Ultimas

Lucas Headquarters #2 - A importância pandémica do wrestling


Boas a todos e sejam bem-vindos a mais uma edição do "Lucas Headquarters" nesta nossa casa que é o WrestlingNotícias! Como está a ser essa quarentena? Boa? Quantos quilos já engordaram? Poucos, presumo eu...

Hoje trago para vocês mais outra "dissertação" que tenta responder a uma pergunta que muitos de nós andamos a fazer: Estando em plena pandemia e considerando que numa situação destas só devem funcionar os serviços indispensáveis à população, será o wrestling um serviço assim tão indispensável à população como a WWE conseguiu fazer crer que fosse?

Para responder a essa pergunta, temos que analisar a situação a partir de duas perspetivas: Uma tem a ver com a necessidade de nos entretermos num tempo em que estamos limitados apenas às nossas casas, e a outra tem a ver com o bem-estar de quem trabalha nas companhias de wrestling. Ainda existe uma terceira, que envolve todo o dinheiro e receitas que são geradas por essas companhias.

Vamos, sem mais delongas, analisar a primeira perspetiva.

Estamos, neste momento, a 27 de abril. A quarentena já dura há cerca de mês e meio e não há maneira da situação melhorar. Se bem nos conheço, somos uns consumidores de séries como a humanidade nunca havia visto, mas já consumimos as séries todas. Já vimos La Casa de Papel dentro da casa de tijolos e fizemos direta para ver Vis a Vis.

Até aqui tudo bem, se não há séries há outra coisa para nos entreter. Só que nós, imagino eu, somos todos amantes de futebol (uns mais que outros, apesar de tudo), e agora olhamos ao nosso redor e... não há futebol, está tudo parado. Não há a conversa de café com o vizinho que apoia o clube rival e já não fazemos previsões para a próxima convocatória da Seleção porque o Euro 2020 foi adiado (Campeões Europeus por cinco anos, toma lá França!).

Sobram-nos os filmes. Mas vamos ao canal Hollywood e ao FOX Movies e constatamos que os filmes a passar são sempre os mesmos, todos os dias.

Ainda temos a Playstation, mas nem todos têm a capacidade financeira para a ter e quem as tem lamenta o facto de estarem um bocado velhas ou não funcionarem como deve ser.

Posto isto, e porque gostamos demasiado de wrestling para dar o braço a torcer, é claro que este é essencial às nossas vidas. Já somos tão amantes e tão "fanáticos" da modalidade que já não somos capazes de viver sem ela, ou dito de outra maneira, de compreender que há mais vida para além dela.


Só que depois vem a perspetiva económica. Ora, se não houver pelo menos malta a comprar o merch dos seus wrestlers favoritos (porque bilhetes agora está complicado) as empresas não geram receita, não há dinheiro que assegure a sua subsistência.

E para além disso ainda existe a perspetiva dita "comunitária", isto é, que diz respeito à saúde e bem-estar de quem trabalha na WWE, na AEW, na NJPW, qualquer que seja a companhia.

E aqui é que está a questão: O wrestling, como paixão que move montanhas, pode ser essencial em tempos de pandemia na óptica do espectador mas... será assim tão essencial em tempos de pandemia na óptica do produtor e do próprio wrestler?

Na minha opinião, seria um ato de egoísmo obrigar produtores e wrestlers a colocar a sua saúde (e a dos seus familiares, por conseguinte) em risco só para nos entreter. Se outras entidades abdicaram da prática do desporto em prol da saúde de todos (mais uma vez o caso do futebol), porque é que vamos obrigar wrestlers a colocar vidas em risco para o nosso próprio prazer?

Seria a mesma coisa que atirar pessoas às feras...


Voltando à pergunta inicial: Em tempos de pandemia, será o wrestling um bem assim tão essencial, tal como o estado da Flórida diz ser ao decretar a WWE como tal?

A resposta, no meu entender, é não. Seria preciso muito sangue frio e um coração de pedra para admitir o contrário.

E como se a questão da saúde de produtores e wrestlers, das receitas e da necessidade de nos entreter não fosse suficiente, na WWE os ratings continuam em queda livre, há wrestlers a fazer quarentena voluntária (como é o caso de Roman Reigns) e não se sabe quando é que vão voltar... Quer-me parecer que o esforço da empresa está a ser um bocado inglório e que, depois da Wrestlemania, mais valia terem entrado em pausa...

E assim se fecham as portas dos meus Headquarters por esta semana. Não se esqueçam de passar pela página do WrestlingNotícias e sobretudo de se protegerem a vocês e aos vossos.

Apesar de aos meus olhos não ser assim tão essencial, vejam muito wrestling, especialmente os grandes combates. Porquê? Porque para a semana conto trazer-vos um top-5 de combates que devem (re)ver durante a quarentena! 

E como diria uma certa personagem... That's all folks!

Sem comentários:

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.