Ultimas

Os 10 melhores combates da carreira de Triple H

Triple H sagrou-se campeão mundial por 14 vezes
Um dos nomes mais marcantes da história da WWE, o 14 vezes campeão mundial Triple H fez a sua estreia televisiva na companhia a 30 de abril de 1995, na altura ainda com o nome e a gimmick cordial de Hunter Hearst Helmsley.
 
No ano seguinte, The Game começou a trilhar o caminho que o levaria a múltiplos títulos, ao conquistar o Intercontinental Championship. Porém, teria de esperar até 1999 para vencer pela primeira vez o principal cinturão da então designada WWF.
 
Conhecido pelas promos longas e pela influência nos bastidores, Triple H não deixou créditos em mãos alheias e protagonizou combates fantásticos, sobretudo logo após a viragem do milénio, quando se estabeleceu de pedra e cal como uma das principais figuras da promotora.
 
Numa fase em que o The King Of Kings já está dedicado há quase uma década ao cargo de vice-presidente da WWE, apesar de esporadicamente aparecer na programação para lutar, vale a pena recordar os dez melhores combates da carreira dele, por ordem cronológica.
 
 
The Rock (c) vs. Triple H
Após vencer o torneio King of the Ring de 1998, Ken Shamrock elogiou o finalista vencido, The Rock. Posto isto, o vencedor do King of the Ring de 1994, companheiro de The Rock nos Nation of Domination e ex-amigo de Shamrock, Owen Hart, desafiou Shamrock para um combate entre os dois.
Porém, o vencedor do King of the Ring de 1994, Triple H, surgiu em cena e desafiou Hart e Shamrock para um combate entre os três vencedores do King of the Ring. A proposta foi aceite e Shamrock saiu vencedor ao fazer o assentamento em Triple H depois de uma interferência de The Rock. Como resultado, seguiu-se uma brawl entre os D-Generation X de Triple H e os Nation of Domination de The Rock.
No episódio de 13 de julho de 1998 do Raw is War, uma semana depois de ter gozado com os elementos dos Nation, Triple H juntou-se a X-Pac para derrotar The Rock e Owen Hart num combate de tag team. E, durante a contenda, foi anunciado que The Rock iria defender o seu título intercontinental frente a Triple H num duelo à melhor de três no Fully Loaded.
No pay-per-view, The Rock venceu a primeira fall após executar um The Rock Bottom, após várias interferências por parte dos DX e dos Nation of Domination. No entanto, Triple H chegou ao empate após Chyna ter aplicado um DDT no campeão em cima de uma cadeira. E assim que a terceira fall começou, Triple H aplicou um Pedigree no adversário, mas não foi a tempo de avançar para o assentamento porque a duração limite de 30 minutos chegou ao fim, o que permitiu ao campeão reter o cinturão.
No entanto, a rivalidade entre os dois continuou. No episódio de 17 de agosto do Raw is War, os DX e os Nation lutaram numa Street Fight que a fação de The Rock venceu quando este utilizou uma cadeira para atingir o rosto de Triple H, fazendo-o sangrar da boca. Depois do combate, Triple H desafiou The Rock para um Ladder match pelo título intercontinental no SummerSlam.
 
 
 
Street Fight pelo WWF Championship:
Triple H (c) vs. Cactus Jack
No final de 1999, teve início a fação McMahon-Helmsley, com Triple H e Stephanie McMahon a assumirem o controlo da WWF e a fazerem com o poder o que bem entendessem, tendo tomado várias decisões controversas. Mick Foley opôs-se a isso e acabou por virar alvo da fação, que o atacou múltiplas vezes antes de o despedir.
Na edição de 3 de janeiro do Raw is War, Triple H conquistou o WWF Championship ao derrotar Big Show e fez troça de Foley. Uma semana depois, The Rock levou todas as superstars da companhia para o ringue e exigiu a reintegração de Foley, amealhando com a demissão em bloco de todo o roster se tal não acontecesse. Foley acabou por ser reintegrado e exigiu uma Street Fight pelo WWF Championship no Royal Rumble.
Porém, na noite em que voltou à companhia, Foley foi derrotado num combate entre tag teams de quatro elementos após levar com a campainha e sofrer dois Pedigrees de Triple H, mas depois da contenda tirou a máscara e atacou o The Game.
72 horas depois, na edição de 13 de janeiro do SmackDown!, Foley fez regressar a sua personagem de Cactus Jack, mais louca e violenta, retirando as roupas da persona Mankind para revelar as de Cactus Jack.
 
 
 
No Way Out 2000
Hell in a Cell Title vs. Career match pelo WWF Championship:
Triple H (c) vs. Cactus Jack
No Royal Rumble, Triple H e Cactus Jack mediram forças numa Street Fight e o campeão levou a melhor.
Contudo, no episódio do Raw da noite seguinte o The Game deu a Cactus Jack uma nova oportunidade pelo título no No Way Out e até lhe deu a escolher a estipulação. Cactus Jack escolheu um Hell in a Cell match e acordou em retirar-se em caso de derrota.
 
 
 
Fully Loaded 2000
Last Man Standing match:
Triple H vs. Chris Jericho
No PPV anterior, o King of the Ring, Jericho beijou a mulher de Triple H, Stephanie McMahon-Helmsley, embora a interferência de Stephanie tenha custado a Y2J a derrota às mãos de Kurt Angle nos quartos de final do torneio King of the Ring.
Na noite seguinte, no episódio de 26 de junho do Raw is War, Jericho foi derrotado por X-Pac após interferência de Stephanie e Road Dogg. Após o combate, Stephanie vingou-se e humilhou Jericho, dando-lhe uma chapada no rosto e um pontapé na zona genital. Ainda no mesmo programa, Y2J retaliou, ao custar a Triple H a derrota num combate de ameaça tripla frente a The Rock e Kurt Angle.
Três dias depois, no SmackDown!Triple H exigiu que o comissário Mick Foley marcasse um combate entre ele e Jericho naquela noite, mas Foley preferiu marcar um six-man tag team match entre os DX (Triple H, Road Dogg e X-Pac) e uma equipa composta por Jericho e os Dudley Boyz, tendo os DX levado a melhor.
No Raw de 3 de julho, Foley anunciou que Jericho e Triple H iriam defrontar-se no pay-per-view Fully Loaded. E duas semanas depois, Foley aceitou uma proposta de Y2J e tornou o combate num Last Man Standing match.
 
 
 
No Way Out 2001
Three Stages of Hell match:
Triple H vs. Steve Austin
A rivalidade entre os dois começou no SummerSlam 1999, quando Triple H, após não conseguir conquistar o WWF Championship num triple threat match que também envolvia Steve Austin e Mankind, decidiu atingir Austin com várias cadeiradas.
The Game e Stone Cold haveriam de se defrontar no pay-per-view No Mercy desse ano, com Triple H a sair vitorioso após The Rock atingir acidentalmente Austin com uma marreta que estava apontada a Triple H.
No Survivor Series, Austin era para competir num combate ameaça tripla pelo WWF Championship frente ao campeão Triple H e The Rock, mas foi atropelado no parque de estacionamento e acabou por ser substituído por Big Show, que acabaria por conquistar o título.
Após esse acidente, Austin foi operado ao pescoço e só voltou à ação nove meses depois. Aquando do regresso, Rikishi admitiu que tinha sido ele a atropelar Stone Cold, mas Triple H acabou por revelar que tinha sido ele a pagar a Rikishi depois de ter atingido a cabeça de Austin com uma marreta.
No Survivor Series 2000, Triple H tentou repetir a receita do ano anterior, mas Steve Austin levou o automóvel do The Game com uma empilhadeira e largou-o a uma altura superior seis metros, o que levou que um combate entre ambos terminasse em no contest.
No episódio de 8 de janeiro do Raw Is War, Austin desafiou o campeão Kurt Angle para um combate pelo WWF Championship, mas o duelo terminou em no contest depois de Triple H ter interferido e atingido Austin com um tubo de metal.
No Royal Rumble 2001 foi a vez de Triple H a defrontar Angle num combate pelo título, mas quando o The Game parecia estar a um passo da vitória Austin interferiu e custou-lhe a derrota. Pouco tempo depois, na mesma noite, Austin venceu o Royal Rumble match.
Para que Triple H e Austin terminassem a rivalidade deles de uma vez por toda, Vince McMahon anunciou um combate à melhor de três entre ambos no pay-per-view No Way Out, com a primeira fall a ser um combate regular, a segunda uma street fight e a terceira, se necessário, um steel cage match.
McMahon decretou ainda “tolerância zero” e disse que, se um atacasse o outro antes do No Way Out, Austin perderia a sua oportunidade pelo WWF Championship na WrestleMania X-Seven e o The Game seria suspenso por seis meses. Depois de Austin assinar o contrato do combate, Triple H atingiu-o com uma prancheta na nuca e atacou-o, afirmando depois que ainda teria de assinar o contrato, o que fez de seguida.
Na semana que antecedeu o grande combate, Austin aplicou um Stone Cold Stunner na mulher de Triple H, Stephanie McMahon, durante o Raw Is War. Por sua vez, Triple H executou um Pedigree no amigo de Austin e comentador, Jim Ross, durante o episódio do SmackDown!.
 
 
 
World Heavyweight Championship:
Triple H (c) vs. Chris Benoit vs. Shawn Michaels
Na edição de 29 de dezembro de 2003 do Monday Night Raw, Triple H defendeu o título frente a Shawn Michaels, num combate que terminou empatado por double pin fall, depois de ter dado a ideia de que tinha sido o Heartbreak Kid a vencer.
Os dois voltaram a defrontar-se no Royal Rumble num Last Man Standing, mas o duelo terminou novamente empatado, com o The Game mais uma vez a reter o cinturão. No mesmo evento, Chris Benoit, que era uma estrela do SmackDown na altura, venceu o Royal Rumble match ao eliminar The Big Show em último lugar.
Na noite seguinte, no Raw, MichaelsTriple H confrontaram-se no ringue, mas o General Manager, Steve Austin, anunciou que Chris Benoit ia desafiar o campeão mundial na WrestleMania XX.
Porém, durante a assinatura do contrato do combate, já depois de Triple H ter assinado, Michaels procurou convencer Benoit a ficar no SmackDown para que ele e o The Game pudessem encerrar um conflito que já levava uma década. Benoit não acedeu e Michaels aplicou-lhe um Sweet Chin Music antes e ele próprio assinar o contrato. Na semana a seguir, Benoit e Michaels defrontaram-se num combate que terminou com a interferência de Triple H, o que levou Steve Austin a tomar a decisão de tornar o combate na Wrestlemania XX num triple threat match.
 
 
 
Backlash 2004
World Heavyweight Championship:
Chris Benoit (c) vs. Shawn Michaels vs. Triple H
Na WrestleMania XX, Chris Benoit sagrou-se campeão mundial ao derrotar o então campeão Triple H e Shawn Michaels num combate ameaça tripla ao fazer o The Game desistir através de um Crippler Crossface.
No episódio de 15 de março do Raw, Benoit e Shawn Michaels venceram os Evolution (Randy Orton, Ric Flair e Batista) num handicap match, tendo o novo campeão mundial forçado Batista a desistir através de um Sharpshooter.
Na semana seguinte, Triple H draftado para a SmackDown, o que levou o General Manager do Raw, Eric Bischoff, a anunciar que Chris Benoit iria defender o World Heavyweight Championship frente a Shawn Michaels no Backlash.
Contudo, três dias depois o General Manager do SmackDown, Kurt Angle, anunciou que Triple H foi devolvido ao Raw por troca com os The Dudley Boyz e Booker T.
Assim sendo, no episódio de 29 de março do Raw, Eric Bischoff adicionou Triple H ao combate pelo título no Backlash, tornando-o num triple threat match, ou seja, uma reedição do main-event da WrestleMania XX.
 
 
 
Vengeance 2005
Hell in a Cell match pelo World Heavyweight Championship: 
Batista (c) vs. Triple H
O último capítulo de uma rivalidade intensa entre dois ex-aliados. Em janeiro Batista venceu o Royal Rumble e escolheu defrontar na Wrestlemania 21 o até então amigo Triple H e ir atrás do World Heavyweight Championship em detrimento de lutar pelo WWE Championship de JBL.
Na Wrestlemania, Batista venceu, assim como venceu no pay-per-view seguinte, o Backlash.
Entretanto, teve lugar o Gold Rush Tournament para determinar o candidato principal pelo cinturão do Animal. Nesse torneio, Triple H foi eliminado logo na primeira ronda, tendo sido forçado a desistir por Chris Benoit. Porém, quem venceu o torneio foi Edge, que havia eliminado Shawn Michaels e Kane.
Batista reteve o título ante o Rated-R Superstar após um Batista Bomb no episódio de 23 de maio do Monday Night Raw, mas no final do combate foi brutalmente atacado por Triple H, que utilizou a marreta e desafiou o campeão para um Hell in a Cell match no Vengeance. A seguir a lançar o desafio, o The Game aplicou um Pedigree em Batista, que acabou por aceitar a proposta.
 
 
 
No Holds Barred match:
Após várias semanas de um teaser lançado pela WWE que visava a data 21 de fevereiro de 2011, o episódio desse dia do Monday Night Raw ficou marcado pelo regresso de Undertaker, que já não aparecia há quatro meses.
Porém, o Deadman foi interrompido por Triple H, também ele de regresso. Os dois lendários lutadores olharam-se nos olhos e depois viraram a cara em direção ao logotipo da WrestleMania XXVII, dando a entender desde logo um possível combate entre ambos no maior evento do ano, algo que veio a confirmar-se alguns dias depois.
Antes do segundo confronto entre UndertakerTriple H numa WrestleMania – o primeiro foi na 17.ª edição -, os dois veteranos voltaram a estar cara a cara no último Raw antes do PPV, a 28 de março. Shawn Michaels interrompeu-os e criticou o The Game por acreditar que conseguiria derrotar Undertaker no grande evento, algo que HBK não conseguiu. Depois de o Deadman ter dito que Michaels já passou à história, este tentou aplicar-lhe um Superkick, mas o Phenom retaliou com um Chokeslam que foi travado por Triple H. Ainda assim, Michaels voltou a mostrar descrença quanto a uma possível vitória do companheiro de fação nos DX.
 
 
 
Hell in a Cell match com Shawn Michaels como árbitro convidado:
Um ano antes, The Undertaker derrotou Triple H via submissão num No Holds Barred match na WrestleMania XXVII, mas pela primeira vez na sua carreira, teve de ser retirado do ringue de maca e com a ajuda do staff médico.
Depois de dez meses sem fazer qualquer aparição, o Deadman fez o seu regresso na edição de 30 de janeiro de 2012 do Monday Night Raw, confrontando e desafiando Triple H para uma desforra na WrestleMania XXVIII, porque não queria que a sua saída de maca ficasse como a sua última imagem.
Após Triple H recusou o desafio no Raw da semana seguinte, Shawn Michaels apareceu no episódio de 13 de fevereiro a instigá-lo a aceitar. The Undertaker voltou à carga uma semana depois, referindo-se ao The Game como cobarde, comparando a qualidade e a carreira dele à de Michaels. Enraivecido por esses comentários, Triple H finalmente aceitou o desafio e propôs que o combate fosse um Hell in a Cell match. Entretanto, HBK anunciou que seria o árbitro.
 

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.