Ultimas

Lucas Headquarters #14 - Prince Mysterio



Ora boas tardes, comadres e compadres, turistas e avecs! Como estão? Ainda a lamber os rios de creme que vêm dentro das Bolas de Berlim que acabaram de comer enquanto exibem os vossos corpinhos aos olhares alheios? Bem-vindos a mais uma edição do "Lucas Headquarters" aqui no estaminé chamado WrestlingNotícias!

Graças ao nosso amigo COVID, a silly season que normalmente abala o desporto nesta época do ano chegou mais tarde, mas lá chegou. O que quer dizer que por esta altura e até lá para meados do mês que vem, o caudal de temas a abordar é mais reduzido do que a água numa barragem alentejana.

Exceto aqui nos meus Headquarters… porque nesse caso a silly season é de doze meses por ano, e não apenas um…

Mas bem, como estamos em plena silly season e chegou-se a esta altura e ainda não tinha nada de jeito planeado, tive que optar à última da hora por vos falar naquele que é um dos grandes pontos de interesse do Summerslam deste ano: a estreia em ringue de Dominik Mysterio.

Muitos de nós nos lembramos dele de uma forma ou de outra: Uns pelo envolvimento na fantástica storyline entre Rey Mysterio e Eddie Guerrero, que culminou precisamente… no Summerslam desse ano. Isn’t it fascinating how things come full circle?




Outros que, como eu, começaram a entrar no mundo do wrestling um pouco mais tarde, lembram-se de vê-lo aparecer brevemente num SmackDown, durante a rivalidade de Mysterio com CM Punk (2010, mais coisa menos coisa). 

Nessa altura a aparição deu-se numa promo que o luchador lhe canta os parabéns por mais um aniversário, só para ser interrompido por um Punk que na altura era um gajo no qual todos nós adorávamos descarregar as nossas frustrações (não que isso tenha mudado muito, mas por motivos diferentes. (*cof cof* UFC *cof cof*)


O que se calhar muitos de nós não esperávamos era que Dominik viesse a tornar-se wrestler. Eu, por exemplo, sempre achei que o legado do Rey estava tão bem consolidado por si só, que era impossível que alguém o continuasse. É como naquelas séries em que a história é tão bem contada que já não compensa haver uma temporada nova.

Pois bem, todos nos enganamos. Primeiro, breves envolvimentos numa feud entre Rey Mysterio e Samoa Joe e, agora, o papel de deuteragonista (ou herói secundário, se assim quisermos) nesta historieta com Seth Rollins. Pequenos degraus que serviram para que Prince Mysterio, assim deverá ele passar a ser chamado num futuro não muito distante, chegasse finalmente ao papel de wrestler.


 É difícil prever como se comportará Dominik em ringue, e acho que isso até vai ser uma das coisas mais interessantes no meio disto tudo. Escusado será dizer que não devemos esperar uma prestação do outro mundo, visto que Dominik ainda é jovem e é sempre melhor mantermos expectativas baixas para não apanharmos desilusões.

No entanto,o seu estilo não deverá ser muito diferente do estilo lucha libre do Mysterio original, pois apesar de ser um bocadinho mais robusto do que o pai (e isso nota-se à distância), o seu físico não é algo que se destaque ou que se revele como algo imponente.

Outra diferença que acho que também poderá existir é um detalhe muito subtil, muitos de vós se calhar nem reparam, mas pode fazer toda a diferença. Vai ser mais difícil classificarmos Dominik do ponto de vista do papel desempenhado tradicionalmente numa storyline.

Passo a explicar: Olhando para Rey Mysterio e vendo a forma como este comunica com os fãs, a estatura, os maneirismos em ringue, a própria música de entrada… qualquer um chega à conclusão que seria muito complicado para o “Mestre do 619” estabelecer-se como um heel, pois o seu físico coloca-o quase sempre numa posição desfavorável (e a WWE sempre jogou com isso).




Com Dominik já não acontece a mesma coisa. O físico – como disse anteriormente – é mais robusto (embora pouco) e a theme song (que podem ouvir abaixo) é bastante mais ambígua embora não pareça, podendo encaixar perfeitamente num papel de face ou heel.




Quanto a questões de booking, é ir esperando e ir vendo. Mas era porreiro se a WWE não fizesse com Dominik aquilo que faz com Charlotte Flair, a não ser que queiram que a malta se farte dele.



E vocês, que expectativas têm para a estreia e para a carreira do futuro Prince Mysterio na WWE?


E assim termina mais uma edição do "Lucas Headquarters" aqui no WrestlingNotícias! Não se esqueçam de passar pela página do WN, deixar a vossa opinião nos comentários, sugerir temas... o costume. Para a semana, se tudo correr bem, cá estarei com mais um artigo.

Peace and love, pessoas!

1 comentário:

  1. Boa retrospectiva

    Algumas coisas aí da Ruthless Aggression Era puxaram-me algumas lembranças dessa altura (ex, feud c/ Eddie)

    ResponderEliminar

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.