terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

PPV Review - WWE Royal Rumble 2021


Data: 31 de janeiro de 2021
Arena: Tropicana Field
Localidade: São Petersburgo, Flórida
  
WWE Championship:
Drew McIntyre (c) vs. Goldberg
Drew McIntyre começou o combate com uma cabeçada e um Spear, bem ao estilo de Goldberg, mas o veterano respondeu prontamente com um Spear contra a barreira de proteção. Só depois soou a campainha.
Após a sineta soar, McIntyre aplicou um Claymore, mas Goldberg fez o kick out depressa e executou dois Spears, tendo McIntyre também feito o kick out. Seguiu-se o Jackhammer, mas o escocês também conseguiu safar-se no assentamento que se seguiu.
McIntyre respondeu com novo Claymore e arrecadou o triunfo, num combate curto, mas intenso.
Vencedor: Drew McIntyre
Nota: 6/10
 
 
WWE SmackDown Women's Championship:
Sasha Banks (c) vs. Carmella
Combate que Carmella conseguiu dominar durante alguns minutos, utilizando até ao limite a contagem nas cordas para causar danos na adversária. Depois Sasha foi reagindo, mas Carmella aproveitou os erros da campeã para contra-atacar. No entanto, foi impotente e acabou por desistir quando ficou presa num Bank Statement.
Vencedora: Sasha Banks
Nota: 7/10
 
 
Royal Rumble match feminino:
(vencedora recebe uma oportunidade por um título feminino na Wrestlemania 37)
Bayley (#1) e Naomi (#2) foram as primeiras a entrar em cena. Seguiram-se Bianca Belair, Billie Kay, Shotzi Blackheart, Liv Morgan, Shayna Baszler e Toni Storm.
Shotzi foi a primeira eliminada, às mãos de Baszler, ainda antes da entrada de Jillian Hall (lembram-se?), que fez com que Billie Kay entrasse finalmente em ringue.
Ruby Riott, a veterana Victoria, Peyton Royce, Santana Garrett e Liv Morgan foram as senhoras que se seguiram, antes das eliminações de Jillian Hall e Billie Kay.
Entretanto, entrou em cena Rhea Ripley, que prontamente eliminou Toni Storm e pouco depois Santana Garrett. Entretanto, Shayna Baszler eliminou Victoria.
Seguiram-se as entradas de Charlotte Flair, Dana Brooke e a veterana Torrie Wilson e as eliminações de Ruby Riott, Liv Morgan e da própria Dana Brooke.
Quando se estava à espera da 18.ª mulher a entrar, ouviu-se a música de Ric Flair e logo depois a de Lacey Evans, numa altura em que Charlotte ainda estava em ringue.
Furiosa, Charlotte eliminou prontamente Peyton Royce, pouco antes de Baszler afastar Torrie Wilson e Bianca Belair eliminar Bayley.
Com o número 19, mais uma lenda da divisão feminina: Mickie James. Seguiram-se as entradas de Nikki Cross e Alicia Fox, que acabou por se tornar campeã 24/7 ao fazer um assentamento a R-Truth, que, entretanto, apareceu em ringue.
Depois surgiu Mandy Rose, que eliminou Alicia Fox, que por sua vez perdeu imediatamente o 24/7 Championship ao sofrer um assentamento de R-Truth.
As senhoras que se seguiram foram Dakota Kai, Carmella e Tamina. Paralelamente, foram eliminadas Mickie James, a própria Dakota Kai, Mandy Rose, Nikki Cross e também Carmella.
Com o número 26, entrou em cena Lana, seguida de Alexa Bliss, que foi rapidamente eliminada pela grande sensação deste Royal Rumble match, Rhea Ripley,
Seguiram-se Ember Moon e Nia Jax. Paralelamente, foram eliminadas Lacey Evans, Ember Moon, Naomi, Tamina, Shayna Baszler e Nia Jax antes da entrada da número 30, Natalya.
Para o fim ficaram Natalya, Charlotte, Lana, Rhea Ripley e Bianca Belair. Natalya eliminou Lana, mas foi depois eliminada por Bianca Belair. Belair e Ripley juntaram forças para afastar Charlotte e ficaram para o fim, tendo batalhado imenso até Bianca Belair atirar Rhea Ripley por cima da corda superior.
Vencedora: Bianca Belair
Nota: 7,5/10
 
 
Last Man Standing match pelo WWE Universal Championship:
Roman Reigns (c) vs. Kevin Owens
Combate com início intenso, com Kevin Owens a conseguir aplicar um Pop-up Powerbomb logo nos primeiros instantes. Depois do arranque a todo o gás, a luta seguiu para a zona do palco, tendo ambos lutado na zona da bancada virtual.
A dada altura, Roman Reigns atirou Kevin Owens a partir de uma zona alta para cima de uma mesa, que se partiu, mas Owens conseguiu levantar-se antes de a contagem chegar ao fim. Pouco depois, ambos seguiram para o backstage, onde Reigns utilizou um carro para atropelar Owens, mas o candidato principal voltou a levantar-se no derradeiro segundo.
Embora bastante amassado, Owens conseguiu aplicar um Pop-up Powerbomb em Reigns em cima de uma mesa, que acabou por partir após Owens aplicar um Frog Splash, o que deixou o campeão à beira da derrota.
Desejo de infligir mais danos ao adversário, Owens subiu ao topo de um carro-grua e saltou lá de cima para aplicar um Swanton Bomb em Reigns, que voltou a safar-se da derrota no último instante.
Embora já sem estar nas melhores condições, Reigns encontrou forma de aplicar um Spear em Owens, fazendo bater na estrutura montada por baixo do ecrã gigante, mas o candidato principal conseguiu levantar-se antes de a contagem chegar ao fim.
Reigns introduziu umas algemas no combate, mas acabou por ficar algemado a uma estrutura, sem conseguir levantar-se. Em desespero, e numa altura em que a contagem estava prestes a chegar ao fim, Reigns atacou o árbitro, impedindo-o de contar até dez, e contou com a ajuda de Paul Heyman para retirar as algemas.
Após conseguir soltar-se, o campeão aplicou uma Guillotine em Owens, que não conseguiu responder à contagem de dez.
Vencedor: Roman Reigns
Nota: 9/10
 
 
Royal Rumble match masculino:
(vencedor recebe uma oportunidade por um título mundial na Wrestlemania 37)
Conforme anunciado, Edge e Randy Orton foram os primeiros a entrar, mas o canadiano não esperou que a sineta soasse e atacou propriamente o antigo companheiro de tag team.
Seguiram-se Sami Zayn, Mustafa Ali, Jeff Hardy e Dolph Ziggler, tendo este último eliminado Jeff Hardy.
Com o número 7, entrou em cena Shinsuke Nakamura, seguido do veterano e regressado Carlito, Xavier Woods e Big E, tendo os membros dos The New Day juntado forças para eliminar Sami Zayn.
Seguiram-se John Morrison, Ricochet, Elias e Damian Priest e, paralelamente, as eliminações de Xavier Woods, Mustafa Ali, Carlito e do próprio Elias às mãos de Priest.
O número 15, The Miz, juntou-se ao companheiro de tag team John Morrison, mas tanto um como outro foram eliminados por Damian Priest.
Depois entraram em cena Matt Riddle, Daniel Bryan e Kane, com este último a reforçar o recorde de participações no Royal Rumble match ao marcar presença pela 18.ª vez, tendo eliminado Dolph Ziggler e Ricochet em poucos segundos. No entanto, acabou por ser atirado por cima da corda superior por Damian Priest logo a seguir.
Seguiram-se Baron Corbin – que eliminou Nakamura – e Otis, que foi rapidamente eliminado por Corbin.
Dominik Mysterio entrou com o número 21 e não precisou de muito tempo para eliminar Corbin, mas depois foi rapidamente atirado por cima da corda superior pelo recém-entrado Bobby Lashley, que também eliminou Damian Priest.
Entretanto entraram em cena The Hurricane, que foi prontamente posto fora de jogo por Lashley e Big E; Christian, que contribuiu para a eliminação de Lashley; AJ Styles, cujo enforcer eliminou Big E; Rey Mysterio, também afastado pelo enforcer de AJ Styles; Sheamus; Cesaro; Seth Rollins e, por fim, Braun Strowman.   
Já sem entradas por aconteceram, começaram a suceder-se as eliminações: Cesaro, Sheamus e AJ Styles às mãos de Strowman e Daniel Bryan e Matt Riddle por intermédio de Seth Rollins.
Para o fim ficaram Rollins, Strowman, Edge e Christian. Rollins quis juntar-se a Strowman, mas o Monster não quis fazer alianças. Entretanto Christian e Strowman foram eliminados por Rollins, que consequentemente foi eliminado por Edge. Quando se pensava que o canadiano tinha vencido, regressou ao ringue Randy Orton, que tinha saído a meio do combate devido a lesão, mas Edge ainda assim conseguiu vencer.
Vencedor: Edge
Nota: 8/10

Publicar um comentário

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

1 comentário(s):

:´b disse...

umas notas simpáticas para um ppv não tão simpático!

isto foi melhor que o Hard to Kil....aonde!?