Ultimas

PPV Review - WWE NXT TakeOver: Stand & Deliver

 

Data: 7 e 8 de abril de 2021
Arena: WWE Performance Center
Localidade: Orlando, Florida
 

Noite 1

 
Pete Dunne vs. Kushida
Combate tão técnico quanto intenso, com ambos a conseguirem exprimir o seu wrestling a um ritmo muito elevado. A procura por submissões também foi uma constante.
Pete Dunne acabou por levar a melhor, após um pontapé certeiro na nuca e um Bitter End.
Vencedor: Pete Dunne
Nota: 8/10
 
 
Gauntlet Eliminator match para determinar o candidato principal ao NXT North American Championship na noite 2:
Leon Ruff vs. Isaiah "Swerve" Scott vs. Bronson Reed vs. Cameron Grimes vs. Dexter Lumis vs. LA Knight
Leon Ruff e Isaiah Scott abriram as hostilidades, com Scott a atacar Ruff ainda durante a entrada. Devido a essa artimanha, Isaiah Scott ganhou vantagem e dominou os primeiros minutos do combate.
O senhor que se seguiu foi o poderoso Bronson Reed. Para fazer face a um lutador tão dominante, Leon Ruff e Isaiah Scott foram mesmo obrigados a colocar as diferenças de lado e trabalhar em conjunto.
Depois entrou em cena Cameron Grimes, que inicialmente parecia juntar-se a Isaiah Scott para fazer frente a Bronson Reed e Leon Ruff.
A entrada de Dexter Lumis só não deixou o ringue com cinco homens porque, antes de este entrar em cena Isaiah Scott eliminou Leon Ruff.
Seguiu-se LA Knight, que conseguiu surpreender Dexter Lumis com um assentamento enquanto Lumis aplicava uma submissão em Cameron Grimes. No entanto, LA Knight foi prontamente eliminado por Bronson Reed em seguida.
Para o fim ficaram Bronson Reed, Isaiah Scott e Cameron Grimes. Scott conseguiu surpreender Grimes com um roll-up, mas depois teve de enfrentar o muito mais poderoso Bronson Reed sozinho.
Scott esteve perto do triunfo depois de conseguir projetar Reed contra a borda do ringue e logo a seguir aplicar um 450 Splash, mas Reed fez o kick out. Mesmo após ter levado alguns pontapés que o deixaram perto da vitória, Reed conseguiu dar a volta ao texto e alcançar o triunfo após um Tsunami.
Vencedor: Bronson Reed
Nota: 7,5/10
 
 
NXT United Kingdom Championship:
Walter (c) vs. Tommaso Ciampa
Combate intenso e repleto de strikes, desde as tradicionais chapadas no peito aos Big Boots.
Tommaso Ciampa esteve por cima durante muito tempo, tendo chegado inclusivamente a ficar perto da vitória após aplicar alguns dos seus principais golpes, mas Walter conseguiu sempre fazer o kick out.
A dada altura Ciampa aplicar um Samoan Drop a partir do topo de um dos cantos, mas nem isso foi suficiente para alcançar a vitória.
Embora tivesse passado grande parte do combate na mó de baixo, Walter reteve o título depois de aplicar um Burning Lariat.
VencedorWalter
Nota: 8,5/10
 
 
NXT Tag Team Championship:
MSK (Wes Lee e Nash Carter) vs. Grizzled Young Veterans (James Drake e Zack Gibson) vs. Legado Del Fantasma (Raul Mendoza e Joaquin Wilde)
Combate muito entretido, conforme se esperava, porque num triple threat tag team match é raro haver períodos mortos – e no NXT muito menos! E não foi só não haver períodos mortos, foi também haver vários momentos espetaculares, boa parte deles protagonizados pelos Legado Del Fantasma.
Embora tivessem estado bastante perto de desistir para os elementos dos Grizzled Young Veterans, os MSK conquistaram o título depois de um double team.
Vencedores: MSK (Wes Lee e Nash Carter) (novos campeões)
Nota: 8,5/10
 
 
NXT Women's Championship:
Io Shirai (c) vs. Raquel González
Combate entre a mais tecnicista e ágil Io Shirai e a mais poderosa fisicamente Raquel González.
Depois de ter sofrido um pouco às mãos de González, Io Shirai ganhou alguma vantagem no combate após alguns high-flying spots, entre os quais um Diving Cross Body a partir de uma estrutura montada em cima do palco.
Ainda, Raquel González alcançou a vitória e conquistou o título após um One Arm Powerbomb.
Vencedora: Raquel González
Nota: 7/10
 
 

Noite 2

 
Ladder match para determinar o detentor do Undisputed NXT Cruiserweight Championship:
Jordan Devlin vs. Santos Escobar
Combate que iniciou longe dos escadotes, mas sempre com intensidade e bons spots.  E quando os escadotes entraram em cena, Devlin protagonizou um dos melhores spots de que tenho memória num Ladder match ao aplicar um Moonsault desde o topo de um escadote. Minutos depois, Devlin voltou à carga com um Spanish Flag desde o topo de um escadote.
No entanto, uma simples cabeçada de Santos Escobar, também a partir de um escadote, colocou Devlin fora de cena, dando a oportunidade a Escobar para capturar os cinturões.
Vencedor: Santos Escobar (novo campeão)
Nota: 8,5/10
 
 
NXT Women’s Tag Team Championship:
Ember Moon e Shotzi Blackheart (c) vs. The Way (Candice LeRae e Indi Hartwell)
Combate bastante entretido, com intensidade, manobras espetaculares, golpes esteticamente bem executados, voltas e reviravoltas e emoção. Shotzi Blackheart deu a vitória à sua equipa após um Diving Senton.
VencedorasEmber Moon e Shotzi Blackheart
Nota: 8/10
 
 
NXT North American Championship:
Johnny Gargano (c) vs. Bronson Reed
Combate entre o mais tecnicista, ágil e rápido Johnny Gargano frente ao mais possante Bronson Reed. Embora tenha passado por enormes dificuldades, Gargano reteve o título após aplicar dois One Final Beat consecutivos.
Vencedor: Johnny Gargano
Nota: 8/10
 
 
NXT Championship:
Finn Bálor (c) vs. Karrion Kross
Perante o mais poderoso Karrion Kross, Finn Bálor quis atenuar essa desvantagem física ao lesionar os braços do adversário, impedindo-o assim de usar toda a sua força.
No entanto, Kross conseguiu soltar as amarras e atacar brutalmente Bálor nos instantes finais do combate, alcançando a vitória e conquistando o título após um Running Forearm smash na zona da nuca.
Vencedor: Karrion Kross (novo campeão)
Nota: 7/10
 
 
Unsanctioned match:
Adam Cole vs. Kyle O'Reilly
Autêntico grudge match entre dois ex-melhores amigos, no qual não faltaram cadeiras e uma corrente.
Sempre que Kyle O’Reilly parecia estar na mó de cima, Adam Cole engenhava uma estratégia repentina para mudar o rumo dos acontecimentos. A dada altura, O’Reilly prendeu Cole num Triangle Choke com uma corrente pelo meio, mas Cole utilizou um ferro para quebrar a submissão.
Minutos depois, Cole aplicou um Panama Sunrise, mas o árbitro estava caído e por isso não havia ninguém para fazer o assentamento.
Entretanto o combate prosseguiu fora do ringue e mais uma vez a engenharia repentina de Adam Cole entrou em cena. Numa altura em que estava preso numa submissão de O’Reilly, Cole atirou-se com o adversário em cima para cima do palco de metal, partindo-o.
No regresso ao ringue, Cole falhou o Last Shot e O’Reilly aproveitou para aplicar uma submissão nas pernas de Cole, mas este utilizou uma corrente para agredir o adversário. Na resposta, O’Reilly aplicou um Last Shot, mas o assentamento que se seguiu não passou da near fall.
No entanto, Adam Cole não encontrou antídoto para contraria um Diving Knee Drop de O’Reilly em que este tinha a corrente envolta na perna. Ao sofrer o golpe, Cole embateu ainda numa cadeira, não conseguindo depois fazer o kick out no assentamento que se seguiu.
Vencedor: Kyle O’Reilly
Nota: 8,5/10

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.