Ultimas

WWE TLC 2018 | Preview


A WWE apresenta o seu último PPV do ano de 2018, no qual na grande maioria dos combates, é quase garantido que se envolva cadeiras, escadas e mesas serão utilizadas... é mais uma edição do TLC, no qual como grande destaque teremos a defesa do WWE Championship, em que o novo campeão Daniel Bryan defende contra o antigo campeão AJ Styles num combate que promete ser pessoal.

Para além disso, teremos também a defesa do Intercontinental Championship, no qual o campeão Seth Rollins defende contra o seu antigo parceiro Dean Ambrose e ainda a defesa do Smackdown Women's Championship, em que pela primeira vez teremos um "Tables, Ladders and Chairs Match" entre as mulheres, no qual Becky Lynch defende contra Charlotte Flair e Asuka! Tudo isto e muito mais...

Os combates confirmados para o evento são os seguintes:

CARD

WWE Championship Match
Daniel Bryan © vs. AJ Styles

TLC Match
Se Braun Strowman ganha, terá uma oportunidade pelo WWE Universal Championship no Royal Rumble 2019
Se Baron Corbin ganha, passará a ser o efetivo General Manager do RAW
Braun Strowman vs. Baron Corbin

WWE Intercontinental Championship Match
Seth Rollins © vs. Dean Ambrose

SmackDown Women’s Championship
Tables, Ladders and Chairs Match
Becky Lynch © vs. Charlotte Flair vs. Asuka

RAW Women’s Championship Match
Ronda Rousey © vs. Nia Jax

SmackDown Tag Team Championships
Triple Threat Match
The Bar (Sheamus & Cesaro) vs. The New Day (Kofi Kingston, Big E. & Xavier Woods) vs. The Usos (Jimmy & Jey Uso)

Tables Match
Natalya vs. Ruby Riott

Singles Match
Finn Bálor vs. Drew McIntyre

Guitar on a Ladder Match
Elias vs. Bobby Lashley

Chairs Match
Rey Mysterio vs. Randy Orton

WWE Cruiserweight Championship Match
Buddy Murphy © vs. Cedric Alexander

Finais do Mixed Match Challenge (2ª Temporada)
Quem vencer, ambos os membros entrarão com o número 30 no "Royal Rumble Match" masculino e feminino
R-Truth & Carmella vs. Jinder Mahal & Alicia Fox

PREVIEW



Finais do Mixed Match Challenge (2ª Temporada)
Quem vencer, ambos os membros entrarão com o número 30 no "Royal Rumble Match" masculino e feminino
R-Truth & Carmella vs. Jinder Mahal & Alicia Fox

Pedro Barbosa – Portanto, deixa ver se percebi bem… Este combate, entre as duas equipas que eram claramente favoritas à vitória no início do Mixed Match Challenge, vai oferecer três recompensas:
  • 1ª: A equipa vencedora terá umas férias pagas para um destino à sua escolha! Bem, se for o R-Truth a escolher, assumo que escolha o Havai e apanhe o avião para Bruxelas… O Jinder ia para a Índia, obviamente, levando os irmãos cantantes (“Sing”(h) Brothers) com ele, em direção ao bacanal…
  • 2ª: Para além destas estupendas férias, quem vencer terá o privilégio de ser o nº30 na Royal Rumble feminina e masculina! Mais uma vez, se o R-Truth e a Carmella vencerem, não me espantava de entrarem os dois juntos como nº30 na Royal Rumble feminina, de modo a que a Royal Rumble masculina tenha alguém credível a sair dessa posição, como o Hornswoggle, por exemplo…
  • 3ª: Esta recompensa é oferecida aos fãs! Nunca vi tanta excitação no ar! Bem, talvez para ver a Carmella, isso é compreensível, ou até os mamilos do Jinder Mahal. A única coisa mista que se vai formar no decorrer deste combate vai ser a tosta mista que vou preparar na cozinha enquanto este recital de Wrestling segue o seu caminho!
Não consigo suster tanto entusiasmoooooooooooooooooooooooooooooo!

Vencedores: R-Truth e Carmella

Carlos Reis – A questão predominante deste combate é, porque razão que vamos ter uma final destas num PPV?

Tirando esse pequeno pormenor, gostei bastante desta season 2 do MMC, muito pelo estilo house show e liberdade que é dada aos lutadores. Tivemos bons combates, imensos momentos de comédia e interação com o publico. Em suma, algo que falta por vezes nos episódios de Raw e Smackdown. Afinal o Wrestling é para entreter certo?

Quanto ao combate em si, digamos que estou muito, mas muito interessa……. ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Ah, desculpem, adormeci.

Em suma, não gosto da ideia de quem ganhar este combate entrar em número 30, preferia antes que simplesmente ganhassem um lugar na Royal Rumble.

Vencedores: R-Truth e Carmella



WWE Cruiserweight Championship Match
Buddy Murphy © vs. Cedric Alexander

Carlos Reis – Ora ora ora, cá temos os nosso dois amigos, o Buddy e o Cedirc.

Bem, o que dizer deste combate? Existem 2 possibilidade aqui, a primeira é saber se vão ter tempo ou se serão apenas um combate WC. A segunda é perceber como funcionará o Cedric quando se trata de perseguir um título.

Se lhes derem tempo e espaço para trabalhar, acredito que têm de todo para fazerem desde Singles Match um dos, se não mesmo o melhor combate da noite.

Sim, vamos ter muitos dives para fora do Ring, joelhos na cabeça de todas as formas e feitios. Vamos ter o Cedric a ser Cedric e a vender os golpes à Shawn, ou seja, de forma muito, mas muito exagerada.

No entanto, a minha aposta vai para o que o Buddy fique com o titulo pelo menos até a Wrestlemania.

Vencedor: Buddy Murphy (AINDA CAMPEÃO)

Diego Meira – Já foi citado antes, mas se pudermos estabelecer um paralelo entre o calendário histórico e o tempo de vida do 205 Live, é completamente correto dizer que ele se define como antes e depois da chegada de Buddy Murphy.

O atual campeão tem sido uma das maiores atrações da brand roxa, arrancando combates sensacionais contra qualquer que seja seu oponente (ainda me lembro da surpresa de ouvir chants de “205” em sua primeira luta contra Kalisto, meses atrás), e esta sua rivalidade com Cedric Alexander apenas coroou sua passagem no 205 Live.

Cedric perdeu o cinturão para Murphy no Super Show-Down, na casa do australiano, porém manteve um ritmo bastante forte e positivo nesse período que antecipou sua revanche.

Claramente, não se deve esperar que ele vá facilitar de alguma forma a vida do rival, mesmo que ele esteja acompanhado por Tony Nese.

O resultado desta luta, entretanto deve favorecer Buddy. Cedric já demonstrou enormes qualidades como campeão, mas acredito que o próximo detentor (mais que merecido) do CW Title será Mustafa Ali.

Portanto, é preferível manter um heel como campeão, e nesse caso, apostarei em retenção por parte de Murphy.

Vencedor: Buddy Murphy (AINDA CAMPEÃO)



Chairs Match
Rey Mysterio vs. Randy Orton

Fábio Santos – A história à volta disto tem a ver com Randy Orton querer retirar da WWE todos aqueles lutadores que já não deviam estar no ativo há muito tempo e isso começou com Jeff Hardy e agora passou para Rey Mysterio, tornando a rivalidade mais pessoal com o retirar da máscara.

Mysterio, sempre o "underdog" que foi, conseguiu vencer Orton durante o torneio no Crown Jewel e isso deixou Orton ainda mais furioso, levando a vários ataques nos Smackdowns a seguir... sendo que agora no TLC teremos um "Chairs Match" em que podem-se utilizar cadeiras neste combate, espero que seja um bom combate entre os dois veteranos.

No entanto, acredito que Orton levará desta vez a melhor neste combate, sendo que Orton poderá usar a cadeira a seu favor várias vezes.

Vencedor: Randy Orton

Miguel Lima – “The Viper” Randy Orton enfrenta o mascarado Rey Mysterio em uma “Chairs Match” em uma rivalidade que dura já desde o Crown Jewel e que se espera ter um fim agora no TLC.

No Crown Jewel, Rey Mysterio defrontou e venceu Randy Orton em um combate valido pelo “World Cup Tournament” onde Randy Orton, obsecado com a derrota, ataca Rey Mysterio. O tempo passou, e ambos se encontraram em um combate no SmackDown, e foi então que Randy Orton cometeu o maior desrespeito possível com um Luchador, retirou-lhe a mascara da cara e ostentou-a como uma vitória, e Rey, muito irritado, no ultimo SmackDown ataca Randy Orton com uma cadeira e assim oficializa o combate de ambos para o TLC com uma Chairs Match.

Acho que vai ser um combate muito interesante entre dois veteranos que têm tudo para nos dar um bom combate, e se de um lado temos o melhor luchador que já passou na WWE, do outro, temos um grande lutador que já provou tudo o que tinha a provar a seu respeito, principalmente quando é “hell”.

Mas apesar de Randy Orton vir de uma excelente fase e vencendo todas as suas rivalidades acho que Rey Mysterio vai levar a melhor, e depois ira para a rota do título americano (ate porque o nakamura como campeão... enfim).

Vencedor: Rey Mysterio



Guitar on a Ladder Match
Elias vs. Bobby Lashley

Jorge Vieira – Em termos de combate em si, irá ser, na minha opinião, um combate pouco interessante, com Bobby Lashley a dominar Elias durante grande parte do mesmo.

A história em si tem sido bem contada desde há umas semanas, com Lashley a sair sempre por cima nos episódios semanais, mas acho que desta vez, nem com a ajuda de Lio Rush, Lashley irá sair por cima. Dou a vitória a Elias, porque sinto que neste momento é a ameaça mais credível dos dois.

Vencedor: Elias

Pedro Sousa – Tendo em conta o que tenho visto nas passadas semanas desta rivalidade, acho que o Elias vai vencer este combate. 1º porque tem uma guitarra envolvida, 2º Não me parece que estejam a por o Lashley pronto para uma luta importante no futuro, seria incrível era ver o Elias tocar a Wonderwall após o derrotar.

Acho é estranho o facto de terem de escalar um escadote (de aço) para ir buscar uma guitarra (de madeira).

Vencedor: Elias



Singles Match
Finn Bálor vs. Drew McIntyre

Chris JRM – Está aqui um combataço mas parece que mal se nota. Porque chega aqui com uma construção desajeitada, que acusa o verdadeiro problema actual do Raw.

Eu não acho que esteja assim tão intragável como se vem a dizer, acho é que tem imenso potencial que em vez do aproveitamento, vê a total desorganização, de uma maneira que o Smackdown já não tem e anda a metê-lo num bolso. O potencial está naquela supremacia Heel, o jogar sujo mesmo à cara podre e com vilões fortíssimos. Está perfeito para se viver um autêntico clima de terror, que... Simplesmente não se sente.

Um dos seus principais e melhores factores é este Drew McIntyre, que está a ser um Heel de topo estupendo. Mas... Para que lado o viram? Começou a intensificar-se a rivalizar com Braun Strowman, meteu-se na alhada aqui com Finn Bálor e entretant já se meteu em feud com Dolph Ziggler.

Para o TLC, para o pay-per-view, para o culminar ficou um grande combate entre dois grandes Superstars... Que podia bem ser um combate do Raw. Um rematch, mesmo. Nem estipulação leva. O combate tem que se safar por si só e não pela sua construção. Felizmente tem os performers para isso e Bálor e McIntyre têm que dar aqui o litro.

Lá está, felizmente são de confiança para isso. Mesmo que nem roube necessariamente o show porque a malta quer é ver cadeiradas, corpos a cair de escadas e mesas a partir. Pode sorrir a vitória para qualquer um e fico muito bem com qualquer uma das possibilidades mas acredito que esta deva ser para o Drew. Ele deve manter-se imparável, por muito que custe ver Finn a perder, e em direcção ao topo que já lhe é merecido há um tempito. Bálor também para lá vai mas é como underdog, tem que ir levando na boca. Já Drew, é como Heel de topo, uma locomotiva imparável e viciosa.

Tem que atropelar uns quantos underdogs. Acredito que a contagem continue aqui, com o solavanco Ziggler já redimido.

Vencedor: Drew McIntyre

Tomás Cunha – Este é o local perfeito para o Drew McIntyre conseguir uma vitória no seu caminho rumo ao topo da montanha da WWE, mas contra o adversário errado.

O Finn Bálor é um excelente lutador que ao longo destes últimos dois anos nada tem feito exceto uma rivalidade longa e confusa com o Bray Wyatt, e sem dúvida alguma deveria estar noutro lugar neste PPV.

Este combate tem tudo para ser um fantástico combate, dado que se tratam de dois dos melhores do plantel atual do RAW. O vencedor não deve sequer ser colocado em causa, independentemente de haver interferência do Dolph Ziggler ou não.

Drew vence, segue a sua vida e esperemos que o pobre Finn Bálor tenha algum papel interessante nesta Road to WrestleMania, mas não se surpreendam se ele não passar de um corpo na Battle Royal do André the Giant…

Contudo, poderia perfeitamente estar aqui um Apollo Crews ou alguém do género no lugar do Finn Bálor.

Vencedor: Drew McIntyre



Tables Match
Natalya vs. Ruby Riott

Chris JRM – Um clima de terror a pairar sobre o Raw com domínio Heel, que não está a ser nadinha bem feito, mantém-se desorganizado e com pouco efeito.

Têm o material para fazer muito melhor mas falta pica naqueles vilões. Mas, além de Drew McIntyre, tenho que destacar alguém como melhor Heel naquele sítio actualmente. Ruby Riott. Sem medo de descer baixo e com violência e fisicalidade a completar o pacote, também é ela que vejo realmente a cumprir o clima de terror e insegurança que devia haver sobre todo o plantel.

De facto, não me lembro de quando tenha sido a última vez que a Natalya tenha competido, sem encrencas. Nunca está segura, não tem sossego, é sempre atacada pelas Riott Squad e é aí que vejo a coisa bem feita, como devia estar com o resto.

Mandar Natalya por uma mesa porque está a chegar a época festiva e ainda acrescentar aquele insultozinho final com a mesa de Jim Neidhart está tudo pronto para um combate pessoal e cheio de heat. Querem ver que um dos combates mais bem construídos no lado vermelho deste evento é este? Reparem, é mesmo. Quanto ao combate, tem que singrar na psicologia e saber entusiasmar verdadeiramente.

Quanto à vitoriosa, eu sei que uma história destas devia culminar com Natalya a conseguir paz e a ter a sua redenção emocional ao fazer a responsável pela sua tormenta pagar.

Mas... Se calhar para já não. Sou muito apologista do bom Heel, com uma boa edge, ser imparável e ganhar isto depois do que ela andou a fazer seria enorme para Ruby Riott e as suas Riott Squad. Para Natalya conseguir algum gozo, redenção e momento "feel good," ainda há condições: não tem que se partir uma mesa só; o jogo de número vai obviamente entrar. Ela pode muito bem mandar Liv Morgan e Sarah Logan por uma mesa cada uma e tentar o mesmo com Ruby por tempo suficiente até que as duas intrusas recuperem e auxiliem para que sejam necessárias três para realmente fazer Natalya atravessar uma mesa.

Mesmo que eu tenha mais costelas a acreditar que Natalya ganhe, vou avançar com essa... Preferência, chamemos-lhe assim.

Vencedora: Ruby Riott

Fábio Santos – Durante semanas que temos visto as Riott Squad a ganhar um papel interessante como um grupo... lembram-se há um ano atrás quando diziam que as Absolution (Paige, Sonya Deville e Mandy Rose) iam ser o grupo a observar em 2018 e que mais facilmente as Riott Squad iam-se separar? Bem, estamos no ano de 2018 e o contrário aconteceu.

Também verdade seja dita que ninguém esperava que Paige se retirasse do wrestling, mas pronto isto não é o ponto principal... a Natalya vai ter mais um "Tables Match" no WWE TLC e arrisco a dizer que foi este tipo de combate que marcou a carreira de Natalya em 2010.

Ruby Riott precisa de uma vitória importante para se credibilizar e para também tornar o grupo dela mais forte e acredito que esta seja a altura perfeita para tal, pois Natalya é uma veterana já com mais de uma década de experiência na WWE e nesta fase, está mesmo lá para ajudar as mais novas a subir na WWE, no entanto sendo uma rivalidade mais pessoal por causa das Riott Squad gozarem com o pai de Natalya, o resultado pode mudar e é por isso que aposto na Natalya a ganhar, contra todas as expetativas.

Vencedora: Natalya



SmackDown Tag Team Championships
Triple Threat Match
The Bar (Sheamus & Cesaro) vs. The New Day (Kofi Kingston, Big E. & Xavier Woods) vs. The Usos (Jimmy & Jey Uso)

Diego Meira – Mesmo que seja um tanto repetitivo ter essas três equipes competindo novamente pelos títulos de duplas, sabemos que essencialmente a divisão de tag team do Smackdown se resume a eles.

New Day, Usos e The Bar já se enfrentaram múltiplas vezes, em combate que se tornaram clássicos instantâneos, e já marcaram, cada qual, seu nome na história da WWE.

Dessa vez, teremos uma Triple Threat pelos cinturões, e acredito que vá ser tão entretida quanto as demais lutas que já proporcionaram.

Em termos de vencedores, acho que já deve ser hora de termos uma troca de títulos. Os Bar mantiveram um bom reinado, mas de certa forma seu booking me faz ver os cintos de forma um pouco menos valorosa, o mesmo em termos da New Day.

Assim, estarei esperando que os Usos saiam com os títulos, pois como suas gimmicks são um pouco mais sérias no momento, e como já estão há algum tempo sem manter os cinturões em sua posse, eles podem ser aqueles a serem mais favorecidos com a vitória.

Vencedores: The Usos (NOVOS CAMPEÕES)

Jorge Vieira – Para mim, vai ser o combate que irá roubar o show, juntamente com o combate pelo Título de Cruiserweight. Sendo que os Usos e os New Day já nos têm oferecido combates de excelente qualidade, juntando a enorme qualidade de Sheamus e Cesaro, este combate tem tudo para ser completamente espetacular.

No fim, não interessa quem ganha, porque sairemos todos vencedores. Mas, como isto é um preview e tenho que escolher um vencedor, o que faria mais sentido neste momento era os vencedores serem os Usos, porque são neste momento quem precisa mais de um motivo para aparecer na televisão, e uma feud com os The Bar era a rivalidade ideal para as duas equipas.

Vencedores: The Usos (NOVOS CAMPEÕES)



RAW Women’s Championship Match
Ronda Rousey © vs. Nia Jax

Diego Meira – Apesar de ser um defensor da notoriedade que está sendo dada às divisões femininas, acho que o fato deste combate ainda acontecer é bastante estranho, especialmente dadas as condições em que se encontra a rivalidade.

Nia Jax realizou um turn após ganhar esta title shot no Evolution, aliando-se à prima Tamina Snuka e dando as costas a Ember Moon e todos os fãs. Mais do que isso, passou a se gabar de todas as formas do botch horrendo que cometeu, e que afastou Becky Lynch do Survivor Series e do esperado combate contra Ronda Rousey.

E falando em Ronda, ela ainda deve se recordar da surra aplicada por Charlotte Flair no SS, que apesar de lhe garantir a vitória, acabou a desmoralizando em frente ao roster da brand vermelha. Agora sendo vista como um ser humano, Rousey precisa de estratégias de luta mais eficientes para conseguir manter seu cinturão. Ou ao menos era o que eu esperava que fosse acontecer.

Como sabemos, é um marketing nada positivo que uma desafiante ao título e ex-campeã fique se vangloriando de machucar legitimamente uma colega. E como nada ainda foi dito por parte da WWE em termos de punição, fica claro que Jax irá perder o combate para quitar seu débito pelo erro naquele Raw pré Survivor Series.

Assim, sabendo que o booking já está mais que definido, vejo como clara a vitória de Ronda. E caso o contrário ocorra e ela perca seu título, então teremos a confirmação de que o que vale nessa divisão é compartilhar o sangue de uma certa estrela eletrizante.

Vencedora: Ronda Rousey (AINDA CAMPEÃ)

Pedro Sousa – Bem, não me acredito que será um squash match, mas a Rousey irá vencer com muita facilidade.

As promos horríveis da Nia mais o facto de esta não precisar da vitória para se impor como heel, visto que os fãs já a odeiam bastante, acho que a Rousey irá vencer e talvez dominar a maior parte do combate.

Vencedora: Ronda Rousey (AINDA CAMPEÃ)



SmackDown Women’s Championship
Tables, Ladders and Chairs Match
Becky Lynch © vs. Charlotte Flair vs. Asuka

Miguel Lima – “The Man” na busca de uma oponente digna de a enfrentar, volta a não ter escolha e é Paige, que mais uma vez, volta a colocar Charlotte Flair no caminho de Becky Lynch, mas com algo a mais, desta vez enfrentam-se em uma TLC Women’s Match, a primeira da história.

Revoltadas, todo o restante “roster” feminino vem exigir uma oportunidade pelo título, onde Paige decide marcar um Battle Royal onde a vencedora irá enfrentar Becky e Charlotte pelo título.

E então a estrelinha de Asuka volta a brilhar, e tal como no Royal Rumble, na beirada do Ringue, esta vence a Battle Royal eleminando, desta vez, Sonya Deville e juntando-se assim a Becky & Charlotte no TLC.

O VERDADEIRO MAIN-EVENT

Pessoalmente acho que este combate tem tudo para ser ainda melhor do que o que nos foi presenteado no Evolution por Charlotte & Becky (melhor combate feminino da história na minha opinião) por dois simples motivos: 1 porque desta vez temos Asuka ao barulho, o que vem trazer ainda mais qualidade a esta rivalidade, 2 a própria estipulação, uma TLC match que com estas três senhoras tem tudo para ser um combate do outro mundo!

Charlotte não deve ganhar pois como já mencionei em outras preview’s, o seu 8º título deve estar reservado pra um palco maior (Main-Event da WrestleMania?). Por isso a disputa deve ser mesmo entre Asuka e Becky, e acredito que se for Asuka a ganhar devie deve ir para o Raw para enfrentar Ronda Rousey, mas devido ao Hype esta vem tendo como campeã deve ser mesmo Becky a levar a melhor...

Vencedora: “The Man” Becky Lynch (AINDA CAMPEÃ)

Tomás Cunha – Caso este combate não seja o main event do TLC, confesso que terei dificuldades em compreender o porquê.

Depois de um ano sem fazer nada, a WWE finalmente lembrou-se que a Asuka existe e que é uma das melhores lutadoras, masculino ou feminino, no atual plantel de toda a WWE.

A meu ver, este vai ser mais um combate em que as mulheres vão demonstrar que realmente merecem o destaque que têm tido neste ano, e este combate servirá para começarem a preparar a história rumo à WrestleMania 35.

Na minha opinião, esta é a altura perfeita para a Asuka vencer. Consigo ver a Becky a reter aqui e o título e a perdê-lo para a Asuka no próximo mês, mas acho que depois de tantas derrotas a Asuka merece vencer o título no domingo.

Depois deste memorável combate, a Becky vence a Royal Rumble e começa a preparar o seu combate com a Ronda Rousey pelo RAW Women’s Championship na WrestleMania 35. A Asuka defende contra a Charlotte na WrestleMania no combate do SmackDown.

Vencedora: Asuka (NOVA CAMPEÃ)



WWE Intercontinental Championship Match
Seth Rollins © vs. Dean Ambrose

Pedro Barbosa – Um dos combates mais esperados deste PPV, que tem como propósito principal transitar Seth Rollins para o Main-Event do Raw... Depois de meses e meses de espera e devido à doença de Roman Reigns, Ambrose fez, finalmente, o seu tão aguardado heel turn.

Os fãs rejubilaram e ansiavam o que poderia fazer Dean neste papel. Talvez trazer um pouco de Jon Moxley à WWE, sem os cortes estúpidos na cara claro… As primeiras semanas foram promissoras, com uma personagem muito sombria, fria, calculada, algo que a WWE está a necessitar bastante.

No entanto, com o passar das semanas, temos visto um Ambrose mais gozão, o que, na minha opinião, só desvaloriza as razões do seu heel turn e fazem dele mais um no roster. Veremos o que irá suceder daqui para a frente quando vencer este combate, tornar-se campeão intercontinental e veremos também o que será de Seth Rollins, entre ele e AJ Styles sairá o próximo a desafiar pelo título Universal na Wrestlemania…

Vencedor: Dean Ambrose (NOVO CAMPEÃO)

Tiago Cervantes– Depois de 2 anos, a rivalidade entre irmãos está de volta e com a possibilidade de terem o melhor combate da noite. Estes dois sempre foram show steallers em PPVs e eu acredito que hoje não vai ser diferente.

Na minha opinião, o Ambrose devia ganhar este combate para o Seth poder ir para a main event scene.

Vencedor: Dean Ambrose (NOVO CAMPEÃO)



TLC Match
Se Braun Strowman ganha, terá uma oportunidade pelo WWE Universal Championship no Royal Rumble 2019
Se Baron Corbin ganha, passará a ser o efetivo General Manager do RAW
Braun Strowman vs. Baron Corbin

Carlos Reis – A existência deste combate e até mesmo a ideia criativa por trás do mesmo explicam bem o estado lastimável por onde o Raw tem andado.

Esta rivalidade vem a ser construída desde que o Roman se ausentou para, de alguma forma, colocar o comboio Strowman face de volta a andar. Mas qual é realmente o problema aqui?

Se a ideia é que o Strowman seja dominante e demonstre a capacidade de tirar o título ao Lesnar, então seria de esperar um Squash. Coisas que não vai acontecer, sendo isto um combate TLC.

Faz sentido que este dois tenham um combate TLC e o Dean vs Seth seja normal? Para mim faz. Até porque o Dean vs Seth está a começar e eu espero que esta realidade Baron vs Strowman acabe aqui.

Mesmo assim, o que eu espero é um Strowman dominante, com o Corbin a perder de forma limpa e muito clara. Com uma derrota assim acredito que a Alexa seja a próxima GM do Raw.

Vencedor: Braun Strowman (CANDIDATO PRINCIPAL AO WWE UNIVERSAL CHAMPIONSHIP)

Fábio Santos – Honestamente já não sei que diga sobre esta rivalidade, porque Braun está ausente do Raw e Baron é quem tem feito as "promos" de provocação ao monstro, que ainda não se sabe se veremos ele a competir no PPV ou não...

Tantos cenários que podem surgir, substituição do Braun para alguém enfrentar Baron Corbin (como o caso de Bray Wyatt ou outro qualquer), Baron a ganhar via desistência e não comparência do adversário para dar mais "heat" e o Mr. McMahon aparecer no dia a seguir e mandá-lo às favas. Só sei é que isto está uma bola de neve que tem de acabar brevemente.

Tendo em conta que os ratings do RAW andam num nível mesmo muito baixo em tantos anos de televisão, algo tem de se fazer e não é uma presença do presidente a prometer mudanças ou o John Cena vir dar cabo do Corbin que vão ganhar mais por isso...

Portanto se realmente querem tornar este combate numa realidade, metam o Braun a ganhar (seja a aparecer ou alguém a substituí-lo) porque senão vai continuar tudo na mesma! E tenho dito...

Vencedor: Braun Strowman (CANDIDATO PRINCIPAL AO WWE UNIVERSAL CHAMPIONSHIP)



WWE Championship Match
Daniel Bryan © vs. AJ Styles

Miguel Lima – “The New” Daniel Bryan irá defrontar AJ Styles num combate válido pelo WWE Championship.

Faltava uma semana para o Survivor Series e tudo parecia apontar para uma luta entre Campeões com AJ Styles a representar SD com WWE Champion, mas este comete o “erro” de mencionar o nome de Daniel Bryan, que descontente vem ao ringue avisar AJ para não voltar a mencionar o seu nome (pois não devemos mencionar o nome das pessoas em vão...) ou levaria um murro na cara, e então AJ põe-se a jeito e volta a mencionar o nome de Daniel Bryan, que muito descontente parte para cima deste, mas Shane rapidamente intervém e separa ambos.

E como castigo de AJ Styles ter mencionado o nome de Daniel Bryan “em vão” Shane marca um combate valido pelo título de Aj Styles, e então Miz como de costume usa um golpe baixo para derrotar AJ e ganhar o título... não... espera... não era o Miz, era o Daniel Bryan meu povo.

O "Novo" Daniel Bryan que acabava de vencer o WWE Championship com um golpe baixo (que Nakamura lhe ensinou a executar na perfeição). E depois vieram trocando farpas, blá, blá, blá... Eu acho que este "heel turn" de Daniel Bryan esta a ser um sucesso por dois motivos:


    • 1º Porque quando ele “virou” ganhou logo o título Mundial
      2º Porque ele era talvez o mais amado do público, e se há coisa que ele conseguiu, foi transformar todo esse amor em odio, coisa que não é muito fácil, pois a Becky Lynch, por exemplo, quando virou ficou ainda com mais amor o que não é suposto em um hell (mas todos amamos a Becky certo).

  • Resumindo acho que o Daniel Bryan não vai perder este título tão cedo, e o AJ Styles ao fim de mais de um ano de reinado faz falta uma pausa do título e deve ser mesmo o “The New” Daniel Bryan a levar a melhor!

    Vencedor: "The New" Daniel Bryan (AINDA CAMPEÃO)

    Tomás Cunha – Esta desforra do AJ Styles contra o “novo” Daniel Bryan pelo WWE Championship no TLC tem tudo para ser um dos melhores combates da noite, senão mesmo o combate da noite.

    O Daniel Bryan tem tido um papel interessante nas últimas semanas, a sua nova personagem é curiosa e na minha opinião é extremamente cedo para lhe tirarem o título.

    O Bryan, desde que ganhou o título ao AJ há aproximadamente um mês, tem tido uma evolução notável enquanto que o AJ, por outro lado, pouco tem aparecido no SmackDown LIVE e, depois do grande reinado que teve, deverá partir para uma nova história depois deste combate espetacular (à partida).

    Vencedor "The New" Daniel Bryan (AINDA CAMPEÃO)




    PS: Não esquecer que, daqui por umas horas começará a transmissão ao vivo do WWE TLC 2018, que contará com o habitual "chat" para podermos conversar e as "streams". Bom PPV para todos!

    1 comentário:

    O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

    Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

    Com tecnologia do Blogger.