Em resposta, Punk rasgou o contrato.
E para apimentar tudo isto, um dado extremamente importante: o Money in the Bank realizou-se em Chicago, terra natal de Punk.
 
 
 
Extreme Rules match:
John Cena vs. Brock Lesnar
No Raw de 2 de abril, um dia após ter sido derrotado por The Rock na WrestleMania XXVIII, John Cena pediu para o seu adversário da noite anterior aparecesse em cena, para que o pudesse congratular publicamente.
Porém, quem apareceu foi Brock Lesnar, que já não pisava um ringue da WWE desde 2004. Lesnar ofereceu um aperto de mão a Cena, mas logo a seguir aplicou-lhe um F-5.
Na semana seguinte, o general manager do Raw, John Laurinaitis, revelou que contratou Lesnar para trazer “legitimidade” e se tornar na “nova cara da WWE” e anunciou ainda que Lesnar iria defrontar Cena no Extreme Rules.
Uma semana depois, foi anunciado que o duelo seria disputado sob regras extremas.
 
 
 
Monday Night Raw (25 de fevereiro de 2013)
John Cena vs. CM Punk
No Royal Rumble, John Cena ganhou o Royal Rumble match pela segunda vez na carreira ao eliminar Ryback em último, enquanto CM Punk perdeu o WWE Championship para The Rock.
No PPV seguinte, o Elimination Chamber, CM Punk falhou a hipótese de reconquistar o WWE Championship, ao perder para The Rock, que assim iria defender o título frente a John Cena numa desforra do combate da WrestlemaniaXXVIII, no ano anterior, que The Rock levou a melhor.
Na noite a seguir ao pay-per-view, John Cena preparava-se para subir ao ringue para confrontar The Rock quando foi atacado por CM Punk, que sentia ainda que era o candidato principal ao WWE Championship. Assim sendo, foi marcado um combate entre Cena e CM Punk para o episódio seguinte do Monday Night Raw, para determinar qual dos dois iria defrontar The Rock na Wrestlemania29.
 
 
 
(Triple H como árbitro convidado)
Após ter batido Mark Henry no Money in the Bank, foi dada a John Cena a oportunidade de escolher contra quem defenderia o WWE Championship no SummerSlam por parte do General Manager Brad Maddox. E Cena aceitou a sugestão do público e escolheu Daniel Bryan.
Não satisfeito com a escolha de Cena, Vince McMahon tentou fazer a vida negra a Bryan, colocando-o num gauntlet match. No episódio de 12 de agosto do Monday Night Raw, Maddox funcionou como árbitro convidado num combate entre Bryan e Wade Barrett e atribuiu a vitória a Barrett após ter contado muito rapidamente um assentamento. Maddox também se ofereceu para ser o árbitro do duelo entre CenaBryan no SummerSlam, mas Triple H intercedeu e anunciou que ele próprio seria o árbitro.
 
 
 
Last Man Standing match:
John Cena vs. Bray Wyatt
Tudo começou no Royal Rumble, quando John Cena aplicava um STF em Randy Orton e parecia estar bem encaminhado para conquistar o WWE World Heavyweight Championship, porém, as luzes apagaram-se temporariamente e a The Wyatt Family apareceu na borda do ringue, causando a distração e consequente derrota a John Cena.
No PPV seguinte, o Elimination Chamber, a Wyatt Family interferiu no Elimination Chamber match que tinha o WWE World Heavyweight Championship em jogo, atacando John Cena, com Bray Wyatt a aplicar-lhe um Sister Abigail e Randy Orton a colher frutos ao eliminar Cena em seguida.
Entretanto, Cena desafiou Wyatt para um combate na Wrestlemania XXX, desafio esse que foi aceite, com Cena a levar a melhor em ringue.
Após vencer Wyatt, Cena acusou o rival de ser incapaz de se defender sem Luke Harper ou Erick Rowan e desafiou-o para um Steel Cage Match. O desafio foi aceite e Wyatt venceu o combate de jaula no Extreme Rules, mas contou uma vez mais com a ajuda de Harper e Rowan.
Para desempatar, Bray Wyatt desafiou Cena para um Last Man Standing match para o Payback durante o episódio do Raw de 12 de maio e recebeu resposta positiva no SmackDown quatro dias depois.
 
 
 
Brock Lesnar (c) vs. Seth Rollins vs. John Cena
Brock Lesnar conquistou o título ao derrotar John Cena no SummerSlam 2014. Cena teve a sua desforra no mês seguinte, no Night Of Champions, mas acabou por ganhar por via desqualificação depois de Seth Rollins ter interferido e tentado fazer o cash-in do contrato Money in the Bank.
No PPV que se seguiu, o Hell in a Cell, Cena bateu Randy Orton num Hell in a Cell match para ganhar uma futura oportunidade pelo título, mantendo o estatuto de candidato principal no TLC, ao vencer Rollins num Tables match. Mais tarde no mesmo evento, foi anunciado que Cena ia desafiar Lesnar no Royal Rumble.
No último Raw de 2014, Rollins atacou o guest host Edge e ameaçou aplicar-lhe um Curb Stomp se Cena não tomasse a decisão de reempossar a The Authority, fação que tinha perdido o perder no Survivor Series após uma equipa liderada por Cena ter vencido um combate de eliminação. Cena, ainda que de forma relutante, acabou por declarar o regresso da The Authority.
Na edição de 5 de janeiro de 2015 do Monday Night Raw, Triple H adicionou Seth Rollins ao combate pelo título como retribuição pelo regresso da The Authority e despediu os membros da Team Cena que contribuíram para a perda de poder no Survivor Series (Dolph Ziggler, Ryback e Erick Rowan).
Na semana seguinte, Lesnar, CenaRollins assinaram o contrato e estiveram envolvidos numa brawl, com Rollins a aplicar um Curb Stomp tanto a Cena como a Lesnar. Porém, Cena teve a sua participação em perigo, pois Triple H forçou-o a lutar num handicap match frente a Rollins, Big Show e Kane para segurar não só a presença no title match como como para garantir os regressos de Ziggler, Ryback e Rowan, no último Raw antes do Royal Rumble. Cena acabou por vencer com um roll-up em Rollins após distração causada por Sting, mas foi Lesnar a sair por cima ao aparecer para atacar Rollins e aplicar F-5 a Kane e Big Show.
 
 
 
WWE World Heavyweight Championship e WWE United States Championship: 
Seth Rollins (c) vs. John Cena (c)
No episódio de 20 de julho do Monday Night Raw, John Cena desafiou Seth Rollins para um combate pelo WWE World Heavyweight Championship, mas este recusou.
Na semana seguinte, Cena voltou a lançar o desafio, mas a Authority forçou-o defender o United States Championship contra Rollins, conseguindo reter o cinturão apesar de ter partido o nariz durante a luta.
Perante este cenário, Rollins desafiou Cena para um combate no SummerSlam em que o vencedor ficaria com os dois títulos, o que foi prontamente aceite.
 
 
 
AJ Styles vs. John Cena
No episódio de 30 de maio do Monday Night Raw, John Cena regressou após recuperar de uma lesão num ombro que o tinha afastado dos ringues durante cinco meses. AJ Styles surgiu para lhe dar as boas-vindas, mas Luke Gallows e Karl Anderson, antigos companheiros de Styles no Raw, apareceram à procura de confusão. Styles e Cena estavam a preparar-se para lutar contra eles, mas Styles acabou por se juntar a Gallows e Anderson para atacar Cena e voltar a formar o The Club.
Uma luta entre Styles e Cena foi marcada para o Money in the Bank, com Cena a dar a escolher duas opções ao seu adversário: permitir que Gallows e Anderson estivessem no seu canto ou bani-los das imediações do ringue. Styles escolheu a segunda opção e acabou por vencer, mas com a interferência dos amigos.
A rivalidade prosseguiu nas semanas seguintes, primeiro com Styles e Gallows a atacarem Cena durante um combate com Karl Anderson, depois com Cena e Styles a custarem um ao outro a oportunidade para estarem presentes no combate pelo WWE Championship no Battleground. The Club voltou a atacar Cena no Raw de 4 de julho, mas Enzo Amore e Big Cass apareceram para salvar a Cena, o que levou à marcação de um combate entre as duas fações no Battleground, com o triunfo a sorrir a Cena, Amore e Cass após um Super Attitude Adjustment de Cena em Styles.
Após os dois rivais terem sido transferidos para o SmackDown no Draft desse verão, Styles desafiou Cena para mais um combate, desta vez no SummerSlam, o que foi mais uma vez aceite por Cena.
 
 
 

AJ Styles (c) vs. John Cena
No TLC de dezembro de 2016, AJ Styles reteve o título ao vencer Dean Ambrose num Tables, Ladders, and Chairs match.
Nove dias depois, no SmackDownDolph Ziggler derrotou Ambrose, The Miz e Luke Harper num four-way elimination match para ter direito a uma oportunidade pelo WWE Championship no SmackDown de 27 de dezembro, mas antes de a ter foi confrontado por Baron Corbin, que o desafiou para colocar a title shot em jogo. O duelo entre Ziggler e Corbin terminou em double count-out, antes de Styles ter atacado ambos com uma cadeira.
Como consequência, o título esteve em jogo num combate ameaça tripla entre Styles, Ziggler e Corbin, mas antes, John Cena regressou após quase três meses de ausência e desafiou o vencedor dessa luta para um title match no Royal Rumble. Styles acabou por reter o cinturão e Cena apareceu para lhe apertar a mão.
Na edição de 17 de janeiro do SmackDown, Styles defrontou The Miz, num duelo que terminou em no contest depois de Cena, que se encontrava na mesa de comentadores, ter sido atacado pelo campeão. Seguiu-se uma brawl que foi encerrada com Cena a aplicar o Attitude Adjustment tanto em The Miz como em Styles.
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.