Ultimas

SummerSlam. Os 10 melhores combates da história

Irmãos Bret e Owen Hart defrontaram-se na edição de 1994
Com edição inaugural em 1988, no mítico Madison Square Garden, em Nova Iorque, o SummerSlam tornou-se um dos principais eventos pay-per-view da WWE, sendo apelidado de “The Biggest Party of the Summer” [Maior festa do verão] ou até mesmo de “Wrestlemania de verão”. Aqui apresentamos aqueles entendemos ser os melhores combates de sempre do histórico PPV. John Cena, com três aparições, é quem está presente em maior número.



SummerSlam 1994
Steel Cage match pelo WWF World Heavyweight Championship
Bret Hart (c) vs. Owen Hart
Tudo começou quase um ano antes, quando Owen Hart foi eliminado de um dos tradicionais combates de equipas do Survivor Series, entre os Hart Brothers e uma fação liderada por Shawn Michaels, devido a uma falha de comunicação com o irmão Bret. Depois da luta, Owen interrompeu os festejos de vitória dos seus irmãos para atacar verbalmente Bret, criando aí uma ferida que haveria de se abrir no Royal Rumble 1994, quando Bret e Owen desafiaram os The Quebecers pelos títulos de tag team. Esse combate foi parado pelo árbitro devido a uma lesão de Bret, o que frustrou Owen, que atacou o irmão. Curiosamente, a noite acabou com Bret como covencedor do Royal Rumble match, a par de Lex Luger.
Em visível conflito, os dois manos mediram forças em ringue na Wrestlemania X, com a vitória a sorrir a Owen. No entanto, Bret redimiu-se na mesma noite ao bater Yokozuna para conquistar o WWF World Heavyweight Championship. Entretanto, a rivalidade entre irmãos continuou, com o cunhado de ambos, Jim Neidhart, a colocar-se do lado de Owen. E para resolver o problema de uma vez para todas, foi marcado um combate Steel Cage entre Bret e Owen para o SummerSlam, com o principal cinturão da companhia em jogo, e cuja qualidade do espetáculo mereceu a classificação de cinco estrelas por parte de Dave Meltzer.



SummerSlam 1995
Ladder match pelo WWF Intercontinental Championship: 
Shawn Michaels (c) vs. Razor Ramon
Shawn Michaels tinha ganho o título ao bater Jeff Jarrett no PPV anterior, o In Your House 2. Nesse evento, HBK também foi um lumberjack no combate pelo WWF Championship entre Diesel e Sycho Sid, tendo ajudado o primeiro a reter o título, pelo que foi inicialmente agendado para o SummerSlam 1995 um duelo entre Michaels e Sid.
No entanto, esse combate foi desmarcado, com Razor Ramon a ser anunciado como candidato ao título, numa reedição do fantástico combate da Wrestlemania X. Entretanto, também o comentador Jerry Lawler manifestou vontade de lutar pelo cinturão, o que levou Michaels a lutar contra ele na edição de 14 de agosto do Monday Night Raw, com Sid a tentar interferir a favor de Lawler e Ramon a ajudar Michaels. Porém, HBK e Ramon brigaram em seguida, com Ramon a levar a melhor.



SummerSlam 2000
Tables, Ladders, and Chairs match pelo WWF Tag Team Championship: 
Edge & Christian (c) vs. The Dudley Boyz (Bubba Ray Dudley e D-Von Dudley) vs. The Hardy Boyz (Jeff Hardy e Matt Hardy)
As mesmas equipas que participaram no Triangle ladder match da Wrestlemania 2000, na altura com a vitória a sorrir a Edge e Christian, que conquistaram os títulos que eram dos Dudleys.
As três duplas continuaram muito envolvidas, mas a rivalidade intensificou-se no verão, quando os Hardys atacaram os campeões Edge e Christian enquanto estes defendiam os títulos frente aos Dudleys no episódio do SmackDown! de 10 de agosto. Os Hardys atacaram Edge com um escadote e os Dudleys plantaram Christian numa mesa, mas não ficaram sem resposta. Na edição seguinte do Raw is War, Edge e Christian atacaram Matt Hardy com uma cadeira, o que levou o comissário Mick Foley a anunciar um combate de mesas, escadotes e cadeiras para o SummerSlam. E se inicialmente os Dudleys e os Hardys pareciam estar a unir esforços contra os detentores do título, depressa também entraram em conflito, atacando-se mutuamente nas semanas que antecederam a luta.



SummerSlam 2001
WWF Championship
Stone Cold Steve Austin (c) vs. Kurt Angle
Campeão da WWF, Steve Austin virou as costas à companhia em julho de 2001, no PPV Invasion, custando a derrota à Team WWF (Steve Austin, Kurt Angle, Chris Jericho, The Undertaker e Kane) frente à Team WCW/ECW (Booker T, Diamond Dallas Page, Rhyno, Bubba Ray Dudley e D-Von Dudley) ao aplicar um Stunner em Kurt Angle.
Na noite seguinte, no Raw is War, Austin justificou-se ao admitir que sentia que o presidente da WWF, Vince McMahon, queria-o substituir no topo da companhia por Angle. E nessa mesma noite, Austin atacou Angle durante um combate de mesas, criando ainda mais fricção entre os dois. Dias depois, na edição de 26 de julho do SmackDown!, Angle desafiou Steve Austin para um combate pelo título da WWF, mas Austin preferiu colocar Booker T a defender o título da WCW contra Angle, tendo Angle conquistado o cinturão nessa noite apesar da interferência de Austin. Porém, no Raw Is War a seguir, Angle perdeu o título da WWF para Booker T devido à interferência de Austin e Shane McMahon, mas voltou a desafiar Stone Cold para colocar o WWF Championship em jogo no SummerSlam, algo que foi aceite, tornando oficial o primeiro duelo entre ambos em PPV pelo principal cinturão da promotora.



SummerSlam 2008
Hell in a Cell match: 
The Undertaker vs. Edge
The Undertaker e Edge tinham-se defrontado por quatro vezes em PPV pelo World Heavyweight Championship no decorrer desse ano. No primeiro, na Wrestlemania XXIV, o Deadman conquistou o título depois de garantir a title shot numa Elimination Chamber no PPV No Way Out.
No segundo, no Backlash, Undertaker defendeu o cinturão com sucesso, ao fazer Edge desistir com uma submissão sufocante, o Gogoplata. No entanto, a então General Manager do SmackDown e então noiva de Edge, Vickie Guerrero, retirou o título a Undertaker e baniu o Gogoplata para “proteger as estrelas do SmackDown”.
Os dois voltaram a medir forças pelo título vago no Judgment Day e Undertaker voltou a ganhar, mas por count-out, o que levou Vickie a argumentar que as regras da WWE não permitiam que alguém conquistasse um título por count-out ou desqualificação. A decisão foi então adiada para o One Night Stand, a 1 de junho, num combate TLC, estipulação em que Edge sempre se sentiu muito à vontade. Mais: se Undertaker perdesse, teria de abandonar a WWE. E Undertaker perdeu mesmo, fruto das interferências de Curt Hawkins, Zack Ryder, Chavo Guerrero e Bam Neely, todos membros de La Familia.
Edge acabou por perder o título para CM Punk, que se mudou para o Raw, mas virou agulhas para o WWE Championship de Triple H. E foi precisamente o The Game a arruinar o casamento do canadiano com Vickie, ao revelar um romance secreto entre Edge e a mulher que lhe preparava o casamento, Alicia Fox. Interferências por parte das duas mulheres custaram a derrota ao Rated-R Superstar num combate pelo cinturão no The Great American Bash, mas Vickie anunciou um castigo ainda mais pesado a Edge: a readmissão de Undertaker, contra o qual teria de lutar num Hell in a Cell match no SummerSlam.



No Disqualification match: 
Brock Lesnar vs. CM Punk
Um combate entre dois protegidos de Paul Heyman, cujos serviços CM Punk dispensou meses antes. Focado em tornar-se novamente campeão, Punk desafiou Alberto Del Rio pelo World Heavyweight Championship, vencendo por count-out antes de Lesnar o atacar. Entretanto, Punk voltou-se para o Money in the Bank ladder match no PPV Money in the Bank, mas Heyman a interferência de Heyman impediu de alcançar a vitória.
Um dia depois, no Raw, Lesnar voltou a atacar Punk, que por sua vez desafiou The Beast para um combate no SummerSlam, tendo Heyman aceitado em representação de Lesnar. E já durante o kickoff do PPV, Heyman anunciou que tanto Lesnar como Punk tinham acordo em tornar o duelo num combate sem desqualificações.



WWE Championship
John Cena (c) vs. Daniel Bryan 
(Triple H como árbitro convidado)
Após ter batido Mark Henry no Money in the Bank, foi dada a John Cena a oportunidade de escolher contra quem defenderia o WWE Championship no SummerSlam por parte do General Manager Brad Maddox. E Cena aceitou a sugestão do público e escolheu Daniel Bryan.
Não satisfeito com a escolha de Cena, Vince McMahon tentou fazer a vida negra a Bryan, colocando-o num gauntlet match. No episódio de 12 de agosto do Monday Night Raw, Maddox funcionou como árbitro convidado num combate entre Bryan e Wade Barrett e atribuiu a vitória a Barrett após ter contado muito rapidamente um assentamento. Maddox também se ofereceu para ser o árbitro do duelo entre Cena e Bryan no SummerSlam, mas Triple H intercedeu e anunciou que ele próprio seria o árbitro.



WWE World Heavyweight Championship e WWE United States Championship: 
Seth Rollins (c) vs. John Cena (c)
No episódio de 20 de julho do Monday Night Raw, John Cena desafiou Seth Rollins para um combate pelo WWE World Heavyweight Championship, mas este recusou. Na semana seguinte, Cena voltou a lançar o desafio, mas a Authority forçou-o defender o US Championship contra Rollins, conseguindo reter o cinturão apesar de ter partido o nariz durante a luta. Perante este cenário, Rollins desafiou Cena para um combate no SummerSlam em que o vencedor ficaria com os dois títulos, o que foi prontamente aceite.



AJ Styles vs. John Cena
No episódio de 30 de maio do Monday Night Raw, John Cena regressou após recuperar de uma lesão num ombro que o tinha afastado dos ringues durante cinco meses. AJ Styles surgiu para lhe dar as boas-vindas, mas Luke Gallows e Karl Anderson, antigos companheiros de Styles no Raw, apareceram à procura de confusão. Styles e Cena estavam a preparar-se para lutar contra eles, mas Styles acabou por se juntar a Gallows e Anderson para atacar Cena e voltar a formar o The Club.
Uma luta entre Styles e Cena foi marcada para o Money in the Bank, com Cena a dar a escolher duas opções ao seu adversário: permitir que Gallows e Anderson estivessem no seu canto ou bani-los das imediações do ringue. Styles escolheu a segunda opção e acabou por vencer, mas com a interferência dos amigos.
A rivalidade prosseguiu nas semanas seguintes, primeiro com Styles e Gallows a atacarem Cena durante um combate com Karl Anderson, depois com Cena e Styles a custarem um ao outro a oportunidade para estarem presentes no combate pelo WWE Championship no Battleground. The Club voltou a atacar Cena nuo Raw de 4 de julho, mas Enzo Amore e Big Cass apareceram para salvar a Cena, o que levou à marcação de um combate entre as duas fações no Battleground, com o triunfo a sorrir a Cena, Amore e Cass após um Super Attitude Adjustment de Cena em Styles.
Após os dois rivais terem sido transferidos para o SmackDown no Draft desse verão, Styles desafiou Cena para mais um combate, desta vez no SummerSlam, o que foi mais uma vez aceite por Cena.




WWE Universal Championship: 
Brock Lesnar (c) vs. Roman Reigns vs. Samoa Joe vs. Braun Strowman 
(em caso de derrota, Brock Lesnar abandonava a WWE)
Campeão desde que venceu Goldberg na Wrestlemania 33, Brock Lesnar não defendia o WWE Universal Championship regularmente. No episódio de 19 de junho do Monday Night Raw, Roman Reigns autoproclamou-se candidato principal pelo título no SummerSlam. Nessa mesma noite, Strowman regressou após lesão e custou a Reigns um combate contra Samoa Joe, desafiando-o para um Ambulance match no Great Balls of Fire.
Nesse PPV, Lesnar bateu Samoa Joe pelo título e Strowman derrotou Reigns, ainda que o The Guy tenha acabado por trancar depois Strowman na ambulância e destrui-la com ele lá dentro.
Posto isto, na noite seguinte Roman Reigns reiterou que queria defrontar Lesnar pelo título no SummerSlam, mas Lesnar disse que Reigns não merecia. Joe também reclamou uma nova oportunidade e por isso o General Manager do Raw, Kurt Angle, marcou um combate entre Joe e Reigns para a semana seguinte para determinar o candidato principal, mas o combate terminou em No Contest devido à interferência de Braun Strowman, que atacou os dois lutadores.
Perante tal impasse, Kurt Angle acabou marcar um Fatal 4-Way match pelo título para o SummerSlam. No entanto, Brock Lesnar e o seu advogado Paul Heyman contestaram a decisão, uma vez que assim The Beast não teria de ser derrotado para perder o cinturão, e asseguraram que Lesnar abandonaria a WWE se fosse outro lutador a sair campeão.





1 comentário:

  1. Boa lista, mas falta mais combates aí da Attitude Era & Ruthless Aggression Era e menos da Kids Era

    Rock vs Triple H, Ladder Match, 1998
    Brock Lesnar vs The Rock, 2002
    Shawn Michaels vs Triple H, Unsanctioned Match, 2002
    etc...

    ResponderEliminar

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.