Ultimas

DezTaques da Semana (21.06.2015 - 27.06.2015)



Bem-vindos a mais uma semana que conclui e à sua devida revisão, o DezTaques da Semana. Mais uma vez, houve wrestling para satisfazer essa nossa necessidade e nunca temos semanas paradas. Dá muito bem para destacar o que de melhor, mais marcante e às vezes até o pior se passou.

Ainda esta noite temos mais um Slammiversary e muita coisa aconteceu na companhia antes da sua chegada. Mas olhemos para o que aconteceu por todo o lado:

10 - Owens em feud com toda a gente, com certeza


Principal destaque do NXT foi o seu Campeão, Kevin Owens, a armar estrilho com toda a gente. Como principal suspeito do ataque que lesionou Hideo Itami, teve que ir ao ringue justificar-se perante o lutador Japonês. E a aproveitar para mandar a boca para Finn Bálor, que enfrentará no evento especial no Japão. E conseguiu chamá-lo quando ameaçou realmente atacar Itami. Mas como esta festa tem muitos convidados, teve que vir Rhyno interromper a "rampage" de Bálor e marcar um rematch para essa noite. Que ficou marcado também por Owens a ser hilariante na mesa de comentários e a levantar-se para ajustar contas com o lutador Irlandês. Com Rhyno, ficou uma situação 2-on-1 até chegar, claro, Samoa Joe, outro dos trinta ou quarenta rivais actuais de Kevin Owens. Já se sabe que isto vai dar mais molho e que vai ser do bom.

Nota: Owens e Rhyno a trabalhar juntos. Reunião dos SCUM já aqui!
Nota2: Todos continuamos a adorar o Hideo Itami mas isso não quer dizer que tenhamos entendido o que raio ele queria dizer ao início da sua promo. E a plateia não tem problemas em demonstrar a sua perplexidade e falta de compreensão. Da mesma forma que todos adoramos Enzo e Cass mas a plateia deixou bem claro que a piada que Cass tentou saiu bem ao lado. Mas nós perdoamos todos.
Nota3: Entretanto o Owens engasga-se e salva que nem um senhor!

9 - Brincar aos cházinhos


Novidade: o Bray Wyatt é tolo varrido. Se ainda não sabiam, aprendem-no agora ao acompanhar a sua rivalidade com Roman Reigns que, a partir de um mero combate anterior, tornou-se a rivalidade mais pessoal da actualidade. Já envolve a paternidade de Reigns e Wyatt não se cansa de fazer referências a um já antigo vídeo de Reigns a brincar com a filha numa pequena "tea party". Foi com essa brincadeira que interrompeu o combate de Reigns com Sheamus - que por acaso até estava a ser melhor que o que toda a gente esperava - e fez o recente headliner da Wrestlemania partir para backstage à procura de uma situação que parecia ter a pobre filha como refém. Afinal era só uma sala repleta de imagens de Roman Reigns a dizer "Anyone but you", o que indica que a nova gimmick de Wyatt é ser uma larga porção dos fãs durante a "Road to Wrestlemania". Repete-se a brincadeira da mensagem no Smackdown, o que obrigou Reigns a sair da arena por expulsão e o combate já avança em direcção ao Battleground. Conseguiram fazer uma feud tirada do nada começar a tornar-se interessante. E há joguinhos de chá envolvidos.

Nota: Eu bem digo. Com os problemas que Wyatt tem com paternidade - ele mesmo sendo um pai mas façamos de conta que isso não existe - uma rivalidade com Titus O'Neil é para Wrestlemania!

8 - Há objectos, há corpos, há títulos vagos


Já vai nos 4. As "Best of 5 Series" continuam e é cada combate melhor que o anterior. Desta vez, graças a uma vitória one-on-one de Eddie Edwards sobre Bobby Roode, os Wolves seleccionaram um Full Metal Mayhem para 4º combate. Por pin porque ainda não havia nada para ir lá acima buscar. E o combate foi estupendo. E sentia-se o desespero dos Dirty Heels em vencer este combate. Era essa a obrigação. Estavam para trás por 2-1. Sem necessitar de recorrer a tácticas matreiras porque o combate já permitia que tudo fosse feito e que não existissem limites, os Dirty Heels utilizaram as regras que dariam vantagem aos Wolves - em teoria, visto que já venceram um contra lendas do combate e foram eles que o escolheram - a seu favor e viraram as coisas. Literalmente até, devido à natureza do pin em questão. O último combate destas fantásticas séries também terá uma estipulação que será definida no Slammiversary e nós aqui a mal conseguir esperar. E porque os títulos também já estão a apanhar frio.

Nota: Sempre achei que o mais lógico fosse o quinto combate acontecer no Slammiversary. Em vez disso, no PPV haverá um novo one-on-one (entre Austin Aries e Davey Richards que nem ROH há uns anos) para definir a culminação no episódio seguinte do Impact Wrestling. Torna-se mais um dos (demasiados) combates que se desenvolvem no PPV para culminar em TV. Quando é um PPV a vender algo em TV, temos que estranhar e achar que alguma coisa não parece estar bem...

7 - X Division já tem representante!


Após os combates de qualificação no episódio especial do Impact Wrestling, o "Destination X", tínhamos três competidores já prontos para disputar a final. Mais um bom combate para o Slammiversary. Só que não, faz-se já e o Slammiversary fica sem X Division. è novamente aquela construção distorcida mas dando uma de New Day e vendo positivismo, é algo que enriquece este Impact Wrestling. Low Ki, ex-Campeão, Tigre Uno e o hilariante Grado foram os finalistas a disputar o título. Infelizmente, Grado foi o primeiro a ir, devido às regras de eliminação, deixando a derradeira competição para os lutadores mais sérios. Talvez muitos pendessem para Low Ki por questões de segurança, que o cinto fosse para um competidor que já o conhece bem e que tenha mais notoriedade e dê visibilidade à X Division. Mas afinal até ficamos a saber que, não só eles preferiram premiar um novo Campeão, como Low Ki já não passava daquele dia na companhia. Tigre Uno é o novo X Division Champion e espera-se competição excitante por aquele título como já é costume. Encontrará o Cruz?

Nota: Nova entrada nos BDC. Mas saída de Low Ki. Uma substituição não afecta o tal "numbers game". Ainda por cima eles já tinham ficado sem Samoa Joe.

6 - Nova medalha


Continua a lutar-se por medalhas no Lucha Underground e continua a fazer-se loucuras com combates que tenham múltiplos competidores. Até eram para ser cinco mas o Pentagón Jr. quis armar estrilho e já queria brincar com o Vampiro. É possível que se dê um retorno do veterano aos ringues no Última Lucha. Ficaram quatro a competir, sendo eles Cage, The Mack, Aerostar e o tal Marty "The Moth" Martinez, de quem esperava que construíssem mais a sua entrada no templo. Mas já lá está, já compete, parece ter a sua piada e torna-se o segundo ex-Tough Enough da temporada anterior a integrar o templo. É claro que não podiam fazer um combate com baixos níveis de entusiasmo e um número reduzido de spots. Até porque este era um combate com uma larga percentagem de "gajos demasiado atléticos para aquele tamanho e corpo". No final, foi Aerostar a prevalecer sobre todos os outros e a arrecadar mais uma medalha. Mas a combates destes, dá-se medalhas a todos.

Nota: Eles já nem precisam de se esforçar com isso, mas até são capazes de arranjar novas maneiras de me tornar mais fã ainda do The Mack...

5 - Mais old school que o que parece


Na semana passada, Kurt Angle levou Ethan Carter III ao seu limite quando o fez enfrentar Lashley no main event do Impact Wrestling. Esta semana seria a vez de EC3 escolher o adversário de Angle. Tinha que lhe dificultar as coisas. Logo podia descartar imediatamente o Tyrus, o gorila de segurança mais fácil de derrotar de que haja memória. Foi buscar alguém também da velha guarda, alguém que Angle já conhece há anos mas que realmente não haja registo de historial juntos. Matt Hardy, recentemente pai e a repousar enquanto o irmão recupera de ser Jeff Hardy fora dos ringues, voltou à Impact Zone, não para fazer um favor a EC3, porque continua a gostar quase tanto dele como já gostou do Edge, mas sim para impor um desafio a si mesmo. Serviu-lhe de pouco, pois no final do combate já estava a fazer "tap out" para o World Heavyweight Champion. Que foi atacado de seguida por EC3 e Tyrus, até Matt Hardy o socorrer. Últimas imagens da transmissão mostram um futuro tremido para EC3: um "tap out" para o Ankle Lock!

Nota: Mais um estupendo main event para o Slammiversary: o World Heavyweight Champion, o Hall of Famer Kurt Angle defende o título contra o jovem promissor e ainda invicto Ethan Carter III, num grande combate em que alguém entra com algo a perder. Só que não, também fica para o próximo Impact Wrestling. Em PPV, EC3 faz equipa com Tyrus para enfrentar a aleatoriamente composta equipa de Lashley e Mr. Anderson porque sim. É mesmo um card complicado de digerir.

4 - Owens e Cena en Français


Estende-se a rivalidade entre John Cena e Kevin Owens. Sim, já dura há um tempito mas não, não nos importamos. Tem sido das melhores coisas do Raw e não há pecado a apontar a este Kevin Owens. Acho que este, nem que tentem, o conseguem estragar com a sua subida ao roster principal, como acontece com muitos - demasiados. No seu segmento no Monday Night Raw, Owens viu uma oportunidade de soltar todo o seu sangue Canadiano ao mandar umas bocas em Francês. O que já sabíamos e que devíamos estar à espera é de que Cena também sabe um pouco de Francês e respondeu à altura. Até lhe meteu outras línguas complicadas como o Redneck. Sim, é das coisas mais intensas que se possa imaginar, são dois gajos a discutir em Francês porque sim. Mas o raio dos gajos fizeram isso resultar. Mas nem foi o principal foco. Foi apenas o enfeite. O que aqui mais importa é o que ficou marcado para o Battleground: novo encontro, agora com o United States Championship em jogo! A coisa aquece!

Nota: O Cena sabe Mandarim. Usem essa informação como quiserem.

3 - Novo Candidato


As coisas pareciam sorrir para Drago. Mas quem não é muito de sorrisos nem de deixar outros sorrisos é Mil Muertes, assim como a bela Catrina que manda naquilo tudo. Foi um pouco à força que se formou este combate, com Catrina a obrigar Drago a colocar a sua candidatura ao Lucha Underground Championship em jogo contra Mil Muertes. Este seria o derradeiro. Daqui sai o adversário de Prince Puma no Última Lucha. E um combate destes não podia ser de fasquia baixa nem um combate qualquer de desenvolvimento normal. Nada de desqualificações, nada de fazer as coisas com jeitinho. É para partir, é para partir. E Mil Muertes levou isso à risca e bem que podia ter partido Drago ao meio, que não ficou muito longe. Saiu vencedor e já pôde trocar aqueles olhares com Prince Puma. Avizinha-se um tremendo main event para o Última Lucha!

Nota: E deve ser para Mil Muertes vencer. Esta sua história tem que ser para o manter indestrutível. E eu apoio isso, não só porque ele tem protagonizado dos meus combates favoritos no Lucha Underground, mas também porque só há maravilhas a fazer com ele e Catrina se houver aquele cinto à mistura.
Nota2: O mesmo com os cintos de trio. Angelico, Son of Havoc e Ivelisse já parecem ser alvos.

2 - É festa aberta!


Foi um pandemónio no Impact Wrestling. Toda a gente queria voltar a casa, a porta parecia estar aberta e o público receptivo. Silencioso mas receptivo. Markava-se, nem que fosse em casa. A começar pela primeira surpresa e que se pode considerar a derradeira. Jeff Jarrett, fundador da GFW, vem a promovê-la e fala da proposta que recebeu de combater no combate que ele criou, no PPV de aniversário da companhia que também ele criou. A única razão para recusar seria o seu avanço e deixar a TNA totalmente para trás, como era a ideia inicial de Karen Jarrett. Mas o apoio desta sua esposa e a vontade de sair da TNA em bons termos fizeram-no voltar e teremos Jeff Jarrett a competir no Slammiversary! Mas ainda não era suficiente. Nostalgia tem sido acontecimento semanal graças a Bram que lembrou-se agora que já foi dos Ascension e lembrou-se que também não gosta do passado e anda a desafiar tudo o que já tenha lá passado anteriormente. E desta vez respondeu Vader! O combate não viu fim definitivo e obrigou outro homem a voltar para deter Bram do ataque ao lendário Vader. Matt Morgan! Combate marcado para o Slammiversary entre o "Blueprint" e o Bram. Mas parece que ainda havia espaço para mais gente. Num confronto entre os BDC e os The Rising, havia mais alguém para ajudar o grupo Heel. Hernandez volta para se juntar ao grupo que também tem Homicide inactivo, o que já pode antever uma certa reunião. Com uma noite destas, a TNA terá que ser falada de alguma forma!

Nota: Jeff Jarrett partilhará o ringue com Bobby Roode, Matt Hardy, Eric Young e Drew Galloway. Diga-se que é um elenco de luxo.
Nota2: Hernandez ainda está activo no Lucha Underground e foi ele um dos principais responsáveis pela derrota de Drago descrita na entrada 3. Apareceu tanto no Impact Wrestling como no Lucha Underground. Os dois programas são transmitidos no mesmo dia. O sacana agora é um Lex Luger Mexicano!

1 - Banda reunida!


Sim, já se via a léguas o desespero de Seth Rollins. Tinha uma besta como Brock Lesnar à frente e os amigos que sempre o protegeram de alvos difíceis que não eram tão perigosos como ele... Não estavam virados para ele. Pior ainda, pareciam estar contra ele. Seth apercebe-se do quanto necessita da Authority e faz de tudo para os receber de volta. Ou como ele chegou a confessar: para que eles o aceitem de volta. Custou mas ele lá conseguiu um pedido de desculpas e a coisa não parecia bem encaminhada. Especialmente quando veio Lesnar para o fazer vender German Suplexes que nem um lorde. E aí revela-se a cedência dos seus antigos parceiros. Kane parece ter-se lembrado que aquele gajo rompeu a streak do seu irmão e deitou-o com um Chokeslam. Muita pancada mista e umas costelas do Jamie Noble partidas depois, a reunida Authority consegue deitar abaixo Lesnar que fica por baixo, após um Pedigree do WWE World Heavyweight Champion. Rollins ficou tão confiante que até desafiou Dean Ambrose, um dos seus mais duros adversários, no Smackdown para provar de uma vez por todas quem é. E ganhou. Não sem ajudas. Mas ganhou. Uma boa semana para Rollins. E o pobre até andava a precisar porque andava a passá-las negras!

Nota: Lesnar a vender o Pedigree de forma muito fraquinha, para a forma linda e brilhante como Rollins lhe estava a vender os Suplexes.

Outros acontecimentos de relevo:

- Continua a feud pelos títulos com os New Day a tentar recuperar os títulos aos Prime Time Players. Os Campeões já puderam contar com ajudas de Neville e dos Lucha Dragons, enquanto os New Day já foram abençoados pela presença de Bo Dallas, junção que tinha que acontecer. A coisa tem corrido bem para os PTP, formando apenas uma das mais pequenas razões para que Darren Young se sinta bastante feliz esta semana!

- E lá se vai vendo a piada de R-Truth a desvanecer. E a feud com King Barrett a prosseguir. Acho eu que vai ali uma feud. 

- Enquanto as Bella Twins têm Alixia Fox como aliada vão conseguindo obter vitórias. E nós continuamos sem saber como raio funciona aquela divisão ou por quem é suposto torcer sequer.

- Entretanto, Rusev continua atrás de Lana que continua a não estar para o aturar. Mas há alguém a mostrar interesse neste Rusev vulnerável. E é Summer Rae, porque sim. Fandango, Damien Mizdow, The Miz e Rusev. Passos naturais.

- Os "Hype Bros" já parecem ser uma coisa a sério e continuam a vencer no NXT. Vale pelo menos por tentarem um resgate a Zack Ryder.

- Enzo Amore & Colin Cassidy também continuam a vencer. Nas piadas, Cass sofreu uma derrota tremenda mas o pessoal adora-os na mesma, faz barulho por eles e festeja as suas vitórias. E para o caso de dúvida, há sempre a dança do Enzo.

- Dana Brooke também vence e parece ter Charlotte como alvo. Mas a sério que eles querem sugerir qualquer espécie de comparação ou sucessão ali?

- Entretanto, na Ring of Honor, estava a decorrer uma boa semana de visitas da New Japan Pro Wrestling. Roderick Strong sai derrotado por Shinsuke Nakamura, Michael Elgin sai por cima de Gedo e os Bullet Club, representados por AJ Styles e pelos Young Bucks, dão espectáculo ao vencer Okada e os Roppongi Vice de Trent Barretta e Rocky Romero. Tudo visitas bem-vindas.

- Acalmem-se todos. A Catrina ainda não lambeu a Ivelisse. Mas parece que o seu trio tenebroso achou piada aos Campeões de Trios...

- Outro grande acontecimento no Lucha Underground foi o confronto entre Super Fly e Sexy Star. Super Fly, já desmascarado, após derrota para Star num combate com essa estipulação, por ordem de Dario Cueto, veio vingar o sucedido. Conseguiu. É possível que a rivalidade continue.

A figura da semana: Mil Muertes. Tinha um empate entre os três protagonistas dos três segmentos do pódio no ranking. Muertes, Jarrett e Rollins. Fui atrás do que garantiu o seu lugar num campeonato no main event de um grande evento da sua companhia. E que mata o que lhe aparecer à frente.

O desaparecido: Randy Orton. A tirar umas férias. Que descanse à vontade. Presume-se que volte a tempo do Battleground e deve ir para lá, levando Sheamus consigo.

E por aqui fica mais um DezTaques da Semana, com mais uma semana passada e que nos traz sempre muita acção. Uma semana calma para a WWE que, com o seu desenvolvimento mais lento, manteve-se mais discreta, enquanto outras companhias traziam grandes acontecimentos. É nisso que se baseiam os rankings e não preferências por companhias, sou fã de todas as que assisto, nos seus mais altos e mais baixos, qualidade e defeitos, lembrem-se. E é claro que isto está sempre aberto à vossa preferência de ordem e volto a convidar-vos a debater todos estes acontecimentos, como sempre. São bem-vindos. Espero também ser bem-vindo na próxima semana, quando trouxer nova edição. Com certeza que não faltará material. Até lá fiquem bem e um bom Slammiversary a todos!

Cumprimentos,
Chris JRM

4 comentários:

  1. Devo dizer q sinto uma certa pena do drago por ele não ter conseguido ainda o LU Championship, mas saber q a disputa fica entre Muertes e Puma me consola um pouco.
    Já a nossa querida TNA, anda cada dia numa situação pior. Praticamente todo mundo querendo sair e não muitos querendo voltar. Espero q isso não indique o fim da companhia.

    ResponderEliminar
  2. Eu também não consigo perceber a maneira que a TNA marca os combates, parece-me meio estranho!

    ResponderEliminar
  3. nota-se que semana a semana a LU vai te conquistando...parabéns, só denotas mais maturidade desse modo!

    ResponderEliminar
  4. Boa edição, e cada vez mais a LU entrando nos deztaques da semana

    ResponderEliminar

O blog tem os comentários abertos a todos aqueles que gostem de wrestling e o queiram discutir com responsabilidade e sobretudo de maneira construtiva.

Não são permitidos insultos pessoais entre leitores, bem como a autores do blog. Não é permitido spam. Qualquer comentário fora do contexto, fica a cargo da administração a decisão da sua permanência.

Com tecnologia do Blogger.