Ultimas

Opiniões do Couto #6 | Um dos combates mais esperados dos últimos meses

Boas malta! Sejam bem-vindos a mais um “Opiniões do Couto” aqui no Wrestling Notícias!

Esta semana escrevo-vos sobre um combate que já aguardo com expectativa há bastantes meses: o confronto entre Jordan Devlin e Santos Escobar para unificar o título Cruiserweight da WWE.

Mas comecemos pelo início. Quando comecei a acompanhar o NXT, em abril do ano passado, um dos destaques dos vários episódios daquele mês e do seguinte era o torneio para definir o novo campeão cruiserweight interino, uma vez que o campeão, Jordan Devlin, que vivia na Irlanda, estava impedido para viajar para os Estados Unidos da América para defender o seu título, devido à pandemia. Jordan Devlin era o campeão desde janeiro de 2020, altura em que venceu uma Fatal Four Way no WWE Worlds Collide em que o título, que era de Angel Garza, estava em jogo.

Mas voltemos ao torneio para definir o novo campeão interino. Ele era composto por dois grupos, cada um com 4 wrestlers, sendo que os vencedores de cada um dos agrupamentos se enfrentaria numa final para definir o novo campeão. 

No grupo B, destacava-se El Hijo del Fantasma, lutador que se estreou neste torneio e que conseguiu vencer o seu grupo. Já no grupo A, o wrestler que se apurou para a final foi Drake Maverick.

Enquanto isto aconteceia, íamos assistindo a várias tentativas de rapto por parte de alguns homens mascarados aos participantes do torneio, sendo que, antes, já haviam sido raptados Joaquin Wilde e Raul Mendoza.

Quanto à final do torneio, entre El Hijo del Fantasma e Drake Maverick, tivemos o lutador mexicano a superiorizar-se, tonando-se assim o novo campeão cruiserweight interino.

Depois desta conquista tivemos os mascarados a aparecerem novamente, desta vez ameaçando El Hijo del Fantasma e Drake Maverick. Mas foi aqui, que, de forma surpreendente, El Hijo del Fantasma se revelou como o líder dos mascarados, retirando a sua máscara e assumindo-se como Santos Escobar.

Estava assim criada a stable que dominaria a divisão cruiserweight, pelas mãos de Santos Escobar, mas que também viria a ter destaque na divisão tag team do NXT, com Joaquin Wilde e Raul Mendoza, os outros membros do grupo. O nome da stable seria Legado del Fantasma.

Desde a conquista do seu título que Santos Escobar praticamente apenas somou vitórias. E, mais importante que isso, em nenhuma das derrotas que sofreu, todas em combates tag team, foi Escobar a sofrer o pinfall. Esse papel sobrava sempre para Wilde ou Mendoza, o que fazia com que a aura do campeão em nada fosse afetada. A exceção a isto foi apenas a derrota de Santos Escobar no último combate que o mexicano fez no NXT, frente a Karrion Kross. Mas nesse combate fez todo o sentido Escobar sair derrotado, até porque defrontava o principal candidato ao título do NXT, de Finn Bálor. Portanto essa derrota em nada afetou o líder Escobar.

Tínhamos aqui um grande campeão. Com um aspeto fenomenal, muito bom em ringue, muito bom com o microfone e, ainda para mais, com dois seguidores na sua stable sempre disponíveis para o ajudar. Tudo em Escobar é digno de uma estrela e cativa qualquer expectador do NXT a saber o que se vai passar com ele ou com o seu Legado del Fantasma.

Enquanto isto, do outro lado, aqui na Europa, continuávamos com Jordan Devlin ainda ausente da programação da WWE. Isto até meados de outubro, salvo erro. Nesta altura, depois de alguns meses de ausência, os programas semanais do NXT UK já estavam de volta e foi nesse programa que Jordan Devlin fez uma primeira promo endereçada a Santos Escobar, dizendo que inicialmente o torneio que o mexicano venceu era para definir o campeão cruiserweight interino, mas que, rapidamente, a palavra “interino” desapareceu e que Escobar começou a ser tratado como campeão. Insatisfeito com esta situação, Devlin ameaçou Escobar, dizendo que quando a sua proibição de viajar terminasse ele iria voltar aos Estados Unidos para provar que é o verdadeiro campeão.

E esta promo foi tão boa que desde essa altura que fiquei com bastante expectativa para assistir ao combate que unificará os títulos do irlandês e do mexicano. Não conhecia muito bem Jordan Devlin, mas naquela promo ele mostrou uma grande personalidade e mostrou também que seria um adversário à altura de Escobar, que, até ali, se mostrava um enorme campeão.

Mas a minha expectativa ainda viria a aumentar. Desde o regresso do NXT UK, que Jordan Devlin se manteve invicto, com 6 vitórias em 6 combates. E todos os seus combates eram bastante bons. Rapidamente Devlin se tornou num dos meus wrestleres favoritos.

Importa destacar que neste período Devlin abriu um open challenge pelo seu título, pelo que, em todos os combates entre o irlandês e outros lutadores da divisão cruiserweight, o seu título estava em jogo. No total, neste período, Devlin somou 4 defesas do título, a última delas num grande combate frente a Trent Seven, que perdeu peso para poder enfrentar o campeão. De destacar também o combate que Devlin fez antes de defrontar Seven, em que derrotou o enorme Dave Mastiff, dando assim mais uma enorme prova da sua qualidade.

Obviamente que tudo isto continuava a aumentar a expectativa para o confronto entre estes dois grandes wrestlers, que estavam a ter bastante destaque na programação da WWE.

E essa expectativa foi confirmada há 2 semanas, quando no NXT vimos um vídeo em que Devlin disse que a sua proibição de viajar tinha sido levantada, e que, por isso, estaria de volta ao NXT na semana seguinte, para resolver os seus assuntos com Santos Escobar.

E assim foi, na última semana assistimos finalmente ao primeiro confronto frente-a-frente entre Jordan Devlin e Santos Escobar. Um confronto que, na minha opinião, correspondeu às expectativas, principalmente graças àquela cabeçada de Devlin que abriu o lábio de Escobar.

Com este confronto tivemos também o anúncio do combate entre os dois campeões para o NXT TakeOver: Stand & Deliver, combate esse que unificará os dois títulos e determinará quem será o verdadeiro campeão daqui para a frente.

E é por tudo isto que considero este um dos combates mais esperados dos últimos meses. E posso mesmo até dizer que este é o combate que mais aguardo nos últimos meses, tendo em conta que já tenho bastante expectativa para o mesmo desde outubro de 2020, ou seja, há 5 meses.

Para o vencedor desse combate não consigo mesmo fazer nenhuma previsão, porque temos dois wrestlers que têm sido tão bem construídos nos últimos meses que a vitória assentaria bastante bem a qualquer um deles. Neste combate a minha única certeza é de que assistiremos a uma ótima luta, tendo em conta a história construída e também a qualidade dos dois wrestlers envolvidos. Ainda para mais sabendo que este combate decorrerá num TakeOver, que nunca desilude os fãs.


E tu, também estás com expectativa para este combate entre Jordan Devlin e Santos Escobar? Quem achas que sairá como vencedor no combate do NXT TakeOver: Stand & Deliver?


1 comentário:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.