Ultimas

PPV Review - AEW Double or Nothing 2020


Data: 23 de maio de 2020
Arenas: Daily's Place e TIAA Bank Field
Localidade: Jacksonville, Florida



Casino Ladder Match por uma oportunidade pelo AEW World Championship:
Darby Allin vs. Colt Cabana vs. Orange Cassidy vs. Joey Janela vs. Scorpio Sky vs. Kip Sabian vs. Frankie Kazarian vs. Luchasaurus vs. Brian Cage
Scorpio Sky e Frankie Kazarian, ambos dos SoCal Uncensored, abriram as hostilidades e ameaçaram procurar desde logo uma rápida vitória. Pergunto-me como é possível ser válido vencer o Casino Ladder Match sem a presença de todos os lutadores. Por um lado, pode ser um aspeto a rever, por outro acrescenta alguma emoção aos primeiros largos minutos do combate, algo que por exemplo o War Games não tem.
Kip Sabian foi o senhor que se seguiu e introduziu os escadotes em ringue. Seguiu-se o skater Darby Allin, que acrescentou ainda mais vertigem à contenda. O quinto homem a entrar em ação foi Orange Cassidy, sempre fiel ao seu estilo.
O lutador número seis foi Colt Cabana. Seguiu-se Joey Janela, substituto de Rey Fenix. Em penúltimo lugar entrou o possante Luchasaurus. Por falar em possante, o misterioso nono participante foi Brian Cage (ex-Impact Wrestling), que rapidamente começou a dizimar quem lhe foi aparecendo pela frente.
Percebendo o poderio de Cage, os outros oito lutadores juntaram forças e enterraram-no debaixo de um mar de escadotes e até de uma ficha de póquer gigante. Perante este cenário, vários lutadores estiveram perto do triunfo, nomeadamente Orange Cassidy, que chegou a estar no topo do escadote.
Entretanto Brian Cage recuperou, destruiu Luchasaurus e Darby Allin e subiu ao topo do escadote para vence o combate.
Vencedor: Brian Cage
Nota: 7,5/10


MJF vs. Jungle Boy
Combate entre dois lutadores jovens, irreverentes e bastante ágeis, que protagonizaram spots inovadores. A dada altura MJF obteve alguma vantagem depois de simular uma lesão e apanhar o adversário distraído, mas Jungle Boy fez um bom comeback e equilibrou a reta final do duelo. Ainda assim, foi MJF a alcançar a vitória, conseguindo surpreender Jungle Boy através de um pin fall rápido.
Vencedor: MJF
Nota: 6/10


Final do torneio para apurar o primeiro detentor do AEW TNT Championship:
Cody vs. Lance Archer
Lance Archer não perdeu tempo e desde bem cedo que procurou intimidar e destruir Cody. Foi isso que se passou em grande parte da fase inicial do combate, com Archer a aplicar várias projeções dolorosas ao seu adversário. Cody procurou responder sobretudo através de submissões.
A dada altura, Cody executou um DDT em Lance Archer, que se fez acompanhar por Jake “The Snake” Roberts, que tinha esse finisher. E Archer ripostou com um Spinebuster em Cody, que se fez acompanhar por Arn Anderson, que utilizava esse move como golpe final.
Apesar de ter sofrido muito, Cody acabou por levar de vencida, depois de aplicar dois Cross Rhodes consecutivos.
Vencedor: Cody (primeiro campeão)
Nota: 6,5/10


Penelope Ford vs. Kris Statlander
Penelope Ford, acompanhada por Kip Sabian, surgiu como substituta da lesionada Britt Baker. A mais poderosa Kris Statlander dominou grande parte do combate e acabou por vencer depois de um Piledriver.
Vencedora: Kris Statlander
Nota: 5/10


Dustin Rhodes vs. Shawn Spears
Shawn Spears apresentou-se vestido à civil, julgando que Dustin Rhodes fosse derrotado por falta de comparência, mas o seu adversário apareceu mesmo. No entanto, foi colocado em boxers e rapidamente derrotado depois de um Final Reckoning.
Vencedor: Dustin Rhodes
Nota: -


No Disqualification and No Countout match pelo AEW Women's World Championship:
Nyla Rose (c) vs. Hikaru Shida
A mais poderosa Nyla Rose dominou grande parte do duelo, utilizando não só a vantagem física como alguns objetos. Porém, Hikaru Shida foi progressivamente soltando as amarras, tirando partido da estipulação para igualar as forças.
Nyla Rose aplicou golpes de alto impacto, como um Powerbomb numa mesa presa num canto, mas Hikaru Shida foi resistindo e frustrando a campeã, conseguindo mesmo assegurar a vitória e a conquista do título após uma potente joelhada na cara de Rose.
Vencedora: Hikaru Shida (nova campeã)
Nota: 7/10


AEW World Championship:
Jon Moxley (c) vs. Mr. Brodie Lee
Brodie Lee não perdeu tempo e rapidamente passou ao ataque a Jon Moxley, dominando os primeiros minutos do combate.
O duelo foi muito pausado, tendo tido num brutal Dirty Deeds de Moxley do palco para a rampa – partindo-a! – o seu momento alto. O campeão procurou capitalizar os danos e, apesar da resistência de Brodie Lee, venceu-o por submissão ao deixá-lo inconsciente através de um Sleeper Hold.
Vencedor: Jon Moxley
Nota: 6,5/10


Stadium Stampede match:
Matt Hardy e The Elite (Adam Page, Kenny Omega, Matt Jackson e Nick Jackson) vs. The Inner Circle (Chris Jericho, Jake Hager, Sammy Guevara, Santana e Ortiz)
Batalha caótica, com os Inner Circle vestidos tal e qual uma equipa de futebol americano. Por outro lado, Hangman Page apresentou-se em cima de um cavalo.
Em termos de storytelling não há muito a explicar: os elementos de cada equipa foram procurando causar os maiores estragos possíveis nos membros da fação adversária um pouco por todo o estádio, em zonas como o ringue, relvado, bancadas e backstage. Uma boa ideia num contexto de pandemia, sem fãs na arena, mas de uma forma geral uma solução de baixa qualidade.
Como seria de esperar, os últimos minutos do combate foram concentrados na zona do relvado, onde Chris Jericho atravessou uma mesa depois de ter sofrido um Splash de um dos elementos dos The Young Bucks. Bem perto, Sammy Guevara teve de lidar com o sistema de rega e fugir de Kenny Omega e Matt Hardy, que se aproximavam ao volante de um carro.
Guevara acabou mesmo por ser o elemento derrotado depois de sofrer um One-Winged Angel de Kenny Omega do topo de uma estrutura para cima de uma espécie de palco uns metros abaixo.
Vencedores: Matt Hardy e The Elite (Adam Page, Kenny Omega, Matt Jackson e Nick Jackson)
Nota: 5,5/10

1 comentário:

  1. Ou seja, ainda bem que não vimos, portanto.

    que a NWA e a MLW voltem depressa, é o que pedimos.

    ResponderEliminar

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.