Ultimas

Os 10 melhores combates da carreira de The Undertaker

The Undertaker comemora 30 anos de WWE em novembro deste ano

Uma das figuras mais icónicas da história da WWE, The Undertaker fez a sua estreia televisiva na companhia a 22 de novembro de 1990, aparecendo no Survivor Series como o parceiro mistério de Ted DiBiase, eliminando Koko B. Ware e Dusty Rhodes em poucos minutos.

 
Esse foi apenas o início de um percurso de três décadas do Deadman, que, mais do que os seus sete títulos mundiais, fez história por uma onda invicta de 21-0 na Wrestlemania até à 30.ª edição do evento, quando já no ocaso da carreira perdeu para Brock Lesnar. 
Paralelamente, também esteve intimamente ligado à introdução de combates como o Hell in a Cell, o Buried Alive match, o Casket Match ou o Last Ride match e protagonizou por quatro vezes a melhor contenda do ano para o Pro Wrestling Illustrated.
 
No dia em que passam 30 anos da estreia oficial de The Undertaker na WWE, vale a pena recordar os dez melhores combates da sua carreira.

 

 

Badd Blood: In Your House (1997)

Hell in a Cell match para determinar o candidato principal ao WWF World Heavyweight Championship no Survivor Series

Shawn Michaels vs. The Undertaker

O primeiro Hell in a Cell match da história. Cerca de dois meses antes, no SummerSlam, Shawn Michaels foi designado árbitro de um combate entre The Undertaker e Bret Hart pelo WWF World Heavyweight Championship e acabou por ter interferido deliberadamente para custar a derrota ao Deadman.

Como resultado, HBK e Undertaker defrontaram-se no In Your House: Ground Zero, mas o duelo terminou em no contest depois de ambos terem atacado os árbitros.

Estava previsto que o confronto seguinte entre ambos fosse num Steel Cage match, porém, foi construída uma estrutura coberta e maior para receber o combate.

Paralelamente, o antigo manager de The Undertaker, Paul Bearer, que ficou com a cara queimada devido a uma bola de fogo lançada pelo Deadman no In Your House 14: Revenge of the 'Taker, comparou esse incidente ao que queimou a casa funerária que consequentemente matou os pais de The Undertaker e possivelmente o seu meio-irmão mais novo. Bearer culpou Undertaker pela morte dos pais e disse ter provas de que o meio-irmão dele, Kane, estava vivo e ia à WWF para desafiar o Deadman.


 

King of the Ring 1998

Hell in a Cell match: 

Mankind vs. The Undertaker

No pay-per-view anterior, Steve Austin venceu o alter ego de Mick Foley, Dude Love, após a interferência de The Undertaker, num combate atribulado arbitrado por Vince McMahon e no qual estava em jogo o WWF Championship.

No dia seguinte, no Raw is War, Kane bateu The Undertaker para se tornar no novo candidato principal e, uma semana depois, Kane, Mankind (outro alter ego de Foley) e The Undertaker atacaram Austin e colocaram-no dentro de um caixão.

No episódio de 15 de junho do Raw is War, Mankind e Kane formaram equipa frente a Stone Cold Steve Austin e The Undertaker no segundo Hell in a Cell match da história. A contenda terminou em no-contest, depois de o Deadman ter aliado Paul Bearer (na altura aliado de Mankind e Kane) no interior da cela, enquanto Austin atacou Kane no topo da estrutura.

Tudo isto levou à marcação do terceiro Hell in a Cell da história, 13 dias depois, no pay-per-view King of the Ring, com Mankind e The Undertaker como intervenientes.


Vengeance 2002

Triple threat match pelo WWE Undisputed Championship: 

The Undertaker (c) vs. The Rock vs. Kurt Angle

No pay-per-view anterior, o King Of The Ring, Undertaker reteve o título ao derrotar Triple H. Porém, o combate ficou marcado pela interferência de The Rock, que a dada altura plantou o Deadman no tapete com um Rock Bottom.

Furioso com essa interferência, Undertaker pediu a Vince McMahon um combate com The Rock e o dono da WWE fez-lhe a vontade, agendando um duelo entre ambos para o Vengeance.

Entretanto, no episódio de 4 de julho do Smackdown!, Undertaker e Kurt Angle empataram numa luta em que estava em jogo o WWE Undisputed Championship, uma vez que o Deadman concluiu um assentamento em Angle ao mesmo tempo que desistia.

Quatro dias depois, no Monday Night Raw, Vince McMahon anunciou que Kurt Angle seria adicionado ao combate no Vengeance, tornando-o num triple threat match. E nos shows que se seguiram até ao PPV, tanto Undertaker como Angle e The Rock aproveitaram cada oportunidade para se atacarem uns aos outros.


SmackDown! (04.09.2003)

WWE Championship: 

Kurt Angle (c) vs. The Undertaker

Cerca de dez dias antes, no SummerSlam, The Undertaker venceu A-Train, enquanto Kurt Angle reteve o WWE Championship ao bater Brock Lesnar por submissão.

No Smackdown! que se seguiu, The Undertaker exigiu uma oportunidade pelo título e acabou por conquistá-la ao derrotar Brock Lesnar e Big Show num triple threat match, no main-event do programa.


SummerSlam 2008

Hell in a Cell match: 

The Undertaker vs. Edge

The Undertaker e Edge tinham-se defrontado por quatro vezes em PPV pelo World Heavyweight Championship no decorrer desse ano. No primeiro, na Wrestlemania XXIV, o Deadman conquistou o título depois de garantir a title shot numa Elimination Chamber no PPV No Way Out.

No segundo, no Backlash, Undertaker defendeu o cinturão com sucesso, ao fazer Edge desistir com uma submissão sufocante, o Gogoplata. No entanto, a então General Manager do SmackDown e então noiva de Edge, Vickie Guerrero, retirou o título a Undertaker e baniu o Gogoplata para “proteger as estrelas do SmackDown”.

Os dois voltaram a medir forças pelo título vago no Judgment Day e Undertaker voltou a ganhar, mas por count-out, o que levou Vickie a argumentar que as regras da WWE não permitiam que alguém conquistasse um título por count-out ou desqualificação. A decisão foi então adiada para o One Night Stand, a 1 de junho, num combate TLC, estipulação em que Edge sempre se sentiu muito à vontade. Mais: se Undertaker perdesse, teria de abandonar a WWE. E Undertaker perdeu mesmo, fruto das interferências de Curt Hawkins, Zack Ryder, Chavo Guerrero e Bam Neely, todos membros de La Familia.

Edge acabou por perder o título para CM Punk, que se mudou para o Raw, mas virou agulhas para o WWE Championship de Triple H. E foi precisamente o The Game a arruinar o casamento do canadiano com Vickie, ao revelar um romance secreto entre Edge e a mulher que lhe preparava o casamento, Alicia Fox. Interferências por parte das duas mulheres custaram a derrota ao Rated-R Superstar num combate pelo cinturão no The Great American Bash, mas Vickie anunciou um castigo ainda mais pesado a Edge: a readmissão de Undertaker, contra o qual teria de lutar num Hell in a Cell match no SummerSlam. 


WrestleMania XXV

Shawn Michaels vs. The Undertaker

Numa altura em que a streak de The Undertaker na WrestleMania estava em 16-0, tentar terminá-la era um desafio aliciante para todos os lutadores da WWE. Shawn Michaels, JBL e Vladimir Kozlov apresentaram a candidatura. Na edição de 16 de fevereiro do Monday Night Raw, Michaels bateu JBL, vencendo Kozlov duas semanas depois para garantir a oportunidade.

No Raw de 9 de março, The Undertaker e Michaels derrotaram Kozlov e JBL, mas depois do combate HBK atacou o Deadman e deu o pontapé de saída para os mind games que decorreram entre os dois nas semanas que se seguiram.

 

WrestleMania XXVI

No Disqualification Streak vs. Career match:

Shawn Michaels vs. The Undertaker

Depois de não ter sido bem-sucedido na tarefa de quebrar a streak de The Undertaker na WrestleMania em 2009, num combate que recebeu o Slammy Award de melhor combate do ano, Shawn Michaels desafiou o Deadman para uma desforra. The Undertaker, na altura, campeão mundial, recusou.

No Elimination Chamber, Michaels interferiu no combate pelo World Heavyweight Championship, aplicou um Sweet Chin Music a The Undertaker e permitiu que Chris Jericho o derrotasse e conquistasse o cinturão.

Na noite seguinte, The Undertaker mostrou ter mudado de ideias e aceitou o desafio, mas com a estipulação de que HBK se teria que retirar caso perdesse. Shawn Michaels aceitou e frisou que, se não conseguisse quebrar a streak, não haveria razões para que a sua carreira continuasse. Duas semanas depois, Michaels e Undertaker acordar adicionar uma outra estipulação: o combate seria sem desqualificações. 

 

WrestleMania XXVII

No Holds Barred match:

The Undertaker vs. Triple H

Após várias semanas de um teaser lançado pela WWE que visava a data 21 de fevereiro de 2011, o episódio desse dia do Monday Night Raw ficou marcado pelo regresso de Undertaker, que já não aparecia há quatro meses.

Porém, o Deadman foi interrompido por Triple H, também ele de regresso. Os dois lendários lutadores olharam-se nos olhos e depois viraram a cara em direção ao logotipo da WrestleMania XXVII, dando a entender desde logo um possível combate entre ambos no maior evento do ano, algo que veio a confirmar-se alguns dias depois.

Antes do segundo confronto entre Undertaker e Triple H numa WrestleMania – o primeiro foi na 17.ª edição -, os dois veteranos voltaram a estar cara a cara no último Raw antes do PPV, a 28 de março. Shawn Michaels interrompeu-os e criticou o The Game por acreditar que conseguiria derrotar Undertaker no grande evento, algo que HBK não conseguiu. Depois de o Deadman ter dito que Michaels já passou à história, este tentou aplicar-lhe um Superkick, mas o Phenom retaliou com um Chokeslam que foi travado por Triple H. Ainda assim, Michaels voltou a mostrar descrença quanto a uma possível vitória do companheiro de fação nos DX.



Hell in a Cell match com Shawn Michaels como árbitro convidado:

The Undertaker vs. Triple H

Um ano antes, The Undertaker derrotou Triple H via submissão num No Holds Barred match na WrestleMania XXVII, mas pela primeira vez na sua carreira, teve de ser retirado do ringue de maca e com a ajuda do staff médico.

Depois de dez meses sem fazer qualquer aparição, o Deadman fez o seu regresso na edição de 30 de janeiro de 2012 do Monday Night Raw, confrontando e desafiando Triple H para uma desforra na WrestleMania XXVIII, porque não queria que a sua saída de maca ficasse como a sua última imagem.

Após Triple H recusou o desafio no Raw da semana seguinte, Shawn Michaels apareceu no episódio de 13 de fevereiro a instigá-lo a aceitar. The Undertaker voltou à carga uma semana depois, referindo-se ao The Game como cobarde, comparando a qualidade e a carreira dele à de Michaels. Enraivecido por esses comentários, Triple H finalmente aceitou o desafio e propôs que o combate fosse um Hell in a Cell match. Entretanto, HBK anunciou que seria o árbitro.

 

WrestleMania 29

The Undertaker vs. CM Punk

No episódio de 4 de março de 2013 do Monday Night Raw, que tinha a temática de “Old School Raw”, The Undertaker regressou à programação da WWE e lançou um desafio aberto a todos os lutadores para o tentarem derrotar pela primeira vez na WrestleMania.

CM Punk, Randy Orton, Big Show e Sheamus declararam que queriam defrontar o Deadman, o que levou a então supervisora do Raw, Vickie Guerrero, a marcar um combate entre os quatro nessa mesma noite, no qual CM Punk saiu vencedor.

Na noite seguinte, o antigo manager de Undertaker e Kane, Paul Bearer, morreu devido a problemas respiratórios.

Uma semana depois, no Raw, CM Punk interrompeu um segmento de tributo a Bearer para vincar que iria quebrar a streak de Undertaker na WrestleMania. Kane não gostou e tentou atacar Punk, mas este conseguiu fugir. Nessa mesma noite, Kane venceu Punk num combate sem desqualificações e depois homenageou Bearer juntamente com Undertaker, mas Punk interrompeu-os uma vez mais ao atingir Kane com a urna do Deadman. Undertaker perseguiu Punk, mas este fugiu com a urna.

Na edição de 18 de março do Raw, Undertaker foi ao ringue dizer que Punk tinha uma oportunidade de devolver-lhe a urna, mas Punk apareceu apenas no ecrã gigante, prometendo que iria quebrar a streak enquanto, despreocupadamente, atirava a urna ao ar.

Duas semanas depois, Punk, que estava disfarçado de druida, atacou o Deadman e atingiu-o com a urna, abrindo-a depois e despejando o que nela constava em Undertaker, aquecendo ainda mais a rivalidade entre ambos.





Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.