Ultimas

Os 10 melhores combates da carreira de The Miz

The Miz está no roster principal da WWE desde 2006
The Miz entrou na WWE com o estatuto de estrela do reality show The Real World, da MTV, mas foi progressivamente conseguido descolar dessa condição, evoluir como lutador e tornar-se numa personagem importante na promotora, ao ponto de ter conquistado o WWE Championship por duas vezes e participado no main-event da WrestleMania XXVII.
 
Nascido a 8 de outubro de 1980 na cidade de Parma, no estado norte-americano de Ohio, Michael Gregory Mizanin praticou basquetebol, atletismo e natação antes de debutar nos ringues em 2008, na companhia Ultimate Pro Wrestling.
 
Em 2004 entrou na quarta temporada do Tough Enough da WWE, tendo ficado à beira da vitória, que acabou por cair para Daniel Puder. No entanto, a promotora manteve o interesse em The Miz e acabou por contratá-lo e desenvolvê-lo, ao ponto de o lanar no main roster em 2006.
 
Na década e meia que se seguiu, além das façanhas já referidas, venceu o Intercontinental Championship por oito vezes e o United States Championship em duas ocasiões, além de ter conquistado oito títulos de tag team (ao lado de John Morrison, Big Show, John Cena, Damien Mizdown e Shane McMahon).
 
Vale por isso a pena recordar os dez melhores combates da carreira de The Miz, por ordem cronológica.
 
Monday Night Raw (3 de janeiro de 2011)
No Disqualification Falls Count Anywhere pelo WWE Championship:
The Miz (c) vs. John Morrison
Depois de Randy Orton ter defendido o WWE Championship frente a Wade Barrett no episódio de 22 de novembro de 2010 do Raw, The Miz fez o cash-in do contrato Money in the Bank e acabou por se sagrar campeão da WWE pela primeira vez.
Entretanto, foi marcado para o TLC: Tables, Ladders and Chairs 2010 uma desforra entre Miz e Orton, com The Miz a escolher a estipulação. E o campeão escolheu defender o título num Tables match, acabando por sair vencedor após interferência de Alex Riley.
Paralelamente, Sheamus conquistou o torneio King of the Ring em novembro ao bater John Morrison na final. Porém, no Survivor Series houve desforra, com Morrison a bater o irlandês. Entretanto, foi marcado um Ladder match entre os dois para o TLC: Tables, Ladders and Chairs 2010 para determinar o candidato principal ao WWE Championship, com Morrison a levar a melhor.
Nos dias que se seguiram, foi anunciado que The Miz defenderia o título diante de John Morrison no primeiro episódio do Raw em 2011, num Falls Count Anywhere match.
 
 
 
Steel Cage match pelo WWE Championship:
The Miz (c) vs. John Cena vs. John Morrison
Oito dias depois, no episódio de 11 de abril do Monday Night Raw, John CenaRandy Orton, John Morrison, Dolph Ziggler e R-Truth defrontaram-se num gauntlet match para determinar o candidato principal. Cena e Truth ficaram para o fim, mas foram ambos atacados por The Miz e Alex Riley, o que resultou numa dupla desqualificação. Entretanto, o general manager anónimo do Raw anunciou que The Miz teria de defender o título frente a Cena e Truth num Steel Cage match no Extreme Rules.
Na semana seguinte, Morrison (que tinha sido eliminado por Truth gauntlet match) confrontou Truth e desafiou-o a colocar em jogo o seu lugar no main-event do PPV. Truth aceitou e Morrison acabou por ganhar, substituindo Truth no Extreme Rules.
 
 
 
Tables, Ladders, and Chairs match pelo WWE Championship:
CM Punk (c) vs. Alberto Del Rio vs. The Miz
CM Punk era a superstar da moda da WWE em 2011 e com naturalidade conquistou o WWE Championship por três vezes nesse ano, a última das quais no Survivor Series, quando derrotou o então campeão Alberto Del Rio, que por sua vez havia vencido o título num combate em que CM Punk tinha marcado presença, tal como John Cena, no Hell in a Cell.
Na noite a seguir ao Survivor Series, no Monday Night Raw, CM Punk defendeu o cinturão com sucesso num combate frente a Del Rio.
Uma semana depois, The Miz, Del Rio, John CenaDolph Ziggler exigiram ser o candidato principal. Assim sendo, o vice-presidente executivo da WWE, John Laurinaitis, anunciou que cada um dos quatro iria enfrentar lutadores da SmackDown e que quem ganhasse receberia uma oportunidade pelo título.
Del Rio derrotou Daniel Bryan e The Miz bateu Randy Orton por countout, enquanto Dolph Ziggler perdeu para Sheamus e John Cena abdicou da sua oportunidade para permitir que Zack Ryder lutasse pelo United States Championship.
Durante a assinatura do contrato do combate, Laurinaitis anunciou que CM Punk, Del Rio e The Miz iriam defrontar-se num Tables, Ladders and Chairs match.
 
 
 
The Miz (c) vs. Cesaro vs. Kevin Owens vs. Sami Zayn
No 
No Raw da noite seguinte, The Miz conquistou o cinturão depois de a sua mulher, Maryse, ter distraído Ryder.
Na semana que se seguiu, Owens interrompeu Shane McMahon e exigiu uma oportunidade pelo título, mas em vez disso Shane marcou um combate entre Owens e Cesaro para apurar o candidato principal, no qual Cesaro venceu.
No Raw da noite seguinte, Owens e Cesaro voltaram a defrontar-se num combate para determinar o novo candidato principal, mas o duelo acabou em No Contest depois de The Miz, que estava na mesa de comentários, ter atacado Cesaro. Entretanto Zayn apareceu em cena e seguiu-se mais uma briga entre os quatro, que terminou com Zayn a segurar o cinturão.
Três dias depois, no episódio de 5 de maio do 
Três dias depois, no episódio de 5 de maio do SmackDown, The Miz defrontou Sami Zayn e foi derrotado após interferência de Kevin Owens. Depois Cesaro juntou-se à festa e, após nova briga entre os quatro, levantou o cinturão.
Posto isto, no Raw de 9 de maio Shane e Stephanie McMahon agendaram um triple threat match para o Extreme Rules entre Owens, Miz e Cesaro. Porém, Zayn exigiu ser incluído no combate e, após ter batido The Miz mais uma vez, foi adicionado, tornando a contenda num fatal four way match.
 
 
 
Title vs. Career match pelo WWE Intercontinental Championship:
(Se Ziggler perdesse, seria forçado a retirar-se)
No episódio de 23 de agosto do Talking Smack, o campeão intercontinental The Miz envolveu-se numa azeda troca de palavras com o general manager Daniel Bryan, que o acusou de lutar como um cobarde, com medo de se magoar.
Na edição da semana seguinte do SmackDownDolph Ziggler confrontou The Miz e desafiou-o para um combate pelo WWE Intercontinental Championship, que Daniel Bryan agendou para o Backlash.
Na semana que se seguiu, Ziggler anunciou que colocaria a carreira em jogo se The Miz lhe desse mais uma oportunidade pelo título, algo que o campeão intercontinental aceitou, tendo sido agendado um combate entre ambos para o No Mercy.
No entanto, até ao evento The Miz foi fazendo alguns mind games, recordando os tempos em que Ziggler fazia parte dos Spirit Squad, trazendo até ao SmackDown outros dois membros da fação, Mikey e Kenny, que atacaram o antigo companheiro.
 
 
 
Entretanto, quando Ziggler já tinha previsto defender o cinturão frente a Sami Zayn no Survivor Series, The Miz teve direito a uma oportunidade pelo título no 900.º episódio do SmackDown, a 15 de novembro, e acabou por sagrar-se novamente campeão, com a ajuda de Maryse, tendo depois vencido Zayn num title match no Survivor Series.
Na edição do SmackDown que se seguiu ao pay-per-view, The Miz alcançou uma vitória controversa sobre Kalisto e depois do combate foi surpreendido por Ziggler, que o atingiu com um Superkick. Mais tarde, o General Manager Daniel Bryan agendou um Ladder match entre The Miz e Ziggler para o TLC: Tables, Ladders & Chairs.
 
 
 
Monday Night Raw (1 de maio de 2017)
Combate para determinar o candidato principal ao WWE Intercontinental Championship:
The Miz vs. Finn Bálor vs. Seth Rollins
Um dia após ter vencido Samoa Joe no Payback 2017, Seth Rollins disse no Raw que tinha virado a sua atenção para o campeão universal Brock Lesnar, mas foi interrompido por Finn Bálor, que recordou ter sido o campeão inaugural e que nunca perdeu o título, pelo que deveria ser o próximo lutador a defrontar Lesnar.
No entanto, o campeão intercontinental Dean Ambrose apareceu e criticou Lesnar por não aparecer nem defender o título frequentemente, salientando que o seu Intercontinental Championship era o principal título do Raw.
Entretanto, The Miz apareceu e disse que devia ser ele a defrontar Ambrose pelo título. Posto isto, foi agendado um combate entre Rollins, Bálor e Miz para apurar o novo candidato principal ao Intercontinental Championship.
 
 
 
No Monday Night Raw da noite seguinte, The Miz ativou a sua cláusula de desforra para o Backlash.
 
 
 
A rivalidade entre os dois remonta a 2010, quando The Miz fez de mentor de Daniel Bryan na primeira temporada do NXT. Durante o programa, Miz repreendia e destratava constantemente Bryan, alegando que ele não era digno de estar na WWE.
Seis anos depois, quando Daniel Bryan se encontrava afastado dos ringues e desempenhava o cargo de General Manager do SmackDown, os dois tiveram uma altercação num episódio do Talking Smack, com Bryan a acusar The Miz de lutar como um cobarde, com medo de se magoar.
A animosidade entre os dois continuou, tendo conhecido novos episódios relevantes após Daniel Bryan ter sido declarado como apto para voltar à competição, em março de 2018. No episódio de 31 de julho do SmackDown, Bryan desafiou Miz para um combate no SummerSlam. The Miz inicialmente rejeitou o desafio, afirmou que sempre esteve num nível superior a Bryan e recomendou-lhe que voltasse ao circuito independente quando o contrato dele terminasse. Contudo, na semana seguinte The Miz acabou por aceitar o desafio de Daniel Bryan.
 
 
 
Tables, Ladders and Chairs match pelo WWE Championship:
Drew McIntyre (c) vs. AJ Styles (vs. The Miz)
No Raw da noite seguinte, a figura de autoridade Adam Pearce disse que um dos elementos da Team Raw iria receber uma oportunidade pelo WWE Championship frente a Drew McIntyre no TLC: Tables, Ladders & Chairs 2020 e permitiu que cada um argumentasse porque deveria ser o escolhido.
O último a ter a oportunidade de argumentar foi Braun Strowman, que ficou enraivecido por Pearce utilizar a frase “por último, mas não menos importante” e atacou-o, o que lhe custou uma suspensão.  
E uma vez que Randy Orton queria uma desforra após ter perdido o título para McIntyre no Raw da semana anterior e que o campeão dos Estados Unidos, Bobby Lashley, foi o único campeão do Raw a vencer um campeão do SmackDown no Survivor Series, ambos confrontaram Pearce e também argumentaram que mereciam um title match.
Posto isto, Adam Pearce agendou três combates para essa noite, com os vencedores de cada duelo a defrontarem-se num triple threat match na semana seguinte para determinar o candidato principal. Riddle, Keith Lee e Styles bateram Sheamus, Lashley e Orton, respetivamente, e avançaram para o triple threat match, que acabou por ser vencido por AJ Styles, que ganhou o direito de lutar pelo título num Tables, Ladders and Chairs match no TLC: Tables, Ladders & Chairs 2020.
Paralelamente, The Miz era o Mr. Money in the Bank e certamente que ia seguir o combate do pay-per-view com especial atenção…
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.