Ultimas

Os 10 melhores combates de Mick Foley na WWE

Mick Foley venceu três títulos mundiais na WWE
Mais orelha, menos orelha, Mick Foley é um dos nomes mais incontornáveis da história da WWE. Mais conhecido pelas quedas estrondosas, pelas cenas arrepiantes em combates disputados sob regras extremas e pelos vários alter-egos, também foi um wrestler condecorado, que na principal companhia do ramo venceu três títulos mundiais e oito de tag team, além de ter sido o primeiro a conquistar o título hardcore.
 
Já depois de ter passado pela WCW e pela ECW, debutou na então denominada WWF a 1 de abril de 1996, no episódio do Monday Night Raw no dia a seguir à WrestleMania XII, como Mankind. Mais tarde também mostrou as facetas Cactus Jack e Dude Love.
 
Numa altura em que Mick Foley está já retirado dos ringues (desde 2012) e vai fazendo apenas algumas aparições esporádicas, vale a pena recordar os dez melhores combates da lenda hardcore na WWE.
 
 
In Your House 10: Mind Games (1996)
1996 foi um grande ano para Shawn Michaels. Primeiro venceu o Royal Rumble (pelo segundo ano consecutiva) e o direito de lutar pelo WWF World Heavyweight Championship na WrestleMania XII, tendo arrecadado o cinturão ao bater Bret Hart no prolongamento de um Iron Man match de 60 minutos.
Por outro lado, Mick Foley foi ganhando protagonismo na WWF com o seu alter-ego Mankind. Após ter feito a estreia na companhia no dia a seguir à WrestleMania XII, envolveu-se numa feud com The Undertaker. Após várias vitórias para cada um, Mankind saiu por cima da feud ao bater o Deadman o SummerSlam – evento no qual Shawn Michaels derrotou Vader – com a ajuda de Paul Bearer, que traiu o seu protegido, tornando-se assim no candidato principal ao título.
 
 
 
Raw Is War (22 de setembro de 1997)
Street Fight: 
No King of the Ring, Hunter Hearst Helmsley (Triple H) derrotou Mankind na final do torneio e continuou a atacar o seu adversário após o combate.
No dia seguinte, Mankind pediu uma desforra, que ficou agendada para o In Your House 16: Canadian Stampede. No entanto, esse duelo terminou em double countout, uma vez que os dois envolveram-se numa brawl brutal que estendeu às bancadas e até ao parque de estacionamento, tendo ambos deixado de lutar quando Helmsley ficou ensanguentado.
No SummerSlam, Mankind e Helmsley voltaram a defrontar-se, desta vez num Steel Cage match, com Mankind a vencer após conseguir sair da jaula.
Com uma vitória para cada um e um empate em três combates, foi necessário mais um embate para desempatar, tendo sido marcada uma Street Fight para o Raw de 22 de setembro, no qual Mick Foley fez debutar na WWF o seu alter-ego Cactus Jack.
 
 
 
Unforgiven: In Your House (1998)
Steve Austin (c) vs. Dude Love
Durante as semanas que antecederam a WrestleMania XIV, Vince McMahon revelou numa entrevista que seria um pesadelo para as relações públicas se Steve Austin conquistasse o WWF Championship, algo que veio mesmo a acontecer. Após o evento, a tensão entre McMahon e Austin subiu de tom, com várias provocações de parte a parte.
No Raw is War de 13 de abril, Austin deu duas possibilidades de escolha ao presidente da WWF: ou ambos lutariam num combate ou McMahon seria atacado no backstage. McMahon aceitou combater em ringue, mas quando chegou ao ringue lembrou que Austin tinha prometido que conseguiria derrota-lo com uma mão amarrada atrás das costas. Antes do combate começar, Mick Foley apareceu com o seu alter-ego Dude Love, atacou McMahon e aplicou um Mandible Claw a Austin.
Entretanto foi agendado um combate entre Dude Love e Austin para o Unforgiven. Uma semana antes do evento, McMahon prometeu estar nas imediações do ringue durante o combate e prometeu que algo catastrófico iria acontecer. Austin comentou essas declarações e disse que McMahon só se tinha sentado uma vez ao lado do ringue e foi no Survivor Series 1997, marcado pelo Montreal Screwjob. Entretanto, nesse último Raw is War antes do PPV, Dude Love foi declarado vencedor de um combate frente a Steve Blackman quando a sineta soou enquanto estava a aplicar uma submissão, em mais uma alusão ao Montreal Screwjob.
 
 
 
Raw Is War (4 de maio de 1998)
No Holds Barred Falls Count Anywhere match: 
Mick Foley vs. Terry Funk
Mick Foley e Terry Funk eram dois conhecidos de longa data, que trabalharam muito juntos na ECW e na IWA no Japão no início da década de 1990. Funk era, além de amigo, o grande mentor de Foley.
Em dezembro de 1997, Funk ingressou na WWF como o mascarado Chainsaw Charlie e começou logo a formar equipa com o alter-ego de Foley, Cactus Jack, tendo ambos conquistado o WWF Tag Team Championship na WrestleMania XIV, ainda que tenham perdido os cinturões um dia depois.
Entretanto, a equipa separou-se. Uma semana após perder para Steve Austin no Unforgiven 1998, Mick Foley apareceu em ringue no Raw is War como Mick Foley e não como Dude Love, como seria esperado, denotando estar a passar por uma crise de identidade. Foley anunciou também que a WWF lhe marcou um combate No Holds Barred frente a Terry Funk para essa noite, admitindo que acreditava que Vince McMahon tinha agendado o duelo para não ter de lidar mais com os dois na companhia, até porque ele e Funk eram melhores amigos.
 
 
 
Over the Edge: In Your House (1998)
Falls Count Anywhere match pelo WWF Championship
Steve Austin (c) vs. Dude Love
(Vince McMahon como árbitro convidado)
No Unforgiven: In Your House, Austin atacou Vince McMahon com uma cadeira e aplicou um Stunner em Dude Love. Com o árbitro KO, Austin contou o próprio assentamento, mas Gerald Brisco desqualificou-o por ter atacado o presidente da WWF. No entanto, Austin reteve o WWF Championship.
Após ter vencido Terry Funk no Raw is War de 4 de maio, Dude Love formou uma aliança com McMahon, que na semana seguinte marcou novo combate entre Austin e Love pelo título, mas desta vez com o próprio Vince McMahon como árbitro, Gerald Brisco como timekeeper e Pat Patterson como ring announcer.
No Raw is War de 18 de maio, Love bateu Dustin Runnels, ex-Goldust, num combate para determinar o candidato principal ao WWF Championship.
 
 
 
King of the Ring 1998
No pay-per-view anterior, Steve Austin venceu o alter ego de Mick Foley, Dude Love, após a interferência de The Undertaker, num combate atribulado arbitrado por Vince McMahon e no qual estava em jogo o WWF Championship.
No dia seguinte, no Raw is War, Kane bateu The Undertaker para se tornar no novo candidato principal e, uma semana depois, Kane, Mankind (outro alter ego de Foley) e The Undertaker atacaram Austin e colocaram-no dentro de um caixão.
No episódio de 15 de junho do Raw is War, Mankind e Kane formaram equipa frente a Stone Cold Steve Austin e The Undertaker no segundo Hell in a Cell match da história. A contenda terminou em no-contest, depois de o Deadman ter aliado Paul Bearer (na altura aliado de Mankind e Kane) no interior da cela, enquanto Austin atacou Kane no topo da estrutura.
Tudo isto levou à marcação do terceiro Hell in a Cell da história, 13 dias depois, no pay-per-view King of the Ring, com Mankind e The Undertaker como intervenientes.
 
 
 
Raw Is War (15 de fevereiro de 1999)
Mankind (c) vs. The Rock
Um ano depois do Montreal Screwjob, no Survivor Series 1998, The Rock sagrou-se pela primeira vez campeão da WWF ao derrotar Mankind de forma algo duvidosa, uma vez que prendeu o adversário num Sharpshooter e Vince McMahon ordenou que fosse tocada a sineta sem que Mankind desistisse.
No mês seguinte, no Rock Bottom: In Your House, Mankind ganhou um combate pelo título ao deixar The Rock inconsciente através de um Mandible Claw, mas mais uma vez Vince McMahon impediu-o de se sagrar campeão, ao alegar que The Rock, tecnicamente, não tinha desistido.
No entanto, Mankind tornou-se pela primeira vez campeão da WWF ao bater The Rock no main-event do Raw de 4 de janeiro de 1999, graças à interferência de Stone Cold Steve Austin, num episódio que ficou marcado pelo ponto de viragem na guerra de audiências entre a WWF e a WCW, com o Raw a finalmente destronar o Nitro.
Entretanto, The Rock reconquistou o título no Royal Rumble 1999, ao vencer um “I Quit” match, alcançando essa vitória de forma suja, uma vez que enquanto colocava o microfone na cara de Mankind, Shane McMahon reproduziu a partir do backstage um áudio em que Mankind dizia “I Quit” sem que o árbitro desse por isso.
Porém, poucos dias depois Mankind voltou a sagrar-se campeão ao bater The Rock num Empty Arena match durante o intervalo do Super Bowl XXXIII.
Uma vez que o WWF Championship estava a passar sucessivamente de mãos de The Rock para Mankind e vice-versa, numa altura em que a WrestleMania XV estava já no horizonte, foi agendado um Last Man Standing match entre ambos para o St. Valentine's Day Massacre: In Your House. Contudo, esse combate terminou empatado, uma vez que nenhum dos dois respondeu à contagem de dez depois de uma dupla cadeirada.
Perante tanta indefinição, foi marcado para o Raw do dia a seguir ao St. Valentine's Day Massacre um novo duelo entre Mankind e The Rock, desta feita um Ladder match.
 
 
 
Street Fight pelo WWF Championship:
No final de 1999, teve início a fação McMahon-Helmsley, com Triple H e Stephanie McMahon a assumirem o controlo da WWF e a fazerem com o poder o que bem entendessem, tendo tomado várias decisões controversas. Mick Foley opôs-se a isso e acabou por virar alvo da fação, que o atacou múltiplas vezes antes de o despedir.
Na edição de 3 de janeiro do Raw is War, Triple H conquistou o WWF Championship ao derrotar Big Show e fez troça de Foley. Uma semana depois, The Rock levou todas as superstars da companhia para o ringue e exigiu a reintegração de Foley, ameaçando com a demissão em bloco de todo o roster se tal não acontecesse. Foley acabou por ser reintegrado e exigiu uma Street Fight pelo WWF Championship no Royal Rumble.
Porém, na noite em que voltou à companhia, Foley foi derrotado num combate entre tag teams de quatro elementos após levar com a campainha e sofrer dois Pedigrees de Triple H, mas depois da contenda tirou a máscara e atacou o The Game.
72 horas depois, na edição de 13 de janeiro do SmackDown!, Foley fez regressar a sua personagem de Cactus Jack, mais louca e violenta, retirando as roupas da persona Mankind para revelar as de Cactus Jack.
 
 
 
No Way Out 2000
Hell in a Cell Title vs. Career match pelo WWF Championship
No Royal Rumble, Triple H e Cactus Jack mediram forças numa Street Fight e o campeão levou a melhor.
Contudo, no episódio do Raw da noite seguinte o The Game deu a Cactus Jack uma nova oportunidade pelo título no No Way Out e até lhe deu a escolher a estipulação. Cactus Jack escolheu um Hell in a Cell match e acordou em retirar-se em caso de derrota.
 
 
 
Tudo começou quase um ano antes, quando Mick Foley foi homenageado no Monday Night Raw de 23 de junho de 2003. Após a cerimónia, Randy Orton e Ric Flair atacaram-no no backstage e atiraram-no escadas abaixo.
Seis meses depois, no episódio de 15 de dezembro do Raw, Foley regressou à televisão para substituir Steve Austin como co-general manager e deu a ele próprio uma oportunidade pelo título intercontinental na posse de Orton. No entanto, Foley abandonou o combate e não chegou a enfrentar o Legend Killer depois de este lhe ter cuspido na cara.
No mês seguinte, Foley entrou no Royal Rumble match e eliminou Orton antes de se autoeliminar.
A rivalidade entre os dois continuou e, no episódio de 1 de março do Raw, The Rock juntou-se a Mick Foley para regressar os Rock 'n' Sock Connection e desafiar Orton e outros dois membros dos Evolution, Batista e Ric Flair, para um combate handicap na WrestleMania XX.
No maior evento do ano, os Evolution venceram após Orton ter aplicado um RKO e consequente assentamento em Foley. No entanto, duas semanas depois Foley desafiou Orton para um Hardcore match pelo título intercontinental no Backlash e fez voltar o seu alter-ego mais violento, Cactus Jack.
 



Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.