Ultimas

Os 10 melhores combates de sempre pelo WWE Universal Championship

WWE Universal Championship existe desde julho de 2016
Instituído a 25 de julho de 2016 para dar à Raw um título de topo após a brand split que levou o WWE Championship para o SmackDown, o Universal Championship é um dos mais recentes, mas ainda assim um dos mais prestigiados títulos da World Wrestling Entertainment (WWE).
 
Com Finn Bálor como primeiro detentor, o cinturão esteve 504 dias na posse de Brock Lesnar, um recorde que está ameaçado pelo atual campeão, Roman Reigns. Lesnar, com três conquistas, é ainda o recordista de número de reinados. Bálor foi o campeão mais leve (86 quilos), enquanto Braun Strowman foi o mais pesado (175 kg). Kevin Owens foi o mais jovem a conquistar o título (32 anos e 114 dias), enquanto Goldberg foi o mais velho (53 anos e 62 dias).
 
Vale por isso a pena recordar os onze melhores combates de sempre pelo WWE Universal Championship, por ordem cronológica.
 
No Disqualification match pelo WWE Universal Championship:
Kevin Owens (c) vs. Roman Reigns
(Chris Jericho suspenso em cima do ringue no interior de uma jaula)
No Roadblock: End of the Line, em dezembro de 2016, Kevin Owens reteve o título diante de Roman Reigns, então campeão dos Estados Unidos, após Chris Jericho atacar Owens com um Codebreaker e causar-lhe a desqualificação. Depois do combate, Jericho, derrotado por Rollins nessa noite, revelou que esse ataque fazia parte de uma estratégia para Owens ganhar e reter o cinturão. Em retaliação, Reigns e Rollins aplicaram Double Powerbombs em Jericho e Owens nas mesas dos comentadores.
Na edição da noite seguinte do Monday Night Raw, Owens e Jericho celebraram a vitória de Owens, mas o General Manager Mick Foley apareceu e anunciou que Roman Reigns teria uma nova oportunidade pelo título no Royal Rumble, com Jericho suspenso acima do ringue no interior de uma jaula.
Duas semanas depois, Reigns defendeu o título dos Estados Unidos num handicap match diante de Kevin Owens e Chris Jericho, com este último a derrotar Reigns e a conquistar o cinturão. Y2J teve a primeira defesa de título no Raw antes do Royal Rumble e acabou desqualificado ante Reigns, depois de Owens ter interferido. Owens e Jericho tentaram colocar Reigns numa jaula, mas Reigns ripostou e fechou Owens na jaula e elevou-a acima do ringue, aplicando depois um Superman Punch e um Spear em Jericho.
 
 
 
Brock Lesnar (c) vs. Roman Reigns vs. Samoa Joe vs. Braun Strowman
(em caso de derrota, Brock Lesnar teria de abandonar a WWE)
Campeão desde que venceu Goldberg na Wrestlemania 33Brock Lesnar não defendia o WWE Universal Championship regularmente. No episódio de 19 de junho do Monday Night RawRoman Reigns autoproclamou-se candidato principal pelo título no SummerSlam. Nessa mesma noite, Strowman regressou após lesão e custou a Reigns um combate contra Samoa Joe, desafiando-o para um Ambulance match no Great Balls of Fire.
Nesse PPVLesnar bateu Samoa Joe pelo títuloStrowman derrotou Reigns, ainda que o The Guy tenha acabado por trancar depois Strowman na ambulância e destrui-la com ele lá dentro.
Posto isto, na noite seguinte Roman Reigns reiterou que queria defrontar Lesnar pelo título no SummerSlam, mas Lesnar disse que Reigns não merecia. Joe também reclamou uma nova oportunidade e por isso o General Manager do Raw, Kurt Angle, marcou um combate entre Joe e Reigns para a semana seguinte para determinar o candidato principal, mas o combate terminou em No Contest devido à interferência de Braun Strowman, que atacou os dois lutadores.
Perante tal impasse, Kurt Angle acabou marcar um Fatal 4-Way match pelo título para o SummerSlam. No entanto, Brock Lesnar e o seu advogado Paul Heyman contestaram a decisão, uma vez que assim The Beast não teria de ser derrotado para perder o cinturão, e asseguraram que Lesnar abandonaria a WWE se fosse outro lutador a sair campeão.
 
 
 
No episódio de 22 de abril do RawTriple H marcou dois triple threat matches cujos vencedores se defrontariam para determinar o novo candidato principal ao Universal Championship de Seth Rollins.
Num dos combates, AJ Styles bateu Rey Mysterio e Samoa Joe. No outro, Baron Corbin derrotou Drew McIntyre e The Miz. Depois, Styles venceu Corbin e tornou-se no candidato principal ao título universal no Money in the Bank.
 
 
 
Na WrestleMania 35, Seth Rollins bateu Brock Lesnar para conquistar o Universal Championship. Após essa derrota, The Beast desapareceu dos programas televisivos da WWE durante várias semanas, até se ter inserido no Money in the Bank ladder match do Money in the Bank 2019, do qual saiu vencedor.
Na noite seguinte, no Raw, Rollins venceu uma battle royal de dez lutadores para ganhar uma oportunidade pelo Universal Championship no SummerSlam. Durante o Raw Reunion de 22 de julho, o advogado de Lesnar, Paul Heyman, revelou que Lesnar fez o cash-in em Rollins em retaliação pelo cash-in de Rollins em Lesnar na WrestleMania 31.
 
 
 
Roman Reigns (c) vs. Jey Uso
Após ter batido Bray Wyatt e Braun Strowman no Payback 2020, Roman Reigns abriu o SmackDown ao lado de Paul Heyman, que explicou a parceria entre os dois. Ao contrário do que acontecia com Brock Lesnar, em que Heyman funcionava como advogado, desta feita ele estava ao lado de Reigns como conselheiro.
Paul Heyman anunciou ainda que o candidato principal ao Universal Championship no Clash of Champions seria determinado num fatal four-way match entre Big E, Matt Riddle, King Corbin e Sheamus nessa mesma noite. No entanto, Big E ficou incapaz de competir depois de ter sido atacado por Sheamus no backstage e foi substituído por Jey Uso, primo de Roman Reigns, que acabou por sair vencedor.
 
 
 
Tables, Ladders and Chairs match pelo WWE Universal Championship:
Roman Reigns (c) vs. Kevin Owens
Desde que regressou aos ringues e conquistou o WWE Universal Championship no Payback 2020Roman Reigns começou a autoproclamar-se como “Tribal Chief” e “Head of The Table” da família Anoa’i.
Entretanto, Jey Uso juntou-se ao primo Roman Reigns após este derrota-lo no Hell in a Cell. Nos meses que se seguiram, Jey e Kevin Owens tiveram desavenças enquanto membros da Team SmackDown no Survivor Seriesnum combate em que a Team Raw acabou por levar a melhor.
No episódio do SmackDown a seguir ao Survivor SeriesReigns criticou Jey Uso pela derrota e afirmou que os outros membros da Team Smackdown não respeitavam Reigns nem a sua família. Nessa mesma noite, um enfurecido Jey Uso desqualificou-se intencionalmente num combate frente a Kevin Owens ao atacar o adversário com uma cadeira. Porém, Owens retaliou, executou vários Stunners em Jey e depois chamou Reigns.
Na semana seguinte, Kevin Owens desafiou Reigns para um Tables, Ladders and Chairs match pelo WWE Universal Championship no pay-per-view TLC e o campeão aceitou.
 
 
 
(Edge como special guest enforcer)
Edge venceu o Royal Rumble 2021 apesar de ter entrado em primeiro lugar e ganhou o direito de lutar por um título mundial à sua escolha na WrestleMania 37. Na semana que se seguiu, o Rated-R Superstar apareceu no Raw, no NXT e no SmackDown e confrontou os campeões mundiais de cada brand, mas esclareceu que ia esperar até depois do Elimination Chamber para tomar uma decisão.
No pay-per-view, após o campeão universal Roman Reigns reter o título frente a Daniel Bryan, Edge apareceu e aplicou um Spear em Reigns, apontando depois para o letreiro da WrestleMania, dando a entender que tinha escolhido desafiar Reigns pelo WWE Universal Championship, o que acabou por ser confirmado. 48 horas antes, Reigns tinha exigido que Edge o escolhesse a ele, além de ter aplicado um Spear no canadiano.
No entanto, Daniel Bryanque tinha defrontado Roman Reigns instantes após ter vencido um Elimination Chamber match, pediu uma desforra. Assim sendo, para o Fastlane foi marcado novo duelo pelo título entre Bryan e Reigns, com Edge a fazer de special guest enforcer
 
 
 
Roman Reigns (c) vs. Edge vs. Daniel Bryan
No FastlaneRoman Reigns saiu vencedor, mas depois de Edge o ter atacado a ele e a Bryan com uma cadeira.
Posto isto, no episódio de 26 de março do SmackDown, foi anunciado que Roman Reigns ia defender o Universal Championship frente a Daniel Bryan e Edge num combate ameaça tripla na WrestleMania 37.
 
 
 
SmackDown! (30 de abril de 2021)
Na WrestleMania 37Roman Reigns reteve o título diante de Daniel Bryan e Edge ao fazer o assentamento em ambos em simultâneo, depois de uma interferência de Jey Uso.
No episódio seguinte do SmackDown, Cesaro confrontou Roman Reigns, dando a entender que queria lutar pelo WWE Universal Championship. No entanto, em vez de dar um title match a Cesaro, Reigns deu a Bryan uma derradeira oportunidade pelo título, mas com a condição de Daniel Bryan abandonar a brand azul em caso de derrota, com o combate a ficar agendado para a edição de 30 de abril.
 
 
 
Roman Reigns (c) vs. Cesaro
No SmackDown de 16 de abril, Cesaro confrontou os gerentes da brand azul, Adam Pearce e Sonya Deville, e pediu para enfrentar Roman Reigns nessa noite, mesmo que fosse num combate pelo título. Porém, o suíço acabou por defrontar Jey Uso, num combate que terminou com Seth Rollins a atacar Cesaro, que o tinha derrotado na WrestleMania 37.
No Throwback SmackDown de 7 de maio, Cesaro defrontou Rollins num combate que lhe valeria uma oportunidade pelo Universal Championship no WrestleMania Backlash e saiu vencedor.
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.